Portal:Cidades Sustentáveis/Oficina 2012-04-10

Da wiki Wikiversidade
Ir para: navegação, pesquisa

Resultados da oficina[editar | editar código-fonte]

Abaixo a lista dos artigos editados e os usuários que neles interviram, para além das edições feitas nesta página e nas suas próprias páginas de usuário.

Se a sua edição não aparece aqui, você provavelmente não estava cadastrado ao fazê-la, apesar deu ter buscado essas também!

Qualquer coisa, contate o Ale Abdo.

Confira também o release da oficina.

Artigos editados[editar | editar código-fonte]

Na Wikipédia[editar | editar código-fonte]

Artigos criados[editar | editar código-fonte]

Na Wikipédia[editar | editar código-fonte]

Na Wikiversidade[editar | editar código-fonte]

Primeira Turma[editar | editar código-fonte]

Alice[editar | editar código-fonte]

  • Instituto Jatobás, comunicação, gestão do cohecimento e desenvolvimento sustentável.
  • iNspired Generation, empoderamento de jovens.
  • São Paulo

Ebraim[editar | editar código-fonte]

Temas[editar | editar código-fonte]

Beatriz[editar | editar código-fonte]

  • Capital social dos idosos e aplicação da sua capacidade de sustentabilidade
  • Pesquisadora no ATOPOS, ecobairro vila mariana, presente no pré-evento rio+20 em são paulo
  • São Paulo

Flávia[editar | editar código-fonte]

  • Artista e Educadora, envolvida com coletivos de arte; novas metodologias para processos colaborativos; projetos e programas que integram cultura, ecologia, tecnologias sociais e educação. Pesquisa assentamentos humanos sustentáveis; comunidades intencionais e caminhos para sua integridade e integralidade. Colaborou por 4 anos com ecovila na Serra da Mantiqueira.
  • São Paulo

http://www.nexocultural.com.br

http://nexocultural.wordpress.com

http://www.corocoletivo.org

http://www.reverberacoes.com.br

Felipe[editar | editar código-fonte]

  • Participou do início das conversas
  • permacultor e engenheiro civil, educador sócio ambiental e técnico especialista em bioconstruções. desenvolvimento e aplicação de tecnologias apropriadas e tecnologias sociais relacionadas aos princípios da Permacultura.
  • São Paulo

Ariel Kogan[editar | editar código-fonte]

Julio[editar | editar código-fonte]

Espaço Eco-Cultural Casa Jaya 
  • Espaço de trocas para experimentações culturais e práticas ecológicas que contribuam para a sensibilização e o desenvolvimento integral do ser humano.
  • Site
Coletivo Reciclowns 
  • Grupo de palhaços e artistas que abordam em suas ações temáticas como reciclagem, sustentabilidade e consciência humana, mostrando novas possibilidades para o consumo e recilando idéias.
  • Blog

Segunda Turma[editar | editar código-fonte]

Fátima[editar | editar código-fonte]

BANCO DE SEMENTES: Recompondo a diversidade de espécies arbóreas nativas no Município de São Paulo

Isabela[editar | editar código-fonte]

Transition Towns Brasil | Isabela Menezes Arquiteta e urbanista, formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, cursou Educação Gaia (www.gaiaeducation.org), curso baseado em um currículo criado pelo consórcio internacional de educadores conhecidos como GEESE (Global Educators for Sustainable Earth) que há 11 anos desenvolvem currículos e cursos em design e desenvolvimento de assentamentos humanos sustentáveis. Hoje atua com o desenvolvimento de projetos de sustentabilidade e responsabilidade social pelo Instituto CRIS (www.cris.org.br) e pela Oficina da Sustentabilidade (www.oficinadasustentabilidade.com.br). É articuladora e facilitadora do HUB nacional do Transition Towns Brasil e uma das iniciadoras do Movimento do Transition Towns na Granja Viana – SP. (www.transitionbrasil.ning.com) Tem uma coluna semanal de videos sobre sustentabilidade e sensibilização no site de serviços da região da Granja Viana, grande São Paulo (www.granjaviana.com.br) e um programa semanal na RadioGranja.com chamado "Tudo Junto e Misturado". E também: “Membro renegada da familia de luz. Especialista em implosão de sistemas. Alteram-se sistemas de consciência dentro do universo de livre-arbítrio” Decidi que o resto da minha existência neste plano de 3ª dimensão, será dedicado a difundir a cultura de paz e sustentabilidade e a recuperar o que eu por ignorancia e falta de consciência, ajudei a destruir. Sol amarelo do Sul ressonante. touro com ascendente em aquário e lua em áries Coelho metal

Evelise[editar | editar código-fonte]

  • Gestora Ambiental (EACH/USP)
  • Interesses: educação ambiental, mobilização social, políticas públicas, vulnerabilidade socioambiental, planejamento ambiental urbano
  • Rede Nossa São Paulo
  • Programa Cidades Sustentáveis
  • Participou dos primeiros encontros do grupo Wiki

Daniela Rueda[editar | editar código-fonte]

É natural de São Paulo. Formada em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela UFSCar - 2007. Integrante da ANTEAG - Associação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Autogestão e Participação Acionária desde 2009, e atualmente está em finalização o projeto de Mapeamento de Empreendimentos de Economia Solidária na cidade de Mauá, em parceria com Prefeitura Municipal de Mauá. Membro do projeto CdT - Células de Transformação - 2011, através da atuação no bairro Jardim Peri Alto, Zona Norte de São Paulo, em um projeto envolvendo a comunidade em busca de soluções sustentáveis para melhoria da qualidade de vida, construção de outras formas para geração de renda, etc, tendo como experiência concreta a criação da Rede Peri Alto. Atualmente faz parte do Ponto de Leitura "Ponto Vira" - 2011, na Viração Educomunicação, trabalho envolvendo diversas frentes em torno do tema incentivo a leitura, juventude e educomunicação. Atualmente, encontra-se em processo de transição de carreira.

Gabriela[editar | editar código-fonte]

  • Gestora e Educadora Ambiental formada pela EACH-USP
  • Possui experiência em projetos e iniciativas de educação ambiental transformadora e gestão de resíduos sólidos
  • Atuou como coordenadora do Projeto Reciclando Ideias em escolas públicas de Suzano, parceria CEPPS com USP e Diretoria de Ensino de Suzano.
  • Tem interesse em conhecer pessoas e desenvolver projetos e iniciativas nos seguintes temas: educação ambiental, gestão de resíduos e aprendizagem social, poder e desenvolvimento local

Clóvis[editar | editar código-fonte]

Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável DRS. Atualmente participo no desenvolvimento de dois projetos na região de parelheiros, região extremo sul da cidade de são paulo. Um deles, em fase final, "Flores de Mel" tem por objetivos a capacitação de moradores local, que tem a agricultura como atividade secundária em geração de renda, na produção de plantas ornamentais nativas - biorregionalismo fundamentado na agroecologia. Um outro projeto é desenvolvido em parceria com a AHPCE, IEA, IF e IBt e faz parte do Programa de Jovens - PJ mais Parelheiros (apoio UNESCO) e tem por objetivo a formação de ecocidadãos com capacitação em três oficinas: a) produção e manejo agrícola florestal sustentável - agrofloresta; b) tecnologias socioambientais e c) formação integral. A idéia é promover o desenvolvimento pleno de jovens residentes na região, capacitando-os como ecoprofissionais. Nas atividades desenvolvidas em extensão rural à pequenos agricultores locais busca-se um processo de transição agroecológica e neste processo um dos gargalos é o escoamento da produção orgânica, principalmente aqueles que ainda não tem certificação. Incentivar a construção de uma rede colaborativa buscando diminuir as distâncias entre produtores e consumidores.

Jotapê[editar | editar código-fonte]

Carolina[editar | editar código-fonte]

Recuperação e manutenção de calçadas. Como ajudar e fomentar as pessoas a cuidarem das calçadas, que são o link entre o mundo interior (residência) e o mundo exterior (cidade). Assim como a rua, as praças e outros tipos de espaços públicos, ela tem funções públicas. Mas, diferentemente dos outros espaços, no Brasil ela é responsabilidade do proprietário do imóvel. Isso não significa, porém, que o sujeito pode fazer o que quiser com ela (como poderia fazer, a priori, em sua residência). Isso é um exercício de cidadania, pois ele tem uma obrigação com o outro. Como isso pode ser incentivado e entendido como um benefício para o morador?

Denis[editar | editar código-fonte]

Ama São Paulo, mas não é correspondido. Jornalista, escritor, editor e ciclista urbano, está interessado em compreender como usar a colaboração para transformar sistemas complexos. Escreveu o livro "O Fim da Guerra", sobre política de drogas, e agora está interessado em pesquisar cidades e formas mais coletivas de pensá-las, planejá-las e construí-las. Está nos estágios iniciais de concepção do projeto Cidade Infinita, sobre São Paulo.

Seus textos sobre sustentabilidade e outros temas, escritos para a Veja online, podem ser lidos aqui.

Juliana[editar | editar código-fonte]

Tem 35 anos e é ilustradora há 10. A matéria prima de seu trabalho sempre foi a observação da cidade. Começou desenhando São Paulo, seus prédios, ruas e personagens. Esse mergulho urbano definiu seu olhar e norteia sua produção. Hoje é uma das representantes do grupo Urban Scketchers, com ilustradores do mundo todo reunidos pela paixão por desenhar cidades. Em 2011, criou, em parceria com o Cidades para Pessoas, um cartaz exposto na 9º Bienal de Arquitetura. A relação com os espaços urbanos a levou a participar do projeto Parque para Brincar e Pensar, uma intervenção artística e urbanística feita na favela da comunidade Brás de Abreu com a participação e o envolvimento de moradores locais para a construção de um parque que resignificasse sua relação com o entorno.

Natália[editar | editar código-fonte]

Natália Garcia tem 28 anos e é jornalista. Trabalhou na rádio Band News FM, no jornal O Estado de S. Paulo e na Editora Abril, mas largou seus empregos para ser reporter freelancer e pedalar pela cidade em suas horas livres. Morou um mês em Bogotá, para pesquisar o modelo de mobilidade urbana da cidade. Participou do projeto !sso não é Normal!, um site sobre a relação entre o modelo urbano de algumas cidades brasileiras e as mudanças climáticas. Criou o Cidades para Pessoas, projeto jornalístico com o qual viajou por sete cidades da Europa (Copenhague, Amsterdam, Londres, Paris, Lyon, Freibug e Strasburg) para buscar boas práticas e boas ideias que tenham melhorado ou se proponham a melhorar as cidades para as pessoas.

  • Está lendo o livro Geografia da Felicidade
  • É fã do Jan Gehl e da Jane Jacobs
  • Odeia couve-flor

Aviso[editar | editar código-fonte]

Oficina dia 10 de abril

Se você foi convidado para a oficina do dia 10, aqui estão algumas informações importantes:

  • Será uma oficina extremamente prática, para desenvolvermos habilidades
  • Queremos sair juntos dali compreendendo o potencial e capacitados a utilizar as várias wikis: Wikipédia, Wikiversidade, Wikilivros ...
  • Teremos computadores no local, mas quem quiser levar o seu fará bem
  • O material que pedimos para levarem, de documentação do seu trabalho, é para já usarmos como exemplo da oficina
  • Se você não tiver material próprio, temos alguns casos disponíveis
  • Não deixe de enviar o e-mail de inscrição, escolhendo o horário de sua preferência

Um abraço, e até lá!

Cidades Sustentáveis