Educação na Web/Aulas de ciências e biologia com ferramentas de internet/Ecotidiano: Impactos Ambientais

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Trouxemos aqui uma sugestão de sequência didática para tratar sobre impacots ambientais, baseada na aplicação de uma aula introdutória com discussão sobre o tema e a proposta de um trabalho feito em grupos na confecção de um blog. É importante ressaltar que os professores têm total liberdade para fazer uso desse material da maneira como desejarem, bem como criar diversas adaptações para as sugestões aqui trazidas, da maneira como julgarem ser adequada para sua turma de alunos, até mesmo abordando outros temas.

Título da aula[editar | editar código-fonte]

Ecotidiano: Impactos Ambientais

Público alvo[editar | editar código-fonte]

Acreditamos que essa aula seja mais indicada para Ensino Médio devido à maturidade exigida pela abordagem sugerida.

Pré-requisitos conceituais[editar | editar código-fonte]

  • Desenvolvimento sustentável;
  • Serviços ecossistêmicos;
  • Pegada ecológica;
  • Relações ecológicas entre seres vivos (ideia de rede, tudo conectado) e o meio ambiente;
  • Conceito de impacto ambiental (positivo e/ou negativo).

Objetivos e ferramenta(s) de internet usada(s)[editar | editar código-fonte]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Por meio de aula proposta, espera-se que os alunos:

(i) reflitam acerca dos impactos ambientais causados pela ação antrópica, que ocorrem no próprio país, a longo prazo;

(ii) entrem em contato com fontes de busca pela internet, como um pontapé inicial para maiores aprendizados;

(iii) se habituem a discussões em grupos;

(iv) se motivem a buscar medidas mitigatórias a tais impactos;

(v) sintam-se motivados a aplicar medidas que estejam ao seu alcance no cotidiano.

Ferramentas da internet[editar | editar código-fonte]

Para esta aula, indicamos:

  • Alguns vídeos do Youtube que tratam do assunto com propostas distintas.
    • O ideal seria que abordassem o tema tanto de maneira mais chocante quanto de maneira mais leve, apresentando medidas mitigatórias interessantes. Sugerimos que os vídeos não sejam apenas pessimistas, pois esse tipo de abordagem pode ser desestimulante e fazer com que os alunos fiquem apáticos em relação ao tema. Essa situação pode prejudicar a pró-atividade dos alunos.
  • Outra ferramenta interessante é o site que calcula a pegada ecológica de cada um a partir de um breve questionário. Usá-la como gatilho para reflexão sobre ações individuais é interessante, mas abordar ações coletivas também é possível.

Deixamos aqui, também, uma possibilidade aos professores: utilizar esta aula apenas como aula introdutória para uma sequência didática maior em que se faça uso de:

  • Um blog, a ser editado por toda a turma de alunos, de maneira cooperativa

Descrição da aula[editar | editar código-fonte]

Conteúdos Abordados[editar | editar código-fonte]

  • Impactos ambientais provenientes da ação antrópica - na atualidade e a longo prazo
  • Medidas mitigatórias

Materiais necessários[editar | editar código-fonte]

No caso de os professores desejarem estender a aula a uma sequência didática, poderia-se utilizar também:

Dinâmica[editar | editar código-fonte]

Sugestão da dinâmica da aula introdutória sobre impactos ambientais e o trabalho que pode ser proposto pelo professor:

1 - Iniciar uma breve discussão sobre o tema (impactos ambientais) introduzindo para o vídeo que dará inicio à atividade;

2- Utilizar a plataforma Youtube para apresentar o vídeo “Dear Future Generations, Sorry”;

3- Orientar discussão sobre o vídeo, conversando com os alunos sobre se eles consideram que o vídeo trata de uma questão atual, utilizando perguntas que motivem os alunos à participar, como por exemplo:

  • Vocês acham que o que é discutido pelo vídeo pode se tornar realidade?
  • O que é necessário para você se alimentar todos os dias?
  • Quanta energia você utiliza e o que é necessário para essa produção energética?
  • Qual o impacto que você gera na biodiversidade local e mundial?
  • O seu consumo é suficiente ou excedente?

4- Para exemplificar e deixar mais palpável o assunto da discussão, indicamos a utilização, com os alunos, o Cálculo da pegada ecológica. Sugerimos que os professores preparem um formulário no Google Forms em que os alunos possam enviar (anonimamente) seus resultados e, deste, obter a média da turma. Assim, pode-se avaliar os dados da classe em geral, da maneira desejada, além de utilizar o valor da média de todos os alunos para discutir ações coletivas. Exemplos de perguntas para essa discussão seriam:

  • Alguém conseguiu ter só um planeta como resultado? O que possibilitou isso?
  • Vocês acham que, ainda assim, 1 planeta por ano é um bom resultado? Qual seria o ideal?
  • Como cada um pode diminuir sua pegada?
  • Sem alterar nossas pegadas: se continuarmos nesse ritmo, oque aconteceria?

5- Aqui, os professores podem novamente fazer uso do Youtube para mostrar o vídeo "MAN", seguido de uma discussão, como:

  • O que chamou mais a atenção de cada um?
  • As críticas presentes no vídeo são aplicáveis ao Brasil? Quais?
  • Há alguma crítica aos impactos ambientais que observamos no Brasil que esteja ausente nesse vídeo?
  • Vocês acham que o que é ilustrado pode ser evitado? Como?

6- Para mostrar uma outra perspectiva, de combate aos nossos impactos e possibilidades de abordagens e medidas mitigatórias, seria interessante mostrar o vídeo "Desperdício de Alimentos- Prato 20% OFF", também pelo Youtube, para a discussão de fechamento da aula.

7- Se os professores pretenderem propor um trabalho como um recurso da sequência didática, abordando o tema Impactos Ambientais, tal proposta pode ser feita como fechamento da aula. Um exemplo de trabalho pode ser visto no Blog do Wordpress: exemplo - Ecotidiano. Consulte a página "Sobre" do blog para mais informações.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]