AULA 1

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Registro da aula 1 a ser realizado por Pedro, Bruno e Lucas

Aproximação à prática da EF em saúde

Aula de quinta 12/03/2015

➝ Foi mostrado o vídeo “first kiss” ➝https://www.youtube.com/watch?v=IpbDHxCV29A

➝ Interação com a sala

➝Logo de início nos deparamos com um vídeo apresentado pelo professor. O vídeo tratava-se de uma propaganda e uma experiência: pessoas desconhecidas tem seu primeiro beijo. Após assistirmos duas vezes, partimos para a análise do conteúdo. Observamos o antes, durante e depois do contato entre os participantes da propaganda, fazendo comparações e reflexões de suas reações, com o nosso primeiro contato com a área da educação física.

➝ Houve um hiato na discussão que se concretizou em uma atividade no pátio do prédio, e ainda mostrou o diferencial da educação física, que é o jogo. Para o procedimento do mesmo era necessário fazer uma roda e possuir uma bola, feito isso as regras eram a seguinte: Uma pessoa ficava no centro dessa roda e lançava a bolinha para cada integrante em sentido horário, mas enquanto lançava, a mesma não podia olhar para a bolinha e teria que contar qualquer história, até algum integrante interceptar o lançamento ou a recepção e fazer o mesmo procedimento.

➝ Realizado o jogo, o professor Conrado, nos explicou como é difícil pensar e agir ao mesmo tempo, como fica mais fácil quando o movimento se torna repetitivo e automático, como através de uma simples brincadeira pode ser interpretado e realizado estudos sobre a educação física, que nós calouros temos que ser diferentes, buscar ser diferente e buscar felicidade ao mesmo tempo.

Intervalo

➝ Logo após o intervalo, foi proposta uma análise sobre uma imagem do acervo pessoal do professor, e debatemos sobre a importância da universidade e como deve ser sua neutralidade mediante aos alunos. A imagem retratava a realidade de algumas instituições, onde os estudantes passam por uma “maquina universitária” que os esgotam com provas, relatórios, textos e padrões. E o fim acaba sendo trágico, pois há uma pasteurização, uma homogeneização ao final desse percurso ao longo dos anos de ensino. Foi chegado a um consenso de que aquela era uma das poucas facetas universitárias e que é ocorrida uma rigidez do estereótipo e sendo assim um regime adotado e ultrapassado que alguns estudantes são submetidos.

➝ Houve uma discussão sobre o que é educação física em forma de um jogo, onde cada aluno só podia falar uma palavra para descrever o curso e não era permitido repetição, caso ocorrido, o jogador saia do jogo.

➝ Discussão sobre igualdade e diferença com relação ao vídeo e o que isso tem haver na educação física.

➝Discussão sobre as coisas ocultas que nos ensinam durante o colégio, como por exemplo, ficar mais de duas horas sentados, ficar em silêncio, não ter voz ativa para poder fazer a diferença, isto é não reclamar, ficar de boca fechada, a suposta ética e tudo isso baseado na imagem apresentada.

➝ Em seguida o professor nos levou a uma sala de interação e leu “Dez bons conselhos de meu pai” de João Ubaldo Ribeiro. A história do livro se tratava em o que você não deveria fazer e não o que deveria ser feito, o escritor relatou em pequenas sentenças as diretrizes passadas pelo pai Manuel Ribeiro. Foi comentado sobre esse assunto, como é mais fácil falar o que não deve do que apresentar uma solução, solucionar um problema para as situações. Professor Conrado mostrou para nós como em um livro voltado para o público infantil tem tantas coisas escondidas, por exemplo, as críticas à sociedade.