Saltar para o conteúdo

CICWiki/Série de TV como Apoio Educacional

Fonte: Wikiversidade

O que é?[editar | editar código-fonte]

Essa estratégia é simples e traz vantagens muito além do seu custo de implementação. Série de TV como apoio educacional está aqui para descrever o uso de mídias de TV que não são de natureza educativa, a principio, mas trazem algum cenário/contexto relevante para a disciplina em questão. Isso pode significar, para a area de tecnologia, uma perspectiva de uma tecnologia que não poderia ser observada normalmente, ou que tenha natureza especulativa, não existindo ainda mas próxima de algo que pode ser real[1]. Claro que apostar em uma série para uma visão nova realista faz com que a escolha da série de TV seja muito importante, e que a pesquisa feita pelos criadores da série traga visão das coisas que seriam importantes para alunos e professores assistindo-a em um contexto educacional.

Como usar?[editar | editar código-fonte]

O primeiro passo, como dito, seria escolher a série que será assistida. Tentar manter-se limitado ao realismo, pelo menos em relação ao objeto do estudo, e cabe ao professor entender o quão relevante a série pode ser para a aula.

Escolher e assistir a série, no entanto, são apenas os primeiros paços dessa estratégia, e são seguidas normalmente por uma discussão guiada pelo professor, dando foco para o objeto relevante a aula. A discussão deve trazer primeiro o contexto relevante para a aula, e, dependendo do curso, contextualizar esse contexto com os tópicos abordados na disciplina. Além dessa discussão, é possível expandi-la para um trabalho ou outro método, talvez dando a história da série como contexto para um problema a ser resolvido pelos alunos.

Dada a simplicidade do método, e visto que o básico foi detalhado anteriormente, traz-se aqui um exemplo do uso de Série de TV como Apoio Educacional com base em um estudo[2] usando a série brasileira Onisciente (disponível no Netflix) na a matéria de Auditoria de Sistemas. No entanto, a técnica pode ser utilizada com outras séries para outras disciplinas.

A historia da série onisciente se passa em São Paulo em um futuro onde cada cidadão é monitorado 24h por dia por um drone individual que faz parte de um sistema de Inteligência Artificial. Esse sistema é usado, na série, para prever infrações. O nome da série é o nome do sistema em questão, mantido por uma empresa também com o mesmo nome. A personagem principal, Nina, é uma trainee da empresa e, ao chegar em casa e encontrar seu pai morto, decide invadir o sistema da empresa para desvendar o crime.

Na aula, os professores usaram a aula como fomentador de uma discussão e um trabalho associado, onde os alunos avaliaram a série (de 6 episódios), explorando as vulnerabilidades expostas pela personagem Nina e inserindo elas em uma Matriz de Risco ao longo de 15 dias. Ao termino da atividade, aconteceu a discussão entre os alunos, que trocaram suas matrizes e discutiram pontos importantes que cada um encontrou.

Vantagens e Desvantagens[editar | editar código-fonte]

levando em consideração os casos de uso detalhados nos estudos referenciados, as seguintes características e consequenciais dos métodos foram notadas:

  • a natureza ativa e interativa da atividade, bem como o uso de uma série não educativa/mais casual, melhoraram a retenção do conteúdo e dos conceitos abordados dos alunos;
  • a simplicidade do método faz com que, dada a boa escolha de série a se assistir, seja uma estratégia fácil de encaixar em diversas disciplinas/tópicos e em um planejamento de curso que permita/tenha tempo para atividades diferentes quando possível;
  • o uso da série traz contexto aos alunos, de modo a ver a tecnologia que está sendo estudada em seu cenário natural de uso;
  • no estudo da série "Onisciente", a atividade toda foi feita na modalidade de Ensino Remoto, mas isso não foi dissuasivo para o aproveitamento da atividade, de acordo com os alunos;

Categorias[editar | editar código-fonte]

Disciplinas[editar | editar código-fonte]

Palavras-Chave[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Torres, Patricia Lupion, Leonardo Silva, and Danielle Cristine Boaron Grunewalder. "Uso do seriado Black Mirror no ambiente acadêmico." Revista Diálogo Educacional 19.62 (2019): 1105-1127.
  2. Castro, Ronney Moreira, and Tadeu Moreira de Classe. "Netflix na Disciplina Auditoria de Sistemas: Um Relato de Aplicaçao de Aprendizagem Ativa." Anais do XXIX Workshop sobre Educação em Computação. SBC, 2021.