Jogo 2015/Aula 4

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oficina de brinquedos populares. EDUCA 10.

Registro da aula 4 realizado por Iago, Rian e Ana Flávia.


I.Tema e Objetivo da Aula[editar | editar código-fonte]

O tema abordado na aula foi o brinquedo e sua história cultural, além de como suas diferentes formas interferem na infância e consequentemente na formação do ser. A inibição da criatividade que os brinquedos industrializados realizam.

II.Materiais e Espaços Utilizados[editar | editar código-fonte]

Foi realizada uma oficina de brinquedos populares, no clube Saldanha da Gama, onde os alunos trouxeram de casa um exemplar do brinquedo produzido pelo grupo, juntamente com com outro exemplar desmontado, para que os grupos pudessem ter a experiência de manusear e montar diferentes brinquedos. Desta forma, ocorreu um momento agregador de intercâmbio de conhecimentos entre os alunos. Utilizou-se de materiais simples, que normalmente, seriam descartados. Demonstrando o poder que esses materiais possuem, pré julgados "inúteis", de aguçar a imaginação do ser.

BRINQUEDOS PRODUZIDOS NA OFICINA

GRUPOS QUE PARTICIPARAM DA OFICINA

EXPOSIÇÃO REALIZADA POR IAGO E ANA FLÁVIA, SOBRE O BRINQUEDO POPULAR QUE O GRUPO PRODUZIU

EXPOSIÇÃO DO BRINQUEDO POPULAR PRODUZIDO POR LUIZA, ÉRICA E BRUNO

Reflexão sobre o brinquedo ideal para as diferentes faixas etárias
Alunas Isabela e Luíza.

Brinquedo popular produzido pelo aluno Lucas.

III.Método didático[editar | editar código-fonte]


Além da referência do texto, usamos o acervo de mídia referente a vídeos das montagens, fotos dos brinquedos prontos, além de precisar indispensavelmente do uso da criatividade como método didático da criação e montagem dos brinquedos. Além disso,tivemos a ilustre presença de um convidado, prof. Francisco Finardi, que acrescentou sua didática e formas novas de criação de brinquedos e novos olhares. Para entender melhor o desenvolver da aula, o questionamento de qual brinquedo se adequava a certa idade, ou até mesmo a classificação do brinquedo (industrial ou artesanal) influenciaram nas conclusões e no procedimento do ensinar.

Brinquedo produzido pelos alunos Eduardo e Bruno Morelli.

IV.Descrição das Atividades/Discussões e Dúvidas dos alunos[editar | editar código-fonte]

A aula começou na semana que antecedeu a discussão da mesma, com a seguinte preocupação geral: "Qual brinquedo fazer, como fazer, como achar material?" Esse primeiro questionamento gerou inquietação entre os discentes. Posteriormente, já na quarta-feira da aula então presente, os alunos trouxeram brinquedos prontos e alguns para montar durante a aula. Muito foi discutido sobre a industrialização do brinquedo diretamente ligado a perda de criatividade. Foi um momento integrador, onde após término da oficina, pudemos brincar e manusear os artefatos, além de alinha-los em forma cronológica em forma de capacidade de brincar.

Ainda no clube Saldanha da Gama, foi realizada uma discussão de qual tipo de brinquedo era mais adequado para cada faixa etária, levando em consideração os diferentes graus de evolução pelos quais o corpo do ser humano passa. O fator imaginação o qual só é ativado a partir de uma certa idade, é de grande relevância.

Segunda parte da aula : APRESENTAÇÃO [editar | editar código-fonte]

• Ao voltarmos para a unidade Ponta da Praia, foi realizada uma apresentação através de slides pelo trio Ana, Iago e Rian e a síntese do texto "História Cultural do Brinquedo", que por sua vez, envolvia histórias, curiosidades, fatos e teorias sobre o surgimento do brinquedo na Alemanha;

Áudio da apresentação sobre o texto realizada pelo trio responsável

Resumo do texto "História cultural do brinquedo"

• ? "O brinquedo industrial limita a criatividade da criança ? (questionamento direcionado a turma)

• ? "Para o adulto, brinquedo tem o mesmo significado ?" (questionamento direcionado a turma)

Pontos apresentados durante a aula[editar | editar código-fonte]


Após a apresentação dos slides, houve um esclarecimento de conceitos feito pelo professor, além de termos entrado na questão "O que difere um animal irracional de um ser humano" (concluiu-se que é a capacidade de rir), além de entender o por que adotamos gatos e cachorros como animais domésticos : ambos tem a capacidade de BRINCAR. Conceitos filosóficos em relação ao tema foram discutidos.

V.Discussões e Dúvidas dos alunos[editar | editar código-fonte]

• A principal discussão durante a aula 4 foi a industrialização do brinquedo limitando a capacidade da criança de criar, uma vez que o brinquedo pronto se define por ele mesmo (um boneco de ação, uma figura de filmes ou desenhos animados)

• Entre as demais dúvidas, a mais pertinente antes da aula era de como criar e montar um brinquedo. Essa dúvida foi sanada no momento em que a aula simplesmente fluiu, e todos apareceram com seus brinquedos em mãos.

VI. Conclusões[editar | editar código-fonte]

Através do conhecimento adquirido na aula por meio da apresentação do grupo responsável e da reflexão feita juntamente pelo professor professor e a turma, conclui-se que é de extrema importância não deixem de lado os modos de brincar mais artesanais. Uma vez que é através desses, que a imaginação do ser é aguçada, fator de extrema para o bem estar da espécie, que destaca-se das outras pelo fato de ser a única que é capaz de sair do instinto e ativar um lado da imaginação em sua mente.

VII. Pesquisas Bibliográficas[editar | editar código-fonte]

O Brinquedo Artesanal Popular Brasileiro


IV.Comentário sobre a página do grupo anterior (Aula 3)[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma página com um bom conteúdo, informações pertinentes referentes ao conteúdo trabalhado na aula, no entanto, seria interessante informações mais detalhadas sobre os ocorridos na aula, para que a página trouxesse mais proximidade entre o internauta e a aula em si (intenção da página de jogo no site). Seria agregador, que fossem postadas mais fotos da aula, trazendo ilustrações importantes, principalmente demonstrando a parte prática da aula registrada. Desta maneira, o registro tornará se algo mais lúdico e consequentemente atrativo para o público.


AVALIAÇÃO DO PROFESSOR[editar | editar código-fonte]

  • NOTA FINAL (atualizada em 23/6): 9,0

1) Assiduidade e pontualidade do grupo no registro e apresentação da aula que é responsável (1,0/1,0)

2) Apresentação da leitura no começo da aula a partir das perguntas (2,5/3,0)

3) Publicação da leitura/apresentação/perguntas na plataforma colaborativa wikiversidade dentro do prazo (desejável o formato multimídia, com uso de hiperlinks para textos, notícias, quiz e demais conteúdos que possam auxiliar o aproveitamento da leitura). (1,5/ 2,0)

4) Publicação da aula em forma de relatório da lição (desejável formato multimídia, com descrição convidativa, uso de texto, imagens e hiperlinks para publicações de slides, áudio e vídeo em sites de compartilhamento como youtube).(2,0/ 3,0)

5) Revisar a aula publicada pelo grupo anterior ao seu e fazer comentários (0,0 / 1,0)