Educação na Web/Twitter

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Twitter também é uma ferramenta disponível para o Ensino de Ciência, pois seu limitado número de caracteres disponível permite que sejam lançadas informações rápidas e curtas acerca de determinado assunto. Segundo levantamento feito em Agosto de 2014 pela revista Nature, esta foi a plataforma onde pesquisadores mais compartilharam, comentaram e consumiram conteúdo científico, além de descobrir pesquisa interessante e colaboradores, em comparação com Facebook, LinkedIn, Academia.edu, ResearchGate e Mendeley. [1] O uso de links encurtados no final da maioria dos tweets permite que o usuário seja redirecionado aos sites que contém a informação completa, além das já populares hashtags (#) que facilitam a busca por determinada palavra, termo ou expressão.

Formas de uso[editar | editar código-fonte]

Um bom exemplo de como o Twitter foi usado para publicação de conteúdo didático são os perfis que relatam eventos históricos como se estivessem acontecendo em tempo real:

@realtimeWWII

@viagembeagle

Cole

Além de outros perfis que trazem nos seus 140 caracteres notícias sobre o mundo das ciências e conteúdo científico diariamente, como por exemplo:

Perfis de Twitter que tratam de ciência em português[editar | editar código-fonte]

Dragões de Garagem

Fronteiras da Ciência Scicast

Material Recomendado[editar | editar código-fonte]

How Twitter Can Be Used as a Powerful Educational Tool [inglês]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  1. Van Noorden, Richard. "Online collaboration: Scientists and the social network." Nature 512.7513 (2014): 126-129.