História da Eletrônica Digital

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • Abordar como surgiu o ramo da Eletrônica digital, sua história e seus princípios fundamentais.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Os circuitos equipados com processadores, cada vez mais, estão fazendo parte do cotidiano do técnico e/ou engenheiro, tanto de campo como de desenvolvimento. Hoje, dificilmente encontramos um equipamento, seja ele de consumo ou de produção, que não possua pelo menos um processador (DSP, microprocessador, ou microcontrolador). É fato também que vários profissionais encontram muitas dificuldades na programação e desenvolvimento de projetos com esses componentes, simplesmente por terem esquecido alguns conceitos fundamentais da eletrônica digital clássica. A intenção desse “especial” é justamente essa, ou seja, cobrir possíveis lacunas sobre essa tecnologia de modo simples e objetivo. Procuramos complementar a teoria com circuitos práticos e úteis, e dividimos o trabalho em doze capítulos: · Sistemas de numeração · Álgebra de Boole e portas lógicas · Família TTL · Família CMOS · Funções lógicas · Flip-Flops · Funções lógicas integradas · Multivibradores · Contadores · Decodificadores · Registradores de deslocamento · Displays Tivemos o cuidado de elaborar alguns testes, para que o leitor possa acompanhar melhor sua percepção. E alteração de IPS

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

História à Eletrônica Digital[editar | editar código-fonte]

A Eletrônica Digital surgiu a partir da evolução da eletrônica análogica

Conclusão[editar | editar código-fonte]

Exercício de fixação[editar | editar código-fonte]

Material de apoio[editar | editar código-fonte]

Resumo[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]