Portal:Formação Intermediária/Geografia/Domínio dos Cerrados

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

É o local de maior acúmulo de água da América do Sul, a mais diversificada savana do planeta em espécies de animais e vegetais e um dos maiores produtores de grãos do mundo. Esses aspectos nos mostram que o cerrado tem uma importância muito grande na economia e no meio ambiente do Brasil. O cerrado é muito grande, ocupa 2 milhões de quilômetros quadrados, equivalente a um quarto do território brasileiro, é o segundo maior bioma do país, localizado no Brasil central abrangendo os estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, o Distrito Federal e partes de São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Piauí e Bahia, representando cerca de 25% do território nacional. Conhecido pelos chapadões interiores com cerrados e florestas-galerias, com um clima tropical típico com alternância de verões quentes e úmidos e invernos amenos e secos, é chamado de clima tropical sazonal, é quente e quase não venta no cerrado. A temperatura média anual varia entre 21ºC e 27ºC. A vegetação apresenta algumas características gerais: ela é normalmente baixa, com plantas esparsas e aparência seca, as arvores possuem troncos tortos, cobertos por uma casca grossa, e folhas grandes e rígidas. Entretanto, como se trata de uma área muito grande, que conta, por exemplo, com variações de relevo, podemos definir alguns tipos diferentes de vegetação que fazem parte deste mesmo bioma. Dentro do bioma do cerrado podem ser encontrados cerradões, campos limpos, campos sujos, campos cerrados, cerrados no sentido amplo, cerrados no sentido restrito, matas secas e matas de galeria ou ciliares. Seu solo é pobre em nutrientes, mas é rico em ferro e alumínio, é profundo, com a cor vermelha amarelada, arenoso, permeável e com baixa fertilidade natural. A superfície do cerrado tem pouca capacidade para absorção água. Mas, por baixo deste solo de antiga formação, está uma grande reserva de água.