Gene

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gene, na definição da genética clássica, é a unidade fundamental da hereditariedade. Cada gene é formado por uma sequência específica de ácidos nucléicos - biomoléculas mais importantes do controle celular, pois contêm a informação genética. Existem dois tipos de ácidos nucléicos: ácido desoxirribonucléico (DNA) e ácido ribonucléico (RNA). Pensava-se que o ser humano possuía aproximadamente 100.000 genes nos seus 46 cromossomos [1], porém estudos atuais sobre o genoma identificaram entre 20.000-25.000 genes.[2]

Dentro da genética moderna, o gene é uma sequência de nucleotídeos do DNA que pode ser transcrita em uma versão de RNA. O termo gene foi criado por Wilhem Ludvig Johannsen. Desde então, muitas definições de gene foram propostas. O gene é um segmento de um cromossomo a que corresponde um código distinto, uma informação para produzir uma determinada proteína ou controlar uma característica, por exemplo, a cor dos olhos.

Este esquema ilustra o gene eucarioto com relação à estrutura do DNA e um cromossoma (direita).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Biologia; José Mariano Amabis, Gilberto Rodriges Martho; Moderna; 2004
  • Genética molecular humana: mecanismos das doenças hereditárias Jack J. Pasternak. SP, Manole 2002 Disponível no Google Livros
  1. SADLER, T. W. Langman Embriología Médica con orientacíon clínica. 8. ed. Madrid: Editorial Medica Panamerica, 2001. ISBN 950-06-1367-0
  2. http://www.ornl.gov/sci/techresources/Human_Genome/faq/genenumber.shtml


Ver também[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Portal-Genética