Ensino de Sociologia e Estágio Supervisionado/III-2020

Fonte: Wikiversidade


Sobre[editar | editar código-fonte]

Disciplina obrigatória do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo

Professor Responsável: Prof. Dr. Henrique Zoqui Martins Parra

contato: henrique [arroba] pimentalab.net

Local: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Bairro dos Pimentas, Guarulhos.

Período e Carga Horária[editar | editar código-fonte]

Quando: 2° semestre de 2020 às quartas-feiras.

Turma vespertino: 15:00 - 17:00hs

Carga horária: 135 horas


Objetivo Geral[editar | editar código-fonte]

Oferecer formação teórica e prática para o desenvolvimento de ações educativas em escolas e em novos espaços de atuação profissional do cientista social no universo da educação (museus, ONGs, cursinhos populares, movimentos sociais, entre outros).


Objetivos Específicos[editar | editar código-fonte]

  • Experienciar diferentes práticas de ensino na intersecção de processos educacionais formais e informais;
  • Análisar diferentes linguagens, suas tecnologias e modos específicos de conhecimento;
  • Desenvolver habilidades e conhecimentos para a análise e ação situacional no campo escolar e extra-escolar;
  • Promover a articulação entre os conhecimento disciplinares, os saberes docentes e as dinâmicas de formação e subjetivação no devir professor.


Ementa[editar | editar código-fonte]

O Estágio III oferece ao estudante a possibilidade de experienciar e desenvolver metodologias e práticas de ensino de sociologia em situações escolares e extra-escolares, mediante a realização de projetos de intervenção educacional em instituições escolares ou em espaços de educação não-formal. O(a) docente responsável pela disciplina deverá oferecer ferramentas teóricas e metodológicas para subsidiar a elaboração do projeto, os conteúdos e metodologias envolvidas na sua execução, bem como a avaliação da atividade realizada. No âmbito da disciplina deve ser promovido o intercâmbio entre as diferentes experiências e as especifidades de cada campo de atuação. Por fim, deverá orientar o desenvolvimento do relatório de estágio, que deverá conter o relato das experiências educativas, planos de aulas elaborados, uma reflexão teórica a partir de pesquisa/diagnóstico sobre o campo de estágio (não formal).


Conteúdo Programático[editar | editar código-fonte]

  • Educação, escola e cultura: educação formal e informal
  • Linguagens, modos de conhecimento e tecnologias de comunicação
  • Pesquisa e propostas de atuação temática na escola

Atividades[editar | editar código-fonte]

Distribuição das Horas/atividades[editar | editar código-fonte]

  • 32hs em formação
  • 50hs em campo (registradas na Ficha de Estágio);
  • 85hs (distribuídas entre orientação/seminários/preparação projeto e relatório final).

Avaliação[editar | editar código-fonte]

  • Avaliação do relatório de estágio e plano de ensino.
  • Presença: 100% das horas práticas e supervisão, 75% das horas de formação em sala.

Ambiente e tecnologias digitais[editar | editar código-fonte]

Estudantes matriculadxs deverão se cadastrar nesses ambientes.

  • Lista de email: para se cadastrar na lista basta cadastrar seu email aqui:

https://lists.riseup.net/www/subscribe/estagio-sociais

  • Mensageria: Telegram - estudantes devem se cadastrar no grupo de acesso restrito (link será enviado por email.
  • Canal público para difusão de informações, textos e materiais relacionados à educação, ensino de ciências sociais e formação de professorxs. Aberto a todxs interessadxs: https://t.me/socioeduca2020
  • Videoconferencias: software Jitsi. Para acessar no computador não eh necessário instalar nenhum software. Basta abrir o link no navegador (recomendamos Firefox ou Chrome). Para acessar as sala de videoconferencia atraves do smartphone eh necessario instalar o APP: https://jitsi.org/#download

Alguns discussões que temos produzido sobre educação na pandemia[editar | editar código-fonte]

Textos/Ensaios:


Videos/palestras:

Credenciamento Estagio[editar | editar código-fonte]

(1) Credenciamento para Estágio: formulário para a solicitação do Estágio e identificação do local e responsável: http://www.unifesp.br/campus/gua/images/direcao/Credenciamento_para_Estagio_Sociais.pdf

(2) Ficha de Horas: formulário https://ensinosociologia.milharal.org/files/2011/08/Ficha-Horas-Estagio-Sociais-Alterada.pdf

Trabalho e Construção do Projeto[editar | editar código-fonte]

  1. Relatório de apresentação da pesquisa realizada (40h): texto dissertativo sobre sua experiência (aproximadamente 10mil caracteres com espaço).
  2. Programa de ensino e de ação para um semestre (50h): projeto de investigação temático, com referencial teórico e metodológico a ser desenvolvido e indicação de recursos didáticos ou paradidáticos que poderão ser utilizados (aproximadamente 10mil caracteres com espaço).
  3. Elaboração de material de apoio: entrevista, post em blog, podcast, website, video, ensaio fotográfico, (45h).

Roteiro[editar | editar código-fonte]

  1. Identificar alguma experiencia de educação (formal ou não-formal) que está acontecendo e com a qual você consegue ter algum contato. Acompanhar e descrever essa atividade.
  2. Encontrar e descrever um tema que você tenha gostaria de investigar a partir da situação atual (Pandemia Covid19).
  3. Que referenciais teóricos (autorxs e perspectivas teóricas) gostaria de utilizar e quais recursos normativos devo conhecer (leis, DCNs, PCNs, OCNs, BNCC….).
  4. Como transformar esse tema que pretendo investigar em um percurso de ensino de sociologia?
  5. Que recursos didáticos, paradidáticos, metodologias e linguagens pretendo utilizar?

Sugestões de temas[editar | editar código-fonte]

  • Condições de trabalho docente
  • A nova BNCC e as contradições do projeto de vida
  • Ensino de Sociologia e a BNCC
  • Educação e novas tecnologias da informação e da comunicação
  • Educação Popular e Movimentos Sociais
  • Educação e Antiracismo
  • Educação em Gênero e Sexualidade

Programa e Cronograma[editar | editar código-fonte]

Aula 1: 25 de novembro – Apresentação e Organização do Curso[editar | editar código-fonte]


Aula 2: 02 de dezembro – Aula Cancelada[editar | editar código-fonte]

Aula 3: 9 de dezembro – Estágio como um Laboratório[editar | editar código-fonte]

Complementar

Aula 4: 16 de dezembro - Atenção e experiência como políticas cognitivas[editar | editar código-fonte]

Complementar:


Aula 5: 06 de janeiro - Construção do Problema de Investigação[editar | editar código-fonte]

1. Próximo encontro presencial (aula virtual) será dia 13 de janeiro às 15hs. Nessa aula vamos trabalhar com os materiais que vocês deverão me enviar até segunda-feira, dia 11 de janeiro. Ou seja, a aula do dia 06/01 está liberada pra vocês trabalharem nisso.

2. O que precisa ser feito?

Estamos construindo um percurso de investigação coletiva sobre o Ensino de Sociologia na Educação Básica, atravessados pela temática Educação e Pandemia. Gradualmente, vamos elaborar um percurso de investigação individual e coletivo que irá subsidiar a elaboração de Planos de Ensino temáticos.

Para esta primeira produção, a proposta é que cada um de vocês elabore um pequeno texto-roteiro, de no máximo duas páginas, onde voces escreverão:

2.1. Indicação de um tema/problema que interessa a você investigar/trabalhar e tornar objeto de um percurso didático. Ou seja, escreva algo (alguns parágrafos) descrevendo um tema/problema e discorra sobre ele, e também sobre como a Pandemia faz você olhar para ele. Em nossa página wiki há uma lista de sugestões de temas, mas você pode escolher outros.

2.2. Elabore um pequeno roteiro de perguntas que você gostaria de explorar. Essas perguntas poderão funcionar (futuramente) para a realização de uma entrevista com educadores, professores, estudantes, gestores da educação, grupos culturais, movimentos sociais etc. O importante é que esse roteiro de estabeleça conexões entre o tema/problema que voce quer abordar, com elementos relacionados à ao ensino de sociologia da educação básica e às condições de vida do seu interlocutor ou o contexto que você está querendo abordar.


3. Recursos para orientar, inspirar idéias e temas/problemas.

3.1. Caso você tenha contato (virtual ou remoto) com algum(a) professor(a), educador, agente cultural ou estudantes, você pode conversar com essa pessoa pra tentar construir um tema/problema. Essa interação é super importante pra ajudar a dar mais corpo para o que você gostaria de discutir.

3.2. Reportagens, noticias, textos relacionados à tema. Estou organizando uma listagem que vocês podem consultar como material de referência aqui: https://pt.wikiversity.org/wiki/Ensino_de_Sociologia_e_Est%C3%A1gio_Supervisionado/III-2020#Links_selecionados:_Educa%C3%A7ao_em_tempos_de_pandemia

3.3. Videos entrevistas. No semestre passado tivemos a felicidade de contar com convidadas especiais que participaram em algumas aulas do curso de Sociologia da Educação. Essas aulas foram gravadas. Não é preciso assistir tudo, basta pular direto para a exposição-conversa com a convidada. Trabalhamos principalmente temas relacionados à: gênero, racismo, curriculo, juventude-trabalho-neoliberalismo. Os videos estão identificados com a descrição do tema nessa pasta: https://drive.google.com/file/d/1-mRv-CCxjXhDG0rceajLAA9dKt0450So/view?usp=sharing

3.4 Video documentário. Podemos compartilhar entre nós dicas de filmes ou documentários que possam inspirar nossa reflexão. Caso tenham sugestões, seria ótimo contar com vossas indicações.

Aula 6: 13 de janeiro - Aula presencial sobre o material produzido[editar | editar código-fonte]

Vamos trabalhar coletivamente sobre o material produzido e enviado até o dia 11 de janeiro.

Aula 7: 20 de janeiro - Desaprender e Aprender[editar | editar código-fonte]

Complementar:

Aula 8: 27 de janeiro Metamorfoses sociotécnicas e subjetivação[editar | editar código-fonte]

Complementar

FERNANDEZ-SAVATER, Amador. La crisis de la atención en las sociedades contemporáneas. https://www.eldiario.es/interferencias/crisis_de_atencion_6_887921222.html

Aula 9: 3 de fevereiro - Pesquisa empírica e Elaboração de material de apoio e linguagens[editar | editar código-fonte]

Atividade prática

Aula 10: 10 de fevereiro - Ensino e suas topologias: assimetrias e emancipação[editar | editar código-fonte]

  • RANCIERE, Jacques. O Mestre Ignorante. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. [Introdução e Capítulo 1: pp.9-38]

Complementar:

Aula 11: 24 de fevereiro – Documentar, Sistematizar, Publicar[editar | editar código-fonte]

  • Atividade prática

Aula 12: 3 de março - Entrega e Apresentação dos projetos e avaliação coletiva[editar | editar código-fonte]

  • Apresentação dos Projetos individuais e coletivos

Publicação online da experiência do estágio[editar | editar código-fonte]

Relato/Depoimento para o Site: Este texto terá a forma de um ensaio pessoal sobre sua experiência no campo do estágio e sobre as questões e aprendizados que emergiram neste percurso. A idéia é que cada um realize um post de maximo 5000 caracteres (contanto espaço). Por se tratar de um post que será publico, solicitamos que os nomes de pessoas ou das instituições/organizações não sejam inseridos neste momento, mantendo assim o caráter anônimo da descrição. Como vocês irão assinar o artigo, levem em conta a dimensão e a responsabilidade publica de sua escrita, de maneira que qualquer pessoa (incluso aqueles que os receberam) possa ler o seu relato. O texto pode ainda versar sobre questões relacionadas aos temas de pesquisa que voces desenvolvem, e como eles surgiram no campo do estágio.

Exemplos:

Uma experiência de estágio em um movimento social: https://ensinosociologia.milharal.org/2017/01/15/uma-experiencia-de-estagio-em-um-movimento-social/

Estágio no Arouche: https://ensinosociologia.milharal.org/2017/01/15/estagio-no-arouche/

Estágio de sociologia num centro de educação infantil: https://ensinosociologia.milharal.org/2017/01/16/estagio-de-sociologia-num-centro-educacao-infantil/

Sugestões de Videos[editar | editar código-fonte]

Escuela Expandida: https://www.youtube.com/watch?v=42ZvvuWu0ro

Educação Proibida: https://www.youtube.com/watch?v=jB055TbZnU8

Revoluçao Escolar (1918-1939): https://www.youtube.com/watch?v=U1kjIA9jjGA

Pro dia nascer feliz: https://www.youtube.com/watch?v=nvsbb6XHu_

A Escola é Nossa: https://www.youtube.com/watch?v=vaT6KpdU1KU

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • RANCIERE, Jacques. O Mestre Ignorante. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. [Introdução e Capítulo 1: pp.9-38]
  • ROLNIK, Suely. Geopolítica da cafetinagem. Núcleo de Estudos da Subjetividade, 2006. Disponível em:

https://www.pucsp.br/nucleodesubjetividade/Textos/SUELY/Geopolitica.pdf Acesso em: 13 ago 2019.

Sites, Paginas e Canais[editar | editar código-fonte]

Referências Legislação e Currículos[editar | editar código-fonte]

  • Currículo Paulista Etapa Ensino Médio (em elaboração): Apresentação da área de Ciências Humanas:

https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/wp-content/uploads/sites/7/2020/04/VC-Cie%CC%82ncias-Humanas-01.04.pdf

Links selecionados: Educaçao em tempos de pandemia[editar | editar código-fonte]

Ensaios e analises[editar | editar código-fonte]

E agora, Escola? por António Nóvoa

Boaventura: A universidade pós-pandêmica - Outras Palavras

A universidade e os undercommons

Rumos da Universidade Publica - redigido pelo colegiado do curso de Historia - Memoria e Imagem da Universidade Federal do Parana

Coronavírus: Francesco Tonucci: “Não percamos esse tempo precioso com lição de casa” | Sociedade | EL PAÍS Brasil

O trabalho de educar numa sociedade sem futuro – Blog da Boitempo

Exactas-UNLP - La escuela después...¿con la pedagogía de antes? por Philippe Meirieu

EAD, tecnologias e finalidades da educação | AVALIAÇÃO EDUCACIONAL – Blog do Freitas Coronavírus pode construir uma distopia tecnológica

Elogio à sensorialidade da Cultura - Outras Palavras

Não voltar, recriar a Escola por Helena Singer

“Voltar a nos entediar é a última aventura possível”: entrevista com Franco Berardi, Bifo - Vapor ao Vento

Formação Continuada - Aula Magna António Nóvoa – YouTube

Universidades públicas, aulas remotas e os desafios da ameaça neofascista no Brasil - Carta Maior

Reportagens sobre condiçoes socioeconomicas do ensino, professores, estudantes[editar | editar código-fonte]

Alunos da rede pública de SP enfrentam problemas no ensino a distância

Pandemia deve intensificar abandono de escola entre alunos mais pobres

EaD durante a pandemia expõe desigualdades no acesso à internet - CartaCapital

Sem internet, merenda e lugar para estudar: veja obstáculos do ensino à distância na rede pública durante a pandemia de Covid-19 | Educação | G1

335 mil estudantes da rede pública podem estar excluídos das aulas online | SINTESE

Yes, balancing work and parenting is impossible. Here’s the data. - The Washington Post

A roleta-russa da abertura das escolas

Pesquisas e Dados empíricos sobre condições socioeconômicas e acesso às tecnologias[editar | editar código-fonte]

TIC Kids Online Brasil - Pesquisa Nacional CETIC

Juventudes e a Pandemia do Coronavírus Conheça a pesquisa realizada com jovens de todo o Brasil.

V Pesquisa Nacional de Perfil Socioeconômico e Cultural dos (as) Graduandos (as) das IFES – 2018

Impactos sociais, econômicos, culturais e políticos da pandemia - Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): Ciência e tecnologia em saúde para a população brasileira

COVID-19 y educación primaria y secundaria: repercusiones de la crisis e implicaciones de política pública para América Latina y el Caribe

EAD e trabalho docente[editar | editar código-fonte]

Faculdades particulares de SP lotam salas virtuais com até 180 alunos e demitem mais de 1.600 professores durante pandemia

A invisibilidade do magisterio brasileiro no delicado processo de retorno as aulas presenciais durante a pandemia

Pesquisa aponta as condições de trabalho para desenvolvimento de aulas remotas durante a pandemia | SINTESE

Depois de colocar robôs para ensino, Laureate demite 120 professores - 14/05/2020 - Educação - Folha

Laureate usa robôs no lugar de professores sem que alunos saibam - Agência Pública

Servidores da educação de MG denunciam riscos do ensino à distancia

Ações e reações - estudantes e professores[editar | editar código-fonte]

Alunos da rede pública planejam reprovar de propósito para 'aprender de verdade' em 2021

Controversias juridicas[editar | editar código-fonte]

Aluno de direito move ação popular para obrigar UFPE a oferecer ensino remoto

Orientações e Manifestações institucionais[editar | editar código-fonte]

REPU - Nota pública "Por que não é possível retornar às escolas em setembro?"

REPU - Nota pública "O Ensino Não Presencial e o Aumento das Desigualdades Educacionais: ninguém pode ser excluído!"

COVID-19 | CNDE

Banco Mundial - The COVID-19 Pandemic : Shocks to Education and Policy Responses

UNESCO - Suspensão das aulas e resposta à COVID-19

Dados dos estudantes que utilizam plataforma de ensino a distância devem ser protegidos, orienta CTE-IRB

UFMG: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/aulas-prograd

UFABC: https://www.facebook.com/adufabc/posts/2598292390415126

Forum das Seis: http://adunicamp.org.br/novosite/carta-aberta-do-forum-das-seis-a-respeito-da-pandemia-do-coronavirus-e-das-medidas-que-devem-ser-adotadas-pelas-universidades-estaduais-paulistas-e-pelo-centro-paula-souza

Experiencias EAD[editar | editar código-fonte]

Faculdad Cero

Tecnologias Digitais, Direito a educaçao, Corporaçoes e Neocolonialismo digital[editar | editar código-fonte]

Educaçao Vigiada

PARRA, H. et al. Infraestruturas, economia e política informacional: O caso do Google Suite for education. Mediações, v. 23, n. 1, p. 63–99, 2018.

CRUZ, R. da; SARAIVA, F.; AMIEL, T. Coletando dados sobre o Capitalismo de Vigilância nas instituições públicas do ensino superior do Brasil. In: VI Simpósio Internacional LAVITS, Salvador. Anais… In: LAVITS. Salvador: 2019

Google under scrutiny in schools: New Mexico suit, Norway investigates

Nova economia dos dados: crianças são exploradas sem que pais percebam

Inteligência Artificial, amiga ou inimiga?

Gênero, Desigualdade e Violência[editar | editar código-fonte]

Desigualdade de gênero e a violência contra a mulher no contexto da pandemia do Informasus​ coronavírus. Disponível em: https://www.informasus.ufscar.br/desigualdade-de-genero-e-a-violencia-contra-a-mulher-no-contexto-da-pandemia-do-coronavirus/. Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Mulheres estão mais sobrecarregadas na pandemia por desigualdade na divisão de tarefas domésticas. Extra Globo. 13 de set de 2020. Disponível em: https://extra.globo.com/economia/mulheres-estao-mais-sobrecarregadas-na-pandemia-por-desigualdade-na-divisao-de-tarefas-domesticas-24635711.html​ >. Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Pessoas LGBT enfrentam preconceito na quarentena. ​ Faculdade de Medicina UFMG​ . 26 de mai de 2020. Disponível em:​ https://www.medicina.ufmg.br/pessoas-lgbt-enfrentam-preconceito-na-quarentena/​ . Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Principais Questões sobre Violência contra a Mulher na pandemia e após. ​ Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente​ . 23 de out de 2020. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/atencao-mulher/principais-questoes-sobre-violencia-contra-a-mulher-na-pandemia-e-pos-pandemia/. Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Psicologia, sexualidade e gênero: como a violência de gênero opera na pandemia?. Psicologia Viva​. 1 de junho de 2020. Disponível em: <​ https://blog.psicologiaviva.com.br/violencia-de-genero-na-pandemia/. Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Violência contra a mulher aumenta durante a pandemia de Covid-19. ​ ACNUR. 25 de nov de 2020. Disponível em: https://www.acnur.org/portugues/2020/11/25/violencia-contra-a-mulher-aumenta-durante-a-pandemia-de-covid-19/. Último acesso em: 11 de jan de 2021.

Transexuais são excluídos do mercado de trabalho. Correio Braziliense​. Disponível em: http://especiais.correiobraziliense.com.br/transexuais-sao-excluidos-do-mercado-de-trabalho​ . Último acesso em: 11 de jan de 2021.