Jornalismo Literário

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Jornalismo Literário[editar | editar código-fonte]

O que é?[editar | editar código-fonte]

Também conhecido como romance não-ficcional, o Jornalismo Literário é uma especialização do jornalismo que usa como meio a literatura. Esse tipo de jornalismo se utiliza de suas características literárias para tornar a descrição dos fatos mais reflexivas, abordando não simplesmente os fatos, mas também acrescentando de forma eloquente e subjetiva os elementos que compõem a narrativa.

Precursor[editar | editar código-fonte]

O precursor desse gênero de escrita foi Truman Capote [1] que em 1966 publicou seu livro denominado In Cold Blood [2], cujo qual descreve a história de um assassino que está no corredor da morte após cometer uma chacina com uma família em uma pacata cidade dos Estados Unidos. No livro percebe-se claramente o interesse de Capote para com o assassino, revelando assim outra face do condenado.

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Devido ao grande sucesso mundial do livro, anos após diversas resenhas serem criadas e milhares de exemplares vendidos no mundo todo, a história de Capote em "A Sangue Frio" foi recriada pela Sony Picture em um filme denominado Capote [3]. O filme foi ao ar em 3 de Fevereiro de 2005, e concedeu ao ator Philip Seymour Hoffman o Oscar de melhor ator pela sua atuação como Truman Capote.