Portal:ATOPOS/Congresso Net-ativismo/I/Significados e qualidades da ação em rede

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Proposta[editar | editar código-fonte]

As culturas ecológicas contemporâneas, as práticas de sustentabilidade, os movimentos de ativismo digital que marcaram a primavera árabe e os protestos continuados em todas as latitudes através de formas de conflitualidade realizadas mediante as interações com social networks, são as expressões de um novo tipo de ação social, não mais direcionada ao externo, nem apenas resultante de práticas provocadas por um condicionamento informativo ou técnico. Trata-se de um conjunto de ações que não acontecem mais simplesmente no interior das molduras políticas, assim como conjugadas pela tradição europeia-ocidental, isto é, ligadas à determinação única do sujeito-ator, conceitualmente orientado, mas que se delineiam como o resultado de co-ações e de interações entre diversos “actantes”, apresentando-se, portanto, como a express ão de uma nova cultura habitativa que se exprime através formas complexas de interdependências. O net-ativismo e o conjunto de ações colaborativas que resultam da sinergia de atores de diversas naturezas, pessoas, circuitos informativos, dispositivos, redes sociais digitais, territorialidades informativas, apresenta-se, segundo esta perspectiva, como a constituição de um novo tipo de ecologia (eko-logos) não mais opositiva e separatista, na qual uma dimensão ecossistêmica reúne seus diversos membros em num novo tipo de social, não apenas limitado ao âmbito humano dos “socius”, mas expandido às demais entidades técnicas, informativas, territoriais, de forma reticular e conectiva.

Palavras chave
net ativismo, redes, ação social, interação, habitar