Ambientes Virtuais de Aprendizagem/Conteúdos Educacionais Livres

Da wiki Wikiversidade
Ir para: navegação, pesquisa

Resumo:[editar | editar código-fonte]

Inspirado no sucesso do movimento de software livre e da iniciativa OpenCourseWare(OCW) do Massachusetts Institute of Technology, é cada vez mais é crescente no ambiente acadêmico, a idéia de disponibilizar cursos e conteúdos de forma livre e aberta. Os Recursos Educacionais Abertos (REA), mas conhecidos por sua sigla em inglês OER (Open Educational Resources) são recursos voltados para o ensino, aprendizagem e pesquisa, disponibilizados de forma livre e aberta para a comunidade acadêmica em geral. Entre estes recursos incluem-se os conteúdos digitais de aprendizagem, ferramentas de apoio o desenvolvimento e uso destes conteúdos, bem como demais recursos necessários para a disponibilização destes conteúdos e cursos de uma forma livre a aberta.


Definição:[editar | editar código-fonte]

Os Recursos Educacionais Abertos (REA), são mais conhecidos por sua sigla em inglês OER (Open Educational Resources). Segundo Hilen (2006), REA são materiais educacionais digitais disponibilizados de forma livre e aberta para a comunidade acadêmica em geral, que os utilizam para o ensino, aprendizagem e pesquisa. Este termo apareceu pela primeira vez em uma conferência da UNESCO em 2002 (HILEN, 2006).


Historico:[editar | editar código-fonte]

O movimento de software livre, conhecido também como movimento FLOSS (Free Libre and Open Source Software), tem se consolidado ao longo dos últimos anos. Projetos de sucesso como o Linux, Apache, Mozila entre outros tem inspirado pesquisadores e educadores na idéia da liberdade de utilização dos diversos recursos que são utilizados para a disponibilização de cursos on-line.


Foi solicitada a renomeação desta para "{{{1}}}". Você pode contribuir com sua opinião na discussão dela própria, ou contactar um administrador em Wikiversidade:Pedidos a administradores.



Licença:

Para que se disponiblize conteúdos abertos de forma livre e aberta, é muito importante se preocupar com direitos de autoria e propriedade intelectual destes conteúdos. Pensando nisso foram criadas licenças de uso específicas para conteúdos abertos, com base na experiência FLOSS. Os primeiros esforços para a transposição do modelo FLOSS para utilização em conteúdos educacionais foram feitos pelo Dr. David Wiley, pesquisador no desenvolvimento de Objetos de Aprendizagem (LIANG, 2005). Wiley cunhou o termo “Open Content” e também as primeiras licenças que visavam a disseminação, reutilização de desenvolvimento colaborativo de conteúdo educacionais digitais. Para tanto criou as licenças Open Content License e Open Publication License. Estas licenças não estão sendo mais utilizadas e seu criador sugere a utilização de outras licenças como a Creative Commons (LIANG, 2005). Segundo Wiley (2007), seu intuito era de incentivar o debate e a disponibilização de conteúdos educacionais abertos. Segundo Wiley (2007), diversos livros foram publicados com a licença OPL, mas atualmente a Creative Commons provê um melhor suporte para a publicação e disponibilização de conteúdos digitais no contexto dos REAs. Entre as licenças utilizadas para a disponibilização de conteúdos educacionais digitais abertos poderíamos citar o Open Content License/Open Publication License, a GNU Free Documentation License e o Creative Commons.

Referencia:[editar | editar código-fonte]