Saltar para o conteúdo

CICWiki/Machine Teaching

Fonte: Wikiversidade

O que é?[editar | editar código-fonte]

A plataforma Machine Teaching é um ambiente de aprendizagem usado no apoio do ensino de matérias introdutórias de programação da linguagem Python. A ferramenta possui correção de código automática e gera relatórios de desempenho dos alunos, com taxa de acerto em cada tópico, numero médio de erros antes de um acerto, entre outros dados importantes e que podem ser usados pelo professor como avaliação ou auxilio na avaliação.

A plataforma foi criada por professores da UFRJ em 2018 e recebe atualizações ao final de cada período letivo, como inclusão de novas interfaces para facilitar o acesso ou dashboards para ver o progresso de alunos e turmas.

Como usar?[editar | editar código-fonte]

Primeiro, é necessário criar uma conta para acesso as aulas contidas na plataforma. A seguir uma explicação desse acesso, com algumas ressalvas, e então direções de como usar as aulas para o estudo de Python.

Acessando a plataforma[editar | editar código-fonte]

A primeira coisa a se fazer é acessar o sitio Machine Teaching, que o levará para a página de inicio da ferramenta. Atualmente, a página principal possui um botão de "Criar Conta" onde um aluno pode se registrar ao informar as seguintes informações:

  • Nome e Sobrenome;
  • E-mail;
  • Universidade;
  • Curso;
  • Criação de uma senha;
  • Código da Turma;

Sobre essa ultima informação, um professor pode providenciar um código de acesso para o aluno entrar em sua turma customizada, com acesso a aulas selecionadas para a realização durante um curso de programação. No entanto, na atual versão da plataforma, não é possível a simples criação de uma conta tipo "Professor" (com as funcionalidades de criação de turmas, seleção e criação de aulas, entre outras), reduzindo a sua versatilidade. Dentro da UFRJ, os professores de cursos de tecnologia vem usando cada vez mais a plataforma (cerca de 2200 alunos no período de 2018 a 2021[1]), e, entrando em contato com os professores criadores da mesma, conseguem criação do tipo de conta professor, onde podem selecionar melhor aulas para turmas e visualizar o progresso dos alunos ingressados. O sitio Machine Teaching não dá ainda acesso fácil para esse tipo de conta para usuários externos.

No entanto, para aqueles que ainda desejam acessar as aulas e exercícios disponíveis na plataforma sem criação de conta de tal tipo, na própria criação de conta do aluno é dada a opção de inserir o código de turma aberta (disponível na página no momento de tal criação), uma turma com varias aulas disponíveis para o uso de um aluno que, com ou sem supervisão de um professor ou um curso, pode estudar conceitos fundamentais e aplicações da linguagem Python.

Usando a plataforma para estudar[editar | editar código-fonte]

Uma vez dentro do dashboard de aluno, diferentes páginas estarão disponíveis dependendo do código de turma colocado na criação da conta na plataforma.

Com o código de Turma Aberta[editar | editar código-fonte]

Neste caso, o acesso é mais simples e imediato, e o uso da plataforma se dá com planejamento (com ou sem auxilio de um professor) para consumir as aulas disponíveis de maneira ordenada. Há exercícios de vários conceitos de python disponíveis nas aulas, passando por conceitos de Introdução (como estudo de tipos de variáveis e manipulação de strings), estruturas de dados (Listas, derivados e suas manipulações), estruturas básicas de código (While, For), entre muitas outras. Cabe ao aluno (ou o professor que optar por usar a turma aberta) organizar essas aulas e seus exercícios. Quanto mais exercícios forem resolvidos, mais envolvidos ficam os relatórios de desempenho, podendo apontar tópicos que o aluno teve um desempenho baixo ou lento, e precisaria de revisão.

Com código de Turma específico[editar | editar código-fonte]

A principio, o melhor jeito de criar uma conta tipo professor para conseguir interagir melhor com a organização da plataforma é entrando em contato com os professores administradores. Na página principal, há um menu de tutoriais sobre como criar sua conta, entrar numa sala existente e ver seu progresso ao longo do curso. Há também um email e github para contato, por onde pode-se pedir acesso a tal tipo de conta.

Vantagens e Desvantagens[editar | editar código-fonte]

As vantagens mais notável da plataforma são seus vários exercícios automaticamente resolvidos e os relatórios de desempenho automaticamente gerados, que podem ser usados como respaldos aos alunos de seu progresso no aprendizado, tanto no caso do uso individual do aluno (comparando seu desempenho atual com seu histórico) quanto no caso do uso dentro de uma turma (onde o professor pode ver relatórios sobre a turma toda).

No estudo[1] dos criadores da plataforma, foi elogiado a abordagem ativa dos desafios, algo que engaja e retém o aluno àquele aprendizado. Foi mencionado a acessibilidade do método, dado que é um site acessível de qualquer computador. Esse mesmo fato, no entanto, pode ser considerado uma desvantagem para aqueles sem computador, celular ou similar, e a plataforma - que ainda está em desenvolvimento ativo - ainda possui algumas funcionalidades faltando que podem ser adicionadas futuramente.

Esse fato trás a desvantagem mencionada, de o usuário poder dar falta de acessibilidade a certas facetas da plataforma e de algumas funcionalidades úteis, mas também dá abertura à plataforma, através de novas atualizações, de estar em constante melhoria. Elaborando, dentro da plataforma, no painel de uso do aluno, há uma seção "Formulário de Satisfação", onde o usuário pode dar tal retorno aos criadores da plataforma por meio de um formulário do google. O formulário possui afirmativas que devem ser julgadas de acordo com a Escala Likert[2] e são usadas pelos administradores da plataforma para considerar onde melhora-la ano a ano.

Categorias[editar | editar código-fonte]

Disciplinas[editar | editar código-fonte]

Palavras-Chave[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. 1,0 1,1 "Machine Teaching uma ferramenta didatica e de análise de dados para supoerte a cursos introdutorios de progamacao" - MORAES L. et tal - SBC2022
  2. ESCALA LIKERT. In: WIKIPÉDIA: a enciclopédia livre. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Escala_Likert>. Acesso em: 23 fev. 2023.