Teorias e Fundamentos Básicos à Educação

De Wikiversidade
Ir para: navegação, pesquisa


Yellow-bg.svg
HSBook.svg
Ementa

Bem vindo ao curso Teorias e Fundamentos Básicos à Educação

Objetivo
Análise e discussão da educação, da educação escolar e das teorias em educação como produção humana relacionada às condições materiais, políticas, sociais e culturais da existência humana, em diferentes espaços e tempos históricos. Concepções teóricas de educação. A relação e prática no pensamento pedagógico: pedagogia da essência, pedagogia da existência, pedagogia da cultura, pedagogia dos conflitos sociais. As contribuições das teorias psicológicas e sociológicas na constituição da teoria da educação e na formação de professores. O processo de sistematização e produção do conhecimento na universidade: orientação epistemológica.

Nível do curso
Superior

Programa
- O método didático e sua fundamentação - O trabalho docente - A instituição social na Educação - Teorias de aprendizagem - Teorias da Educação - A questão dos valores em Educação - Epistemologia da Educação - Cognição e Produção do conhecimento

Bibliografia
BACHELARD, G. A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento. Trad. Estela dos Santos Abreu. 4a reimpressão. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.

___________. Epistemologia: trechos escolhidos. Trad. Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1977.

___________. O novo espírito científico. Lisboa: Edições 70, s/d. BELO, Fenando. Notas para o conceito de ideologia; Teoria e prática. Lisboa: Regra do Jogo, 1977.

BLACKBURN, Robin (org.). Ideologia na ciência social. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

BOBBIO, Norberto. As ideologias e o poder em crise. 3. ed. Brasília : Ed. UNB 1994.

BOUDON, Raymond. A ideologia ou a origem das idéias recebidas. São Paulo: Ática, 1989.

BRANDÃO, C. R. A pergunta a várias mãos: a experiência da pesquisa no trabalho do educador. São Paulo: Cortez, 2003. (Série saber com o outro; v. 1)

CAPALBO, Creusa. Ideologia e educação. São Paulo: Convívio, 1978.

CARVALHO, M. C. M. de (org.) Construindo o saber - metodologia científica: fundamentos e técnicas. 8a ed. Campinas: Papirus, 1998.

CHÂTELET, François (dir.). Histoire des idéologies. Paris: Hachette, 1978, V. 1. CHAUÍ, M. Convite à Filosofia. 13a ed. São Paulo: Ática, 2003.

______. O que é ideologia. 5. ed., São Paulo: Brasiliense, 1981.

FREIRE-MAIA, Newton. A ciência por dentro. Petrópolis: Vozes, 1991.

GARCIA, Pedro Benjamin et al. O pêndulo das ideologias. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

GARCIA, R. L. (org.) Métodos e contramétodo. São Paulo: Cortez, 2003.

GATTI, B. A. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Plano Editora, 2002.

GOLDMANN, Lucien. Ciências humanas e filosofia. 10. ed. São Paulo: DI FEL, 1986.

__________. Dialética e ciências humanas. Lisboa: Presença, 1972b (2 vols.).

__________. Recherches dialectiques. Paris: Gallimard, 1980.

GRANGER, G-G. Por um conhecimento filosófico. Trad. Constança M. César e Lucy M. César. Campinas: Papirus, 1989.

_________. A ciência e as ciências. Trad. Roberto Leal Ferreira. São Paulo: EDUNESP,1994.

HAGUETTE, Teresa Maria Frota (org.). Dialética hoje. Petrópolis: Vozes, 1990.

HEGENBERG, L. Saber de e Saber que: alicerces da racionalidade. Petrópolis: Vozes, 2001.

HÜHNE, Leda Miranda (org.). Razões. Rio de Janeiro: Uapê, 1994.

JAPIASSU, H. F. Introdução ao pensamento epistemológico. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

KOCHE, J. C. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. 21ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

KUNH, T. S. A estrutura das revoluções científicas. 5a ed. Trad. Beatriz V. Boeira e Nelson Boeira. São Paulo: Perspectiva, 2000.

KUPFER, M. C. M. Educação para o futuro: psicanálise e educação. São Paulo: Escuta, 2000.

MACHADO, A. M. Educação especial em debate. São Paulo: Casa do Psicólogo/CRP, 1997.

MÉSZÁROS, István. Filosofia, ideologia e ciência social: ensaios de negação e afirmação. São Paulo: Ensaio, 1993.

MORIN, Edgar. As grandes questões de nosso tempo. 4 ed. Lisboa: Notícias, s/d.

NOSELLA, P.; BUFFA, E. As pesquisas sobre instituições escolares. In VI Congresso Luso Brasileiro de História da Educação. Uberlândia, abril, 2006.

PATTO, M. H. S. Exercícios de Indignação. Escritos de educação e psicologia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

ROMÃO, José Eustáquio. Dialética da diferença. São Paulo: Cortez/IPF, 2000.

SAVIANI, D.; LOMBARDI, l. C.; SANFELICE, l. L (org.). História e história da educação: o debate teórico-metodológico atual. 2.ed. Campinas, SP: Autores Associados: HISTEDBR, 2000.

SEVERINO, A. J.; FAZENDA, I. C. A. (orgs.) Conhecimento, pesquisa e educação. Campinas: Papiros, 2001.

_________. Educação, sujeito e história. São Paulo: Olho d'Água, 2001. SILVA JUNIOR, João dos Reis; FERRETTI, Celso João. O Institucional, a organização e a cultura da escola. São Paulo: Xamã, 2004.

VERÓN, Eliseo (dir.). EI proceso ideológico. 2. ed. Buenos Aires: Tiempo Contemporáneo, 1973.

Bibliografia Complementar:

LIBÂNEO, J. C. A democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1998.

NUNES, A. I. L., SILVEIRA, R. N. Psicologia da aprendizagem: processos, teorias e contextos. Fortaleza: Liber Livros, 2008.

SANTOS, A. Didática: sob a ótica do pensamento complexo. 2 ed. Porto Alegre: Sulino, 2010.

SANTOS, N. O Diálogo e a educação. (disponível no ambiente da disciplina)

Bibliografia de Aprofundamento:

ALMEIDA, S. F. C. de. O lugar da afetividade e do desejo na relação ensinar-aprender. Temas em Psicologia, n.1, pp. 31- 44, 1993.

ALMEIDA, I. M. M. Z. P de. Psicologia da Educação nas Escolas Normais (DF): Realidade e Perspectivas. Dissertação de Mestrado, Universidade de Brasília, Brasília, 1993.

CLAUDINE Blanchard-Laville. Os Professores: Entre o Prazer e o Sofrimento. São Paulo (SP): Loyola, 2005

CIFALI, M. Educar, uma profissão impossível - Dilemas atuais. Estilos da Clínica, 4 (7), pp. 139-150, 1999.

DIMENSTEIN, G.; ALVES, R. Fomos maus alunos. 9 ed. Campinas (SP): Papirus 7 mares, 2008.

FILOUX, J. C. Psicanálise e Educação, Pontos de Referência. Estilos da Clínica, ano II, n. 2, pp. 8-17, 1997.

FREIRE, P. Por uma Pedagogia da Pergunta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

____________. À sombra desta mangueira. São Paulo: Olho d’água, 1995

KENSKI, V. M. Práticas interdisciplinares de pesquisa. Em: R. V. Serbino (Org). Formação de Professores (pp.309-320). São Paulo: UNESP, 1998.

KUPFER, M.C.M. Educação para o Futuro - Psicanálise e educação. São Paulo, SP: Escuta, 2000.

LAJONQUIERE, L. de. Infância e Ilusão (Psico) Pedagógica. Escritos de psicanálise e educação. Petrópolis (R. J): Vozes,1999.

MORGADO, M.A. Da sedução na relação pedagógica. São Paulo, (SP): Summus, 2002

NOVOA, A . Vidas de Professores. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1995.

{{Bibliografia Complementar]}}

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir & GENTILI, Pablo. (Org.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1995.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazio Afonso de. Tendências atuais da pesquisa na escola. Cad. CEDES, Dez 1997, vol.18, no.43, p.46-57.

BERNARDO, João. A economia dos conflitos sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

BOTO, Carlota. A civilização escolar como projeto político e pedagógico da modernidde: cultura em classes, por escrito. Cad. CEDES, Dez 2003, vol.23, no.61, p.378-397.

BURKE, Peter. Uma história social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

CARRAHER, Terezinha Nunes. (Org.). Aprender pensando: contribuições da psicologia cognitiva para a educação. 11. edição. Petrópolis: Vozes, 1997.

CORTINA, Adela. Critica y utopía: la escuela de Francfort. Madrid: Cincel, 1986.

DE ROSSI, Vera Lúcia Sabongi. Projetos político-pedagógicos emancipadores: histórias ao contrário. Cad. CEDES, Dez 2003, vol.23, no.61, p.319-337.

DUPUY, Jean Pierre. Nas origens das ciências cognitivas. São Paulo: Unesp, 1996.

ELIAS, Norbert. O processo Civilizatório. Rio de Janeiro: Zahar, 2004. v.1 e 2

ENGUITA, Mariano Fernandes. A face oculta da escola. Porto Alegre: Artes Médicas, 1980.

FONSECA, Vitor da. Aprender a aprender: a educabilidade cognitiva. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

GENTILI, Pablo. (Org.). Pedagogia da exclusão. Crítica ao neo-liberalismo em educação. Petrópolis: Vozes: 1995.

GASPARIN, João Luiz. Comênio ou da arte de ensinar tudo a todos. Campinas, Papirus, 1994

GRAMSCI, Antonio. A concepção dialética da História. Rio: Civilização Brasileira,1978.

KOSIK, Karel. A dialética do concreto. Rio: Paz e Terra, 1976.

LÈVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio: Editora 34, 1994.

MATTOS, Olgária. Filosofia, a polifonia da razão: filosofia e educação. São Paulo: Scipione, 1997.

PETRAGLIA, Izabel Cristina. Edgar Morin: a complexidade do ser e do saber. Petrópolis. Vozes, 1995.

POZO, Juan Ignacio. Teorias cognitivas de aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

ROMANOWSKI, Joana Paulin, MARTINS, Pura Lúcia O. e JUNQUEIRA, Sérgio R. Conhecimento local e conhecimento universal. Pesquisa, didática e ação docente. Curitiba: Champagant, 2004.

ROSSLER, João Henrique. O desenvolvimento do psiquismo na vida cotidiana: aproximações entre a psicologia de Alexis N. Leontiev e a teoria da vida cotidiana de Agnes Heller. Cad. CEDES, Abr 2004, vol.24, no.62, p.100-116. ISSN 0101-3262

SANTOS, Mílton. Ser intelectual na era da globalização. In: Anais do IX Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Águas de Lindóia- SP, 1998.

SANTOS, Oder José. Pedagogia dos Conflitos Sociais, Campinas, Papirus, 1992.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1980.

SCHAFF, Adam. História e Verdade. São Paulo, Martins Fonte, 1978.

SACRISTAN, Gimeno e GOMEZ, A.I. Perez. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

SANTOS, Lucíola Licínio de C. P. Bernstein e o campo educacional: relevância, influências e incompreensões. Cad. Pesqui., Nov 2003, no.120, p.15-49.

SUCHODOLSKI, Bogdan. A Pedagogia e as grandes correntes filosóficas. A Pedagogia da Essência e a Pedagogia da Existência. 2.a Ed. São Paulo, Centauro, 2004.

VAIDERGORN, José. Uma perspectiva da globalização na universidade brasileira. Cad. CEDES, Nov 2001, vol.21, no.55, p.78-91. VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Inovações e projeto político-pedagógico: uma relação regulatória ou emancipatória?. Cad. CEDES, Dez 2003, vol.23, no.61, p.267.

WACHOWICZ, Lílian Anna. O método dialético na Didática. 4 ed. Campinas: Papirus, 2002