Estatística para Medicina/Estudos Comparativos/Teste seu conhecimento sobre estudos Observacionais e Experimentais/Bateria 6

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Classifique os estudos descritos nas notícias a seguir em Observacional (O) ou Experimental (E). Procure identificar também os grupos de comparação envolvidos.

O E
Reduzir horário de TV à metade pode evitar ganho de 6 kg ao ano (New York Times - Folha de S. Paulo - 06/01/2010) Apenas se afaste da televisão; você queimará mais calorias. Adultos com sobrepeso que reduziram pela metade o tempo de televisão durante três semanas usaram cerca de 120 calorias a mais por dia do que um grupo similar de espectadores que continuou assistindo a cinco horas diárias em média (...). Os pesquisadores recrutaram 36 adultos com sobrepeso e obesidade que viam pelo menos três horas de TV por dia, e designaram aleatoriamente 20 deles para cortar esse tempo pela metade. A redução foi imposta por meio de um dispositivo de bloqueio eletrônico. Todos os participantes usaram acelerômetros presos no braço que mediam seus movimentos (...).
Teclado 'sabe' quando usuário está estressado, diz estudo (New Scientist - 08/01/2010) Da próxima vez que você inserir um nome de usuário e a senha, pense sobre o seu ritmo de digitação. Ele não só pode ser usado para identificá-lo, como também pode revelar se você está em um ambiente estressante. (...) Eles (os organizadores do estudo) pediram a 35 pessoas para que se logassem em um computador 36 vezes, ao longo de três sessões intercaladas por até um mês de intervalo, usando o mesmo nome de usuário (abertayexperiment) e senha (understandsomething). As pessoas foram colocadas em estados de estresse e neutralidade, alternadamente, por meio da audição de uma série de sons conhecidos, a fim de evocar emoções particulares --desde papel amassando suavemente, passando por discussão de casais, até sirenes de emergência. O tempo de cada tecla pressionada, assim como o intervalo entre uma e outra sendo liberada e pressionada, foi gravado para criar uma "impressão digital" da digitação de cada um. Eletrodos foram fixados nas mãos dos datilógrafos para detectar a partir da transpiração --um sinal de estresse também explorado por detectores de mentira. (...) Os dados também mostraram que o stress podia ser detectado na digitação de uma pessoa porque ela variava os padrões de tempo (por exemplo, pressionando as teclas de forma mais curta, em média), embora datilógrafos mantivessem seu estilo identificável.
Café em excesso 'pode afetar fertilidade' (BBC Brasil - 08/07/2008) Os cientistas da Universidade Radboud, em Nijmegan, pesquisaram 9 mil mulheres que tinham recebido fertilização in vitro para ver se engravidavam naturalmente. Cerca de uma em cada sete conseguiu. Mas a pesquisa mostrou que as chances de concepção diminuíram em cerca de 26% entre as mulheres que bebem mais de quatro xícaras de café por dia. Os pesquisadores estudaram todas as mulheres que tinham recebido o tratamento de fertilização in vitro na Holanda entre os anos de 1985 e 1995. Eles descobriram que 16% das mulheres acabaram concebendo naturalmente e 45% dentro de seis meses do último tratamento. Especialistas afirmam que as descobertas se aplicam apenas a mulheres com baixa fertilidade, que querem maximizar suas chances de gravidez.


| Voltar para página principal