Portal:ATOPOS/Programação ATOPOS para a Virada 2014

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

ESTE É UM DOCUMENTO ABERTO À DELIBERAÇÃO. Sugestões? Críticas? envie por email para todo o ATOPOS (atopos@yahoogrupos.com.br)

FASE ATUAL: ENVIO DE CONVITES E CHAMADAS. 10/07/2014

VIRADA SUSTENTÁVEL ECA - 2014[editar | editar código-fonte]

Participação ATOPOS

Palestras (aquelas sugeridas como “formato TED”, 18 minutos)
[ELIETE] como a Iara comentou esse formato exige uma performance própria

- nomes possiveis

  • Philip Fearnside - Climatologista - videoconferencia via Youtube (total incerteza) [IARA] Não conheço, mas parece que a pesquisa dele é boa. [ELIETE] Tb não conheço.
  • André Trigueiro - Jornalista - ver Facebook [IARA] Não sei como é a relação dele com a USP, mas o cachê dele é bem alto. [ELIETE] Pois é... ele é bem conhecido.
  • Ricardo Voltolini [IARA] Acho boa indicação. [ELIETE] Sim.
  • Tem um biólogo marinho, português, com pós-doutorado, professor em Coimbra e Cambridge, que faz pesquisas na Antártica, representa o governo português em reuniões mundiais para, acho, questões relacionadas à mudança do clima. Ele é namorado da minha filha. Se houver interesse, posso falar com ele para ver a disponibilidade. Não comentei nada com eles ainda. Foi apenas uma ideia que me passou pela cabeça. Ele se chama Jose Carlos Caetano Xavier. [IARA]
  • Massimo - representando alguém da ECA que trabalha com o tema de forma inovadora.[ELIETE]


[JU] A ideia é imitar o TED (quem sabe no futuro a gente - no nosso LAB - até faz um TED-x USP Sustentável, pq isso tem um peso grande pela visibilidade e, olhando no site do TED, a USP não fez ainda). Eu acho esse formato particularmente interessante pela versatilidade e possibilidade de compartilhamento.
[ELIETE] Dúvida: A ECA pagará os custos de passagens/estadia, caso houver e pró-labore?
[JU] A ECA não vai dar $ nenhum… A ideia, no caso do Fearnside era tentar ver se ele tem conexao pra fazer um hangout de 15 minutos. Ele é um climatologista americano, prêmio Nobel da Paz, radicado em Manaus há 40 anos, q previu a situação da seca em SP e as chuvas na Amazônia há 20 anos atrás, conectando os dois eventos - ele conhece as causas e os processos. E dado que o assunto interessa os paulistanos e vai ser bem na época em que a água vai acabar… Mas só tentando falar com ele. O Trigueiro a mesma coisa.
[JU] Iara, acho q tá valendo trazer gente capaz de dar essa visão de rede sim, mesmo que não sejam ainda os ecossistemas informativos. Isso o Massimo pode fazer. Mas em 15 minutos! é um desafio hein?


Pôsteres de pesquisa fixados Alunos iniciação/mestrado/doutorado sobre sustentabilidade (interunidades?)

[IARA] De nossa parte só poderíamos contribuir com pôsteres da graduação e do lato sensu, certo? mas temos algum/ns para indicar?
[ELIETE] Onde seriam afixados esses pôsteres? Se não é um congresso, considero que há pouco interesse, por parte dos estudantes (principalmente do doutorado) nessa modalidade de apresentação. Por lado, não sei se há trabalhos na ECA que pesquisem a temática da sustentabilidade.
[JU] também pensei que o fato de não ser um Congresso não haja muito interesse da parte de mestrandos e doutorandos - daí eu ter pensado em certificados. mas acho q o foco talvez seja mesmo os especializandos e graduandos de várias áreas, não só da ECA. A meu ver, há um risco muito grande de não dar certo, pelo pouco tempo de divulgação e não-valoração Capes. Eu tiraria essa opção, q foi levantada pelo pessoal na reunião.


Painéis de projetos com apresentação oral formato TED tb, 18 minutos

  • Projetos inovadores de sustentabilidade e comunicação [ELIETE] - digital sustentável (alunos da especialização).
  • Projetos outros. [ELIETE] (poderíamos suprimir esse item, considerando que haveria espaço para todos que tenham interesse em apresentar projetos de inovação em sustentabilidade e comunicação (incluindo os alunos do nosso lato sensu)

[IARA] Acho que esse formato pode ser unificado com o poster. Penso que se a ideia é adotar o formato TED, não faz sentido dar o mesmo espaço para iniciantes e pesquisadores com mais experiência e titulação. Mas, na verdade, acho que o formato TED é complicado. A síntese de uma palestra em 18 minutos requer mais tempo de preparo e tem o lance cênico de ser um palco de arena, circular. Se a palestra for por skype, nao vamos conseguir isso. Portanto, eu acharia melhor fazer palestras com 30 ou 40 minutos de duração.
[ELIETE] Concordo, Iara, mas manteria o tempo de 18-20 minutos de duração.
[JU] Concordo que fazer apenas esse formato para todas as apresentações talvez seja mesmo a melhor pegada. E insisto que o tempo tem q ser curto, pq se trata de apresentar um projeto - e, às vezes, vc tem menos do q isso pra convencer um patrocinador ou um professor orientador. E o formato TED permite a apresentação de um tema inovador em síntese, mas com objetividade. De fato, é um desafio.


 Philip M. Fearnside
                       Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA)
                       Avenida Andre Araujo, 2936
                       69067-375 Manaus, Amazonas
                       BRAZIL
                       Tel: +55-92- 3643-1822
                       Fax: +55-92- 3642-8909; 3642-3028; 3642-1108
                       Email: PMFEARN@INPA.GOV.BR