Introdução às Linguagens de Programação/COBOL

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



COBOL (COmmon Business Oriented Language - Linguagem Orientada aos Negócios) é uma linguagem de programação criada em 1960 e tem como objetivo principal a criação de sistemas comerciais, financeiros e administrativos para empresas e governos.

Histórico da linguagem[editar | editar código-fonte]

O COBOL foi criado em 1959 durante o CODASYL (Conference on Data Systems Language), um dos três comitês propostos numa reunião no Pentágono em Maio de 1959, organizado por Charles Phillips do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O CODASYL foi formado para recomendar as diretrizes de uma linguagem para negócios. Foi constituído por membros representantes de seis fabricantes de computadores e três órgãos governamentais, a saber: Burroughs Corporation, IBM, Minneapolis-Honeywell (Honeywell Labs), RCA, Sperry Rand, e Sylvania Electric Products, e a Força Aérea dos Estados Unidos, o David Taylor Model Basin e a Agência Nacional de Padrões (National Bureau of Standards ou NBS). Este comitê foi presidido por um membro do NBS. Um comitê de Médio Prazo e outro de Longo Prazo foram também propostos na reunião do Pentágono. Entretanto, embora tenha sido formado, o Comitê de Médio Prazo nunca chegou a funcionar; e o Comitê de Longo Prazo nem chegou a ser formado. Por fim, um subcomitê do Comitê de Curto Prazo desenvolveu as especificações da linguagem COBOL.

Este subcomitê completou as especificações para o COBOL no fim do ano de 1959. Elas foram inspiradas em grande parte pela linguagem FLOW-MATIC inventada por Grace Hopper, e pela linguagem COMTRAN da IBM inventada por Bob Bemer.

As especificações foram aprovadas pelo CODASYL. A partir daí foram aprovadas pelo Comitê Executivo em Janeiro de 1960, e enviadas à gráfica do governo, que as editou e imprimiu com o nome de COBOL 60. O COBOL foi desenvolvido num período de seis meses, só que a primeira versão(COBOL 60), não durou muito tempo devido inúmeros erros que foram rapidamente corrigidos na versão COBOL 61 e foi base para os primeiros compiladores de COBOL. A versão COBOL 61 serviu como base para outra versão, que foi lançada em 1962 e foi nomeada de COBOL-61 - Versão Estendida, que continha novos elemento quando comparada com as versões anteriores.

Compiladores COBOL geralmente se baseavam no COBOL Padrão Nacional Americano(ANSI), que adotou o COBOL como uma linguagem padrão. Que teve seu primeiro padrão noticiado em 1968 e posteriormente em 1974, 1985 e 1989. A última revisão foi concluída em 2002.

Estrutura básica[editar | editar código-fonte]

O COBOL consiste basicamente em quatro divisões separadas:

  • IDENTIFICATION DIVISION: possui informações documentais, como nome do programa, quem o codificou e quando essa codificação foi realizada.
  • ENVIRONMENT DIVISION : descreve o computador e os periféricos que serão utilizados pelo programa.
  • DATA DIVISION: descreve os arquivos de entrada e saída que serão usadas pelo programa. Também define as áreas de trabalho e constantes necessárias para o processamento dos dados.
  • PROCEDURE DIVISION: contém o código que irá manipular os dados descritos na DATA DIVISION. É nesta divisão que o desenvolvedor descreverá o algoritmo do programa.


Writing.png Esta página é somente um esboço. Ampliando-a você ajudará a melhorar a Wikiversidade.