Introdução aos Sistemas Colaborativos/Introdução

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Uma das principais características da sociedade do século XXI Depois da Era Comum[1] é a capacidade de colaboração entre pessoas para execução de tarefas. Colaboração pode ser resumida pelos “[...] esforços mútuos de dois ou mais indivíduos no desempenho de atividades tendentes à execução de tarefas específicas.” (TURBAN; MCLEAN; WETHERBE, 2004, p.135). Os membros dos grupos podem trabalhar juntos em diversas tarefas e processos organizacionais, como desenhar produtos, promover o ensino mútuo, trabalhar com clientes, fornecedores e outros parceiros, além de trabalhar na tomada de decisões. Neste sentido, a tecnologia através de redes de computadores, sistemas portáteis e softwares específicos têm servido de apoio a permitir uma integração impossível de se obter no passado. (TURBAN; MCLEAN; WETHERBE, 2004).

Mas porque a necessidade de colaboração quando a maioria dos bens de produção historicamente foram produzidos de forma mais ou menos individual e hierarquizada ? Apesar de muitas atividades poderem ser realizadas de forma individual, a globalização e avanço da tecnologia têm levado a necessidade de criação e desenvolvimento rápido de produtos. As organizações têm notado que individualmente, as pessoas raramente detêm todo o conhecimento necessário para a execução de um projeto, e que um conjunto de pessoas pode solucionar mais rapidamente os objetivos estabelecidos. Os sistemas colaborativos assim buscam utilizar o poder das equipes, estabelecendo os mecanismos que permitam a colaboração entre indivíduos de um ou mais grupos de trabalho.

Sistemas Colaborativos são sistemas de informação[2] baseadas em redes de computadores, sistemas de software, além de conceitos de sistemas distribuídos, comunicação multimídia, ciência da informação e teorias sócio-organizacionais, que visam facilitar os trabalhos em grupos, através de mecanismos de interação, controle, coordenação, colaboração e comunicação, mesmo que seus usuários estejam em locais e tempos diferenciados. O principal objetivo de um sistema colaborativo é permitir o trabalho em equipe e diminuir as barreiras impostas pelo espaço físico e o tempo (CAMARGO, KHOURI, GIAROLA, 2005).

Os sistemas colaborativos são conhecidos por diversos outros termos dentro da literatura especializada: sistemas cooperativos, sistemas CSCW (Computer Supported Cooperative Work - Trabalho Colaborativo Apoiado por Computador)[3] , Online Collaboration (Colaboração on-line), Web Collaboration (Colaboração em rede), Collaboration tools (Ferramentas de colaboração), Ambiente de Colaboração, Ambiente Colaborativo, entre outros.

Bibliografia e referências[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Depois da Era Comum ou DEC, em oposição à Antes da Era Comum (AEC)
  2. Diversos autores colocam os Sistemas Colaborativos como um tipo de Sistema de Informação voltado para o apoio às operações (O'BRIEN, 2002).
  3. Computer Supported Cooperative Work ou CSCW define o estudo de sistemas baseados em computador que suportam grupos de pessoas engajadas em uma tarefa ou objetivo comum. Não deve ser confundido com o conceito de Groupware, que nada mais é senão uma ferramenta que apoia o CSCW, ou seja, uma aplicação desenvolvida a partir de conceitos estudados em CSCW.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]