Alimentando a Cidade com Agricultura Urbana. Havana, Cuba

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Descrição breve do projeto[editar | editar código-fonte]

Com o objetivo de combater a escassez de alimentos nas cidades cubanas, principalmente Havana, os moradores da capital começaram o plantio de culturas de alimentos em varandas, balcões, quintais e lotes vazios da cidade, melhorando a estética urbana e a saúde da vizinhança.
Grupos de vizinhos plantaram feijão, tomate, banana, alface, quiabo, berinjela e taro. Alguns criaram, ainda, pequenos animais, como galinhas e porcos. Dentro de dois anos, todos os bairros da cidade possuíam jardins e pequenas chácaras.
O Ministério de Agricultura e o governo da cidade de Havana apoiaram este movimento popular que deu origem ao Departamento de Agricultura Urbana no ano de 1994, garante os direitos de uso da terra para os cultivadores urbanos e se compromete a fornecer terra gratuitamente a todos os moradores que queiram cultivar alimentos orgânicos na cidade.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • Combater a escassez de alimentos
  • Melhorar a qualidade de vida dos cubanos residentes em Havana

Cronograma[editar | editar código-fonte]

  • 1994: Criação do Departamento de Agricultura Urbana
  • 1996: Leis permitem a comercialização de alimentos cultivados apenas por métodos orgânicos de produção, como forma de incentivar a produção local

Resultados[editar | editar código-fonte]

  • Mais de 50% dos produtos frescos são cultivados dentro dos limites da cidade, usando compostos orgânicos e sistema de irrigação simples
  • Além de O Ministério da Agricultura, ONGs nacionais e internacionais têm desempenhado um papel importante na defesa dos jardins populares
  • ONGs têm oferecido seminários e workshops em permacultura e cultivo de vegetais orgânicos
  • Disseminação da experiência para outras regiões e países, como a Venezuela, cuja presidência ordenou intensivos programas de agricultura urbana em cidades, numa tentativa estratégica de aumentar a auto-suficiência alimentar

Instituições envolvidas[editar | editar código-fonte]

  • Prefeitura de Havana
  • Ministério da Agricultura de Cuba

Fontes[editar | editar código-fonte]

http://sustainablecities.dk/en/city-projects/cases/havana-feeding-the-city-on-urban-agriculture
http://www.flacso.uh.cu/sitio_revista/num3/articulos/art_CMurphy13.pdf
http://www.cosg.org.uk/greencuba.htm
http://www.cidadessustentaveis.org.br/boas_praticas/exibir/36