Compostagem

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Levantamentos mostram que o Brasil produz cerca de 250 mil toneladas de lixo por dia. Em média, cada um de nós gera 0,6 kg de resíduos orgânicos por dia. Para se ter uma idéia, numa cidade de 11,3 milhões de habitantes, como é o caso da Cidade de São Paulo (segundo os dados mais recentes do IBGE/2011) teríamos perto de 7 mil toneladas de resíduos orgânicos sendo gerados por dia. Reduzir, Reutilizar e Reciclar são premissas cada vez mais urgentes!

Cerca de 60 % do peso dos resíduos domiciliares é composto por matéria orgânica, principalmente na forma de restos de alimento e material de poda. Essa matéria orgânica quando não tratada corretamente nos aterros sanitários e depósitos de lixos urbanos, se tornam o principal fator de contaminação dos corpos hídricos e fonte de uma diversidade de doenças que atingem populações humanas envolvidas. A compostagem doméstica vem se mostrando uma excelente opção que nós temos como ação imediata para contribuir com a redução desses danos.


A compostagem é um processo de decomposição natural e controlada de sobras de alimentos e outros materiais orgânicos em um rico nutriente, potente fertilizante natural.


Benefícios[editar | editar código-fonte]

  1. Retornar os resíduos orgânicos ao ciclo natural
  2. Obtenção de adubo orgânico de alta qualidade
  3. Difundir uma solução ecológica simples e eficiente
  4. Facilitar a coleta seletiva
  5. Reduzir o volume de matéria orgânica encaminhada para os aterros e lixões, aumentando a vida útil dos mesmos
  6. Reduzir a quantidade de dias de coleta de lixo devido ao baixo volume
  7. Reduzir o poluição ambiental devido a emissão de gases gerados no deslocamento da frota coletora de lixo
  8. Amenizar a poluição ambiental decorrente dos “lixões” da cidade