Norma padrão da língua portuguesa/Locução versus palavra

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Palavras e Locuções Denotativas

São palavras que, embora, em alguns aspectos (ser invariável, por exemplo), assemelhem-se a advérbios, não possuem, segundo a Nomeclatura Gramatical Brasileira, classificação especial. Do ponto de vista sintático, são expletivas, isto é, não assumem nenhuma função; do ponto de vista morfológico, são invariáveis (muitas delas vindas de outras classes gramaticais); do ponto de vista semântico, são inegavelmente importantes no contexto em que se encontram (daí seu nome). Classificam-se em função da ideia que expressam:

Adição: ainda, além disso, etc.

Por exemplo:

Comeu tudo e ainda repetiu. Afastamento: embora

Por exemplo:

Foi embora daqui. Afetividade: ainda bem, felizmente, infelizmente

Por exemplo:

Ainda bem que passei de ano Aproximação: quase, lá por, bem, uns, cerca de, por volta de, etc.

Por exemplo:

Ela quase revelou o segredo. Designação: eis

Por exemplo:

Eis nosso carro novo. Exclusão: apesar, somente, só, salvo, unicamente, exclusive, exceto, senão, sequer, apenas, etc.

Por exemplo:

Não me descontou sequer um real. Explicação: isto é, por exemplo, a saber, etc.

Por exemplo:

Li vários livros, a saber, os clássicos. Inclusão: até, ainda, além disso, também, inclusive, etc.

Por exemplo:

Eu também vou viajar. Limitação: só, somente, unicamente, apenas, etc.

Por exemplo:

Só ele veio à festa. Realce: é que, cá, lá, não, mas, é porque, etc.

Por exemplo:

E você lá sabe essa questão? O que não diria essa senhora se soubesse que já fui famoso. Retificação: aliás, isto é, ou melhor, ou antes, etc.

Por exemplo:

Somos três, ou melhor, quatro. Situação: então, mas, se, agora, afinal, etc.

Por exemplo:

Mas quem foi que fez isso? As palavras denotativas frequentemente ocorrem em frases e textos diretamente envolvidos com as estratégias argumentativas. Por esta razão, fique atento para o papel de palavras como até, aliás, também, etc. e para os efeitos de sentido que produzem nas situações efetivas de interlocução. Podem se difíceis de classificar, mas isso não impede que sejam importantes e necessárias.http://www.soportugues.com.br/secoes/morf/morf79.php