Portal:Lab Escola Imre Simon/Divulgação

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Texto para divulgação CCE_SP (2011)[editar | editar código-fonte]

O Futuro da Informação: compartilhamento, colaboração e a sociedade do conhecimento[editar | editar código-fonte]

Revoluções recombinantes – como o Software Livre, o conhecimento livre, mais bem representado pela Wikipédia, e movimentos correspondentes na produção da cultura, hardware e organização social, – de suas origens em ideias iluministas e reemergência com a contra-cultura, gestaram a Internet e hoje fazem dela seu principal catalisador.

Tais revoluções apóiam-se em instrumentos técnicos e jurídicos que desenvolveram, como processos colaborativos, padrões e protocolos abertos e licenças de direito autoral, mas fundamentalmente em sua ética orientada à liberdade e à comunidade.

Em função dessas práticas, modelos econômicos e arranjos produtivos pouco explorados tornaram-se subitamente espontâneos, a ponto de em poucos anos originar grandes empresas, como a Red Hat e o Google, e fundações, como a Wikimedia e a Document Foundation.

Desse ambiente informacional recombinante surge, também, uma esfera pública interconectada, de novas formas políticas e bases democráticas: na blogosfera, em fóruns e plataformas de rede social, através de Partidos Piratas e em projetos como MySociety e Wikileaks.

Neste curso abordaremos as transformações econômicas, culturais e políticas que acompanham a Internet, através de exemplos e debates com protagonistas das mesmas. As várias teorias que nos permitem entender melhor esses fenômenos serão explicadas enquanto questionados os limites de sua validade, estimulando um pensamento crítico a respeito do mundo permeado pela rede.

Ministrado desde 2010 em centros culturais, O Futuro da Informação dá sequência a um trabalho de dez anos iniciado na USP pelo Prof. Imre Simon, em 1998. O organizador desta instância é Alexandre Hannud Abdo.

Inscrições abertas no CCE-SP. Aulas às terças-feiras das 19h às 22h, exceto nos dias do AVLab – atividade parceira do curso. Início dia 22 de março, término dia 14 de junho.

Texto para panfleto, site ou blog (2010)[editar | editar código-fonte]

Vivemos em tempos interessantes. As mesmas transformações que nos permitem colaborar e compartilhar conhecimento e cultura livremente também ameaçam nossa privacidade e abalam a estabilidade de instituições, ao mesmo tempo em que viabilizam outras formas de organização da sociedade e de construção do indivíduo.

Essas mudanças vem em consequência de uma inovação tecnológica, a rede de computadores chamada Internet, mas trazem consigo profundas transformações humanas. A invenção do alfabeto, do livro, da impressão, do rádio, culminam na criação de uma técnica de comunicação coletiva que tende à até então fantasia de contato telepático entre todos os seres.

Tal revolução sem precedentes no ambiente comunicacional requer que repensemos todas as regras sociais herdadas do passado, pois surgem possibilidades antes impensáveis de organização do conhecimento, da cultura, da política. Mercados e democracias precisam ser reinterpretados à luz desse novo ambiente, assim como as formas que esses superaram.

Mas diante de um presente desconhecido, ainda orientamo-nos por velhos modelos de sociedade que se desfazem tão rapidamente quanto mais forte nos apegamos a eles, e navegamos por crises enquanto a própria rotina aos poucos revela-nos uma lousa em branco.

Como devemos encarar o desafio de regular esse novo ambiente e quais formas lhe são possíveis? Qual delas garante um mundo mais justo e sustentável, de liberdade e maiores oportunidades para todos? E como podemos nos organizar para colaborar e compartilhar nossos conhecimentos sobre esse novo mundo, para melhor aproveitar as muitas oportunidades que já surgiram e as muito mais que surgirão?

Nossa melhor chance talvez seja mesmo combinar a natureza distribuída da Internet à nossa própria compreensão da realidade, abrindo-nos à diversidade de experiências, reflexões e abordagens que ela nos propicia, mas buscando os princípios comuns que preservam seu ser.

E ao falar em natureza, esse talvez seja também um caminho para compreender outra grande questão da atualidade, pois em nosso tempo há dois bens que compartilhamos: o conhecimento, por vontade, e o meio-ambiente, por necessidade.

Conhecer o básico da tecnologia, dos códigos e das estruturas de controle que compõe a Internet é um passo importante. A partir daí pode-se discutir a dinâmica economia de informação nela, através de exemplos como o Software Livre, a Wikipédia, a Blogosfera e o Bittorrent, assim como as batalhas políticas travadas para preservá-la.

Você está convidado a participar desse momento de oportunidades e desafios através do ciclo de cursos e debates do Laboratório Imre Simon, comparecendo pessoalmente no Centro Cultural São Paulo ou acompanhando online pela Wikiversidade.

Consulte a programação e inscreva-se!

O Futuro da Informação: compartilhamento, colaboração e a sociedade do conhecimento[editar | editar código-fonte]

Este curso abordará as profundas transformações econômicas, culturais e políticas que acompanham a Internet, através de exemplos e debates com protagonistas das mesmas. As várias teorias que nos permitem entender melhor esses fenômenos serão explicadas ao mesmo tempo que questionados os limites de sua validade, estimulando um pensamento crítico a respeito deste novo mundo permeado pela rede de computadores. Os alunos desenvolverão trabalhos que serão apresentados e discutidos com os demais participantes.

Computação para Curiosos[editar | editar código-fonte]

Você já edita documentos, troca mensagens e arquivos, navega a internet e quem sabe até programa planilhas, mas continua achando que o computador é quem controla você? Este curso é para quem quer tomar a pílula vermelha e aprender as bases para entender essa caixa mágica e colocá-la no seu devido lugar. Prepare sua mente!

Computação para Programadores[editar | editar código-fonte]

Você faz programas de computador há anos mas nunca teve tempo ou oportunidade de estudar a teoria da computação? Este curso irá apresentar a programadores práticos uma seleção de conhecimentos teóricos da disciplina que são úteis no dia a dia da profissão.