CVS

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Introdução[editar | editar código-fonte]

O cvs é um sistema de controle de versão responsável por garantir que um conjunto de arquivos organizados em um diretório ( local ou remoto) sejam versionados , ou seja , para cada modificação efetuada é gerado um log de modificações de quem e quando efetuou as mesmas.Assim , diversos usuários podem modificar uma cópia local de um arquivo como desejarem e , quando concluído , basta submeter as mudanças de volta ao repositório principal. A estrutura do CVS é organizada em cliente/servidor, o servidor é responsável por manter as versões atuais do projeto e seu log de modificações , o cliente se conecta ao servidor para receber uma cópia do projeto, e enviar possiveis modificações ao servidor.

Instalar CVS no Linux(Ubuntu)[editar | editar código-fonte]

Passo 1 - Instale o cvs e o cvsd

apt-get install cvs cvsd

O serviço cvsd te deixa configurar usuários sem a necessidade de usar os do sistema, além de é claro, subir repositórios do cvs.


Passo 2 - Na configuração do cvsd aparecerá a mensagem:

Configuring cvsd 

A ideia do cvsd é servir repositórios. Especifique uma lista separada por dois pontos ':' de repositórios a serem servidos. 
A localização desses repositórios é relativa a saída jaula chroot especificada (/var/lib/cvsd) e deve iniciar com uma '/'. 

Os repositórios aqui devem ser inicializados manualmente com um comando como 'cvs -d /var/lib/cvsd/myrepos init' 
e logo após senhas poderão ser definidas com um comando como 'cvsd-passwd /var/lib/cvsd/myrepos anomymous'.
 Consulte o arquivo /usr/share/doc/cvsd/README.gz para maiores detalhes sobre a criação de repositórios. 

Repositórios a serem servidos: 

/demo:/myrepos 

<Ok> <Cancelar> 

Apague o "/demo:/myrepos" e coloque o seu repositório. Ex: /gcs


Passo 3 - Inicialize o repositório

cvs -d /var/lib/cvsd/gcs init


Passo 4 - Crie os usuários

cvsd-passwd /var/lib/cvsd/gcs usuariogcs


Passo 5 - Abra o "cvsd.conf"

Altere o "Listen * 2401" para "Listen ip 2401" . EX: Listen 45.55.168.119 2401

Altere o "Repos(...)" para "Repos /"repositorio". Ex: Repos/gcs

vi /etc/cvsd/cvsd.conf


Passo 6 - Abra o arquivo /var/lib/cvsd/myrepos/CVSROOT/config

Adicione "LockDir=/repositorio". EX: LockDir=/gcs

Para salvar utilize o comando ":x!"

sudo vi /var/lib/cvsd/gcs/CVSROOT/config


Passo 7 - Concedendo permissão para o cvsd

sudo chown -R cvsd:cvsd /var/lib/cvsd


Passo 8 - Reinicie o cvsd

service cvsd restart

Realizar Acesso ao CVS[editar | editar código-fonte]

Execute o comando

export CVSROOT=:pserver:usuario@ip:/repositorio - EX:export CVSROOT=:pserver:usuariogcs@45.55.168.119:/gcs
cvs login

Comandos Básicos[editar | editar código-fonte]

Criar Repositório[editar | editar código-fonte]

cvs -d (...)/nomeRepositorio init

Importar Projeto[editar | editar código-fonte]

O comando import é utilizado para incorporar diretórios ao repositório.

cd(...)/Projeto
 cvs import <módulo> <vendortag> <releasetag> 

em que vendortag é um nome simbólico para a branch e releasetag é um nome simbólico para uma release particular.

Baixar Projeto (Checkout)[editar | editar código-fonte]

cvs checkout módulo

Adicionar e Remover Arquivo/Diretório[editar | editar código-fonte]

cvs add arquivo
cvs remove arquivo

Realizar commit[editar | editar código-fonte]

cvs commit -m "descrição" arquivo

Apresentar Diferença com versão do Repositorio[editar | editar código-fonte]

cvs diff < arquivo>

Obter log de modificações[editar | editar código-fonte]

cvs log [<arquivo>]  

Atualizar com o repositório remoto[editar | editar código-fonte]

cvs update -d

Criação de branch[editar | editar código-fonte]

cvs tag -b nome_branch

Mudar para branch recém criada[editar | editar código-fonte]

cvs update -r nome_branch

Trocar para branch "Trunk" (master)[editar | editar código-fonte]

cvs update -A

Fazer o merge com a branch "Trunk"[editar | editar código-fonte]

 cvs update -j nome_branch