Determinismo, liberdade e responsabilidade moral: Terminologia

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Causa é o último elemento na série de acontecimentos que precede o efeito, ou a série de acontecimentos que precedem o acontecimento tomada coletivamente.

Determinismo é a tese que a escolha e a ação humanas não são fruto do livre-arbítrio. O determinismo não é diretamente contrário ou incompatível com a liberdade, embora seja contrário ou incompatível com uma concepção de liberdade, o livre-arbítrio. O determinismo suave (soft determinism) aceita o determinismo e concebe a liberdade como voluntariedade. O determinismo duro (hard determinism) aceita o determinismo e concebe a liberdade como voluntariedade e originação.

Indeterminismo é a tese que a escolha e a ação humana não são efeitos de eventos cósmicos. O indeterminismo é considerado necessário para haver livre-arbítrio, mas não é condição suficiente.

Livre-arbítrio é um tipo de liberdade, e pode ser entendido como originação de um efeito independentemente de causas cósmicas anteriores ou como voluntariedade. Muitas vezes se entende "liberdade" como livre-arbítrio, e por isso se diz que a liberdade individual é incompatível com o determinismo. Livre-arbítrio envolve voluntariedade, isto é, ausência de constrangimento exterior e possível presença de compulsão ou constrangimento racional (concepção de liberdade esclarecida de Descartes).

Compatibilismo é a posição segundo a qual o determinismo cósmico é logicamente compatível com uma concepção de liberdade que dá conta satisfatoriamente do conceito de responsabilidade moral. O compatibilismo estrito não afirma a verdade do determinismo, apenas defende a compatibilidade do mesmo com a liberdade e a responsabilidade moral.

Incompatibilismo é a posição segundo a qual o determinismo cósmico é logicamente incompatível com uma concepção de liberdade que dá conta satisfatoriamente do conceito de responsabilidade moral. Há incompatibilistas deterministas, os que defendem a verdade do determinismo e a falsidade da liberdade, e os incompatibilistas libertistas, para os quais o determinismo é falso é a liberdade individual é verdadeira.

Leitura[editar | editar código-fonte]