Portal:9o ano 2015 - Língua Portuguesa - Colégio I. L. Peretz/Pedro e Bianca

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A obra "A Metamorfose", o autor, Kafka, descreve um caixeiro viajante, Gregor Samsa, que abandona suas vontades e desejos para sustentar a família e pagar a dívida de seus pais. Numa certa manhã, Gregor acorda metamorfoseado em um inseto monstruoso. Nos primeiros momentos, o livro descreve as dificuldades iniciais de Gregor na nova forma. Uma ironia presente do livro é que Gregor não se preocupa com sua transformação, mas sim em estar atrasado para o trabalho. No início da história, Gregor tenta abrir a porta de seu quarto, mas por estar na forma de um inseto isso se torna impossível. Em um certo tempo, Gregor consegue abrir a porta, saindo de seu quarto. Ao aparecer na sala com seus familiares e seu chefe, todos se assustam e veem a figura monstruosa que Gregor se tornou. O pai de Gregor, assustado avança contra Gregor forçando-o a voltar para seu quarto. A unica pessoa, que no início trata Gregor como pessoa, é sua irma Grete. No decorrer da historia o autor narra as angústias de Gregor que sem conseguir fazer nada, ouve sua família discutindo entre si como se sustentar, já que sua única renda havia ido embora. Com o decorrer da história, Grete vê os rastros do inseto nas paredes e teto de seu quarto, então percebe que Gregor tem falta de espaço, assim ela e sua mãe vão tirar os móveis do quarto dele. Sem que Gregor consiga avisar, sua mãe e sua irmã, Gregor sobe na parede impedindo-as de que tirem um quadro o qual gostava, porém sua mãe se assusta e acaba desmaiando. O inseto também assustado, consegue fugir do quarto, mas ao sair se depara com seu pai que o ataca com maçãs, uma delas penetra em suas costas causando tanta dor que o faz desmaiar. No final das contas, a família Samsa (sem contar com a opinião de Gregor) decidem alugar um quarto para ter alguma fonte de renda. O quarto é alugado por três inquilinos, que vivem na casa por um tempo. Num certo dia sua mãe esquece uma fresta da porta que ligava a sala ao quarto de Gregor aberta. Na hora da janta Grete tocava seu violino para os moradores, Gregor do seu quarto ouve e fica tão encantado com o som que segue em direção à sala de jantar. Nos primeiros momentos ninguém o percebe, mas após alguns segundos um dos inquilinos o vê e grita. Sr Samsa tenta afastar os inquilinos de modo que não vejam o inseto e ao mesmo tempo faz com que a criatura volte para o seu quarto. Depois desse incidente, Grete a única que ainda via Gregor como seu irmão e não como um monstro horroroso que atormentava a sua família, perde toda a compaixão e chega a conclusão que devem se livrar dele. No passar do tempo o autor fala várias vezes sobre a maçã apodrecendo em suas costas. Ao final do livro, a maçã que estava penetrada em suas costas, começou a apodrecer. Depois de certo período a maçã causa a morte de Gregor. Logo depois de sua mãe acabar de limpar o quarto do falecido a família sai da casa feliz, já não pensavam na morte do membro, e viam certa esperança num futuro próximo, onde poderia comprar uma casa mais confortável. Também se mostra interessante que, durante a história, Kafka mostra três períodos da relação da família perante Gregor. No primeiro ela sente medo, num segundo o aceita, mas o esconde do mundo, já no terceiro o odeia o vê como um peso desnecessário e quer se livrar dele.