Portal:ATOPOS/Congresso Net-ativismo/I/Net ativismo cultural

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esse eixo temático relaciona-se aos aspectos culturais da ação em rede. Autores como Henry Jenkins entre outros identificam nas práticas interativas da cultura do entretenimento, prenúncios de uma consciência participativa que acaba por funcionar como laboratório de uma experiência de cidadania virtual. Fenômenos como a cultura dos fãs (onde consumidores interferem e recriam obras de seus ídolos), games (os jogadores acabam influenciando os rumos da industria de games), reality shows (enquanto linguagem narrativa e experiência de participação), hashtags (muitas vezes ligadas a eventos televisivos que podem ser redefinidos pelo público), compartilhamento de arquivos (a convergência entre a industria, público e artistas), etc. Nesses contextos, o ativismo assume características identitárias, mas sem se configurar como movimentos organizados de reafirmação (homoafetivos, negros, mulheres, etc) e nem necessariamente corresponde às fronteiras clássicas da identidade, sendo mais um desafio conceitual, pois é poli-identitário e fluído como as agitadas partículas sub-atômicas, são identidades culturais instantâneas e efémeras, mas provocam mudanças profundas na percepção social e cultural.