AULA 8

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Aula 8 - Aproximação à prática de Educação Física em Saúde I[editar | editar código-fonte]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Iniciamos a aula com a apresentação do trecho do filme “1,99 o Supermercado que Vende Palavras”, gerando uma discussão à primeira vista simples, porém que fora se desenvolvendo com o desenrolar da aula e é claro após reprises deste mesmo trecho. Uma breve apresentação sobre o texto “Atividade Física e Saúde na Infância e Adolescência”. Houve também uma indagação sobre o que é Educação Física, e sua relação para com a saúde.

Conrado 1.jpg


1ª Parte da Aula

1,99 o Supermercado que Vende Palavras[editar | editar código-fonte]

Após assistirmos o trecho do filme que se encontra acima, pudemos desenvolver uma discussão a principio não tão precisa e objetiva, pois houve a necessidade de refletir durante mais tempo e com mais calma pois a essência do filme é bem profunda e provoca no espectador um ar de incerteza a respeito de seu real significado. O trecho é basicamente subdividido em três partes:

  • Primeira parte: O trecho começa com a cena da personagem comprando mercadorias intituladas com palavras em uma espécie de supermercado.
  • Segunda parte: Com o decorrer do trecho a mesma se encontra com um espelho, e assim, começa a realizar uma atividade física(Contração muscular esquelética que aumenta o gasto de energia acima do basal), que consequentemente desencadeia um certo incentivo a outras pessoas que estão no local a fazerem também suas respectivas atividades físicas.
  • Terceira parte: No final do trecho nos deparamos com uma cena que remete a globalização, isso ocorre a partir do momento em que várias pessoas contidas no filme começam ao mesmo tempo a falar no celular.
Conrado 2.jpg

Artigo "Atividade Física e Saúde na Infância"[editar | editar código-fonte]

"Um estilo de vida ativo em adultos esta associado a uma redução da incidência de varias doenças cronico-degenerativas bem como uma redução na mortalidade cardio vascular em geral." Trecho do artigo Atividade Física e Saúde na Infância

De acordo com as conclusões chegadas pelos membros do grupo responsável pela apresentação do texto em sala, pudemos compreender que a atividade física ajuda no desenvolvimento da criança e do adolescente, podendo também reduzir o índice de obesidade drasticamente, além de tornar essa criança ou adolescente fisicamente ativa em um adulto que também pratica variados exercícios físicos. Isso disponibiliza uma qualidade de vida muito elevada ao individuo.

O texto elaborado por médico especialista possui 3 objetivos:

  • Estabelecer os benefícios da atividade física na criança e no adolescente.
  • Caracterizar o elementos de avaliação e prescrição do exercício para a saúde nessa faixa etária.
  • Estimular recomendação e a prática da atividade física nas crianças e adolescentes mesmo na presença de doenças cronicas, visto que são raras as contra indicações
  • absolutas.

A queda da vida ativa de um individuo pode ter um declínio no decorrer dos anos por fatores que contribuem para que isso ocorra. Esses fatores podem ser listado em:

  • Disponibilidade de tecnologia - O que desencadeia atividades sedentárias, tais como assistir televisão, fazer uso de jogos eletrônicos e o uso excessivo do computador.
  • Declínio da Vida Ativa - A diminuição de disponibilidade de áreas de lazer conjuntas, que gera uma maior socialização .

Abaixo o link do artigo realizado pela Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte:

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-86921998000400002&script=sci_arttext

2ª Parte da Aula[editar | editar código-fonte]

Na segunda parte, o professor apresentou no decorrer da aula o slide "Cartografia do Movimento" que remete ao entender a atividade física e saúde propriamente dita de acordo com aspectos filosóficos e sociológicos.

Conceitos:[editar | editar código-fonte]
  1. Mito: Utopia da extinção completa da doença... que remete a vida para o futuro e para dependências impostas de muitos outros, que se vincula com a possibilidade de pagar...(Morte natural).
  2. Corpo/Mente: Existem 5 definições, a Platônica que remete ao dualismo psicofísico ou dualismo fundamental que é o equilíbrio entre o corpo e a mente; Medievo que seria o exercício como disciplina espiritual e auto controle; Renascentista que seria a dissecção e dessacralização ou o corpo objeto da ciência; Moderna que é a fenomenologia ou o corpo como a primeira experiência humana e integração holística com a cultura; e a Contemporânea que frisa a boa forma x corpo, ou o bem conhecido mercado capital.
"O que pode o Corpo?" Baruch Spinoza[editar | editar código-fonte]

"A mente e o corpo são um único e mesmo individuo ora sobre o atributo do pensamento, ora sobre o da extensão."

O que pode a Educação Física?[editar | editar código-fonte]
O que é Educação Física?
  • Biodinâmicas

Tudo aquilo que se relaciona com o biológico, com o anatômico, fisiológico, citológico, cinesiológico e biomecânico.

  • Pedagogia
  1. Desenvolvimentista (Go Tani - 1988)

Este tópico da maior importância a atividade e educação física escolar, parte de grande importância das habilidades básicas (andar, correr e pular), a se desenvolver como o próprio nome já diz.

2. Construtivista (João Batista Freire - 1989)

Este tópico de baseia nas teorias Piagetianas que remete ao desenvolvimento motor dividido em 4 estágios, o sensório motor do nascimento até o surgimento da linguagem; o pré operatório que remete ao simbólico e intuitivo em uma faixa etária de 6-7 anos; operatório concreto que seria dos 10-12 anos e o operatório formal hipotético indutivo que vai da adolescência em diante. O construtivista tem grande enfase no jogo, na brincadeira e no lúdico.

Abaixo o link para o texto apresentado pelo grupo da aula de FAFE Jogos,

https://onedrive.live.com/redir?resid=A0FCCAB6C314D77F%21114

3. Crítico superadora (Coletivo de autores - 1992)

Cultura corporal exterioriza uma reflexão pedagógica sobre o conjunto de formas de representação do mundo que o homem tem produzido no decorrer da história. Alguns exemplos de culturas corporais seriam Jogos, Danças, Lutas, Malabarismos, Exercícios Ginásticos, Esportes, Contorcionismos, Mímicas, entre outros. Que são identificados simbolicamente na historia cultural do homem.

  • Sociocultural

Tudo aquilo que se relaciona aos aspectos culturais e sociais de um grupo especifico. Assim podemos citar etnopsicologia ocidental moderna discutida por Lutz (1988), que se refere ao sistema de conhecimentos que define o que é a pessoa de fato, ou seja, seus atributos, sua reações, seu modo de se relacionar com os outros, que permite a ela que se monitore a si própria e aos outros, possibilitando assim alguma antecipação dos comportamentos.

Abaixo um texto "Antropologia das emoções biológicas ou culturais", que remete ao conceito de etnopsicologia.

https://onedrive.live.com/redir?resid=A0FCCAB6C314D77F%21118

Texto:Saúde, Sociedade e Vida[editar | editar código-fonte]

"Um olhar da Educação Física"

O proposto desse texto é desenvolver uma reflexão a respeito do "desamparo do sujeito" antes da degradação das condições de vida na contemporaneidade por meio de referências ainda pouco exploradas na área específica e que apontam novos sentidos para a discussão relativa á saúde na educação física.

Começando Pela Vida, há um ponto de convergência nos argumentos de pesquisadores no campo da saúde: "o gritante e crescente contraste entre os desenvolvimentos biotecnológicos sem precedentes e a existência de um sentimento de fragilidade e vulnerabilidade da vida". Há uma crise que se manifesta na quebra de valores éticos, políticos e também na dimensão das relações pessoais. A relação entre essa problemática e a Educação Física seria a desconsideração do sujeito e a subjetividade, ela deixou de lado o corpo e o afeto na experiência do sujeito.

Há diferentes modos de perceber, interpretar, compreender, sentir e intervir na vida, e a ciência moderna e uma forma de expressão de sentidos, valores e significados, de parte significativa da humanidade, que tem sido privilegiada em detrimentos de outras: religião, literatura, teatro, música e cinema. Esse domínio da ciência sobre as outras formas de expressão não seria tão problemático se pensássemos e considerássemos a ciência no plural, ou seja, as ciências, mas os pesquisadores, de maneira geral, ainda tendem a valorizar apenas mais uma ciência.

Para Kurz, a concepção de ciência que predomina há dois pontos comuns e essenciais entre ciência natural e economia que determinam a vitória dessas em detrimento de uma abordagem crítica, trata-se do funcionalismo e reducionismo. No primeiro caso, a essência do objeto é preconcebida sem reflexão e permanece marginal em relação á concepção e prática do cientista, e no segundo, há uma tendência em reduzirem-se fatos ou situações, desse modo, elementos da biologia, da economia, e estes, a elementos físicos.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Filmes

1,99 o Supermercado que Vende Palavras - Marcelo Masagão

  • Textos e Artigos

Atividade Física e Saúde na Infância - Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte

Educação de Corpo Inteiro - João Batista Freire

Antropologia das emoções biológicas ou culturais - Claudia Barcellos Rezende e Maria Claudia Coelho

  • Slides

https://prezi.com/jtfzregagyhq/cartografia-do-movimento/

https://prezi.com/gbkc1nwzebn9/aproximacao-a-pratica-de-educacao-fisica-em-saude-introducao/