2.012 Hortas até 2012. Londres, Inglaterra

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Descrição breve do projeto[editar | editar código-fonte]

A transformação da cidade de Londres de consumidora para produtora de alimentos irá melhorar a qualidade do ar, a pegada ecológica, o congestionamento, a saúde do cidadão, a coesão da comunidade e a imagem externa da cidade.
A iniciativa de alimentação sustentável nomeada Capital Growth tem encorajado os londrinos a criar hortas para produção local de alimentos, sazonal e orgânica, em locais urbanos inutilizados como pátios escolares, casas de repouso, ferrovias abandonadas, margens do canal, complexos habitacionais, telhados de edifícios comerciais e residenciais através de incentivos fiscais. Além de oferecer produtos saudáveis a preços acessíveis, essa iniciativa promove o aumento das áreas verdes e permeáveis da cidade, e melhora o aspecto visual do território, deixando-o mais agradável.
Com o intuito de suprir os Jogos Olímpicos com produção local, as autoridades esperam que 2.012 novos jardins sejam criados até o evento esportivo, em 2012.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • Criar 2.012 novos jardins até os Jogos Olímpicos de 2012, com o intuito de suprir os Jogos Olímpicos com produção local
  • Melhorar a qualidade de vida da população londrina através do incentivo à produção de alimentos, com promoção do desenvolvimento local, melhor qualidade na alimentação e redução de custos com a compra de alimentos

Cronograma[editar | editar código-fonte]

  • 2004 (Setembro): Prefeito cria o Conselho de Alimentação para investigar e controlar as questões de alimentos na capital
  • 2005 (Julho): Londres vence como candidata para sediar Jogos Olímpicos de 2012
  • 2007 (Novembro): Lançamento do Plano de Sustentabilidade 2012 de Londres
  • 2008 (Novembro): Lançamento do o Projeto Capital Growth

Resultados[editar | editar código-fonte]

  • Já existem mais de 1790 hortas criadas com o Capital Growth, com mais de 40 mil voluntários para o cuidado desses espaços e o processo continua em direção às 2012 para o final do ano
  • Essas hortas já estão sendo conectadas com diferentes restaurantes e mercados locais
  • Marcados, escolas, reservas e várias hortas do Capital Growth passaram a instalar barracas de venda desses produtos locais, interferindo positivamente no desenvolvimento local
  • Hortas pequenas passaram a criar parcerias entre si, de forma a facilitar a negociação pelo preço do produto

Instituições envolvidas[editar | editar código-fonte]

  • Prefeitura de Londres

Fontes[editar | editar código-fonte]

http://sustainablecities.dk/en/city-projects/cases/london-2012-vegetable-gardens-by-2012
http://www.capitalgrowth.org
http://www.capitalgrowth.org/press/23_02_2012/
http://www.cidadessustentaveis.org.br/boas_praticas/exibir/77