Introdução à Economia/A Ciência Económica e as Ciências Sociais/Realidade Social e as Ciências Sociais

Fonte: Wikiversidade

A Realidade Social

Todo o ser humano, desde a sua nascença à sua morte, faz parte de uma realidade com a qual se habitua a conviver — a realidade social. Das pessoas com quem convivemos habitualmente ao tipo de alimentação que preferimos, do local onde habitamos aos meios de comunicação que usamos e às atividades de lazer que realizamos, do processo de procriação até à expansão da esperança média de vida, etc., tudo faz parte da realidade social. Essa realidade, aparentemente simples para quem nela vive, é, porém, muito complexa e qualquer acontecimento, ou decisão, acaba por ter reflexos na vida das outras pessoas, mesmo daquelas que nem sequer conhecemos ou convivemos regularmente.

Consideremos os exemplos da exportação de produtos têxteis ou do turismo ou mesmo o facto de não fazermos a seleção do lixo que produzimos ou o cuidado que temos no uso e abuso da água que consumimos e o tipo de alimentos com que satisfazemos as nossas necessidades. Qualquer desses acontecimentos tem implicações em vários domínios da sociedade.

Assim, a diminuição das exportações é claramente um problema económico, pois, se diminuírem as exportações, as empresas não conseguem vender as camisolas e toalhas e têm de diminuir a produção. Mas reduzindo a produção pode-se provocar desemprego ou diminuição dos salários dos trabalhadores. E o desemprego tem profundas implicações sociais, uma vez que muitas famílias ficam sem rendimentos e dificilmente poderão pagar os estudos dos filhos, a prestação da casa ou fazer face às despesas de saúde. Por outro lado, se as empresas diminuírem a sua produção, podem ter de encerrar e regiões inteiras podem vir a perder as suas indústrias, deixando de fixar as populações que emigram à procura de emprego, com as inevitáveis consequências demográficas e geográficas.

A forma como fazemos lixo e a forma como o tratamos também pode ter consequências sobre as outras atividades e sobre as pessoas em geral. O tratamento dos lixos, através da sua seleção e separação e do uso de processos de reciclagem, tem como consequência, entre outras, a redução do consumo de determinados produtos, como por exemplo o papel e por consequência uma diminuição do abate das árvores necessárias à produção da pasta de papel, melhorando assim os equilíbrios ambientais e desse modo podendo melhorar a saúde das pessoas e aumentar a sua esperança média de vida. Quais os impactos da atividade da produção de papel a nível, economico, social, cultural e ambiental?

Wikipillow.jpg

Esta actividade, inevitavelmente, origina impactos a vários níveis: económicos, sociais, culturais e ambientais. Todos estes aspectos da realidade social (sociedade) só podem ser compreendidos se foram estudados por diversas ciências, conhecidas por ciências sociais.

Dá-se a designação de ciências sociais ao conjunto das ciências que analisam, investigam, interpretam e procuram explicar os fenómenos sociais, ou seja, os comportamentos humanos na sociedade e as instituições sociais.