Discussão:Pesquisa:Experimentação e modelagem de campanhas de mobilização em saúde/INC/Instrumentos

    Fonte: Wikiversidade

    Considerações, crise, repensando o instrumento[editar código-fonte]

    Após muito pensar a respeito dos instrumentos da pesquisa, investindo dias mexendo no código do StatusNet e ao mesmo tempo buscando alternativas a ele, tentando entender por que eu estava insistindo em buscar alternativas, terminando por convencer-me que o StatusNet era mesmo a mais adequada dentre elas, apenas para sofrer uma reviravolta ao por fim entender o porquê daquela busca, cheguei a algumas conclusões:

    • introduzir os voluntários a uma nova interface (Ushahidi) já será difícil, tentar empurrar duas (Ushahidi+StatusNet) pode ser uma receita para o fracasso
    • o controle de acesso do StatusNet serve bem, com algumas alterações, às estruturas que queremos montar no projeto; porém, o objetivo original da sua arquitetura é dar autonomia à troca de informações, o que torna menos intuitivo seu uso no contexto do controle necessário num experimento
    • de fato, qualquer outro software de rede de colaboração compartilha das duas propriedades acima, pelos mesmos motivos
    • nós não queremos estudar a curva de adoção e usabilidade de softwares, mas sim a influência de certas características organizacionais na efetividade da colaboração em um grupo

    Considerando isso, usar um software específico para comunicação, neste momento, passa a parecer-me um tiro no pé. Esse tipo de software seria mais coerentemente incorporado ao projeto após os seis meses da fase experimental, caso as redes de colaboração formadas e já familiarizadas ao trabalho de mapeamento colaborativo tenham interesse em prosseguir.

    Porém, a forma da comunicação entre os diferentes grupos é a característica fundamental do projeto. Assim, não podemos prescindir de algum software para comunicação. Cabe, nisso, investigar os softwares que as pessoas já tem costume de uso.

    --Solstag (discussão) 08h29min de 17 de Janeiro de 2013 (UTC)

    Novo instrumento[editar código-fonte]

    Felizmente, se consideramos logo o próprio email, ele é um software de comunicação que pode ser adaptado para formar um ambiente suficientemente controlado. A solução pode consistir em utilizar um conjunto de listas de email, com algumas características específicas, a partir das quais monitoraríamos os voluntários e estabeleceríamos as condições de conrole da pesquisa.

    Uma lista de email pode, sem grande dificuldade:

    • proibir a postagem exceto por membros
    • ter um conjunto fixo de membros de tamanho arbitrário
    • ocultar o remetente original, de forma que o anonimato seja preservado
    • ter seu conteúdo moderado pela pesquisa
    • compartilhar membros com outras listas

    Usando essas variáveis, podemos propôr algumas variáveis básicas:

    • tamanho das listas
    • proporção de membros compartilhados com outras listas
    • características dos membros de uma lista (geográficas, sociais...)
    • características das atividades propostas a cada lista (geográficas, sociais...)

    Dessa forma, o voluntário do projeto participará de uma ou mais listas, através das quais esses grupos se organizarão para colaborar no mapeamento colaborativo.

    Ali, no mapeamento, há a possibilidade de deixar comentários sobre incidentes específicos, que, por serem relativos ao incidente compartilhado, podem ser vistos e comentados por todos o voluntários.

    Enfim, essa é a proposta de um novo instrumento. Eu ando meio instável esses dias com essas questões todas, mas acho que cheguei a um ponto pacífico - ao menos comigo mesmo.

    O que acham? Abraços,

    --Solstag (discussão) 08h29min de 17 de Janeiro de 2013 (UTC)