Projecto de Arte e Multimédia

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Direcção artística. O papel do director de arte na gestão temporal, procedimentos de produção trabalhando com fotógrafos, ilustradores e fornecedores. Projectos gerados por cliente. Familiarização com a prática negocial incluindo aprovação do cliente, caderno de encargos e facturação. Entrega da arte final. Desenvolvimento da habilidade de trabalhar em várias áreas da ilustração.

Método Demonstrativo:[editar | editar código-fonte]

Durante este atelier serão apresentados trabalhos digitais e os alunos deverão interpretar e relacionar este material com o seu projecto pessoal de concepção e construção de um projecto interactivo. Depois de uma introdução aos problemas específicos da área devem estar aptos a aplicar os conhecimentos adquiridos na produção de uma grelha de trabalho de acordo com os seus interesses pessoais.

Método Participativo:[editar | editar código-fonte]

São propostos seis exercícios específicos em que em cada um deles se faz um enquadramento metafórico inspirado nas Seis Propostas para o Próximo Milénio de Italo Calvino. O projecto proposto pelo aluno pode ser a construção de um protótipo para um site artistico, a construção de um pequeno ambiente para a internet, a nomenclatura de um site de musica, uma instalação que incorpore aspectos interactivos ou qualquer outro projecto que o aluno queira sugerir mediante a aprovação do professor.

1º Projecto sobre rapidez: o aluno terá três semanas para apresentar uma memória descritiva do projecto que pensa realizar (título, investigação e motivações na escolha do tema e projecto proposto, máximo 5 páginas com bibliografia);

2º Projecto sobre exactidão: o aluno terá duas semanas para realizar um storyboard detalhado do seu trabalho e um flowchart (fluxograma) da arquitectura proposta. Pode trabalhar em Word, Powerpoint ou, no caso de uma ficção interactiva, usar o Storyspace ou um programa equivalente;

3º Projecto sobre leveza: durante duas a três semanas serão elaborados esboços e ilustrações em Photoshop que vão acompanhar o dossier de projecto e definir a imagem e o ambiente gráfico deste;

4º Projecto sobre visibilidade: os alunos trabalham durante três semanas usando o programa Freehand na montagem e definição da interactividade e interface do seu projecto;

5º Projecto sobre multiplicidade: depois de devidamente planificado e estruturado o projecto pessoal do aluno será montado e finalizado em Dreamweaver com a ajuda do professor (três semanas);

6º Projecto sobre a consistência: Exposição oral de todo o processo de trabalho com apresentação do protótipo elaborado durante o atelier.

http://www.manovich.com/ http://www.jodi.org http://www.etoy.com

  • Writing Multimedia and the Web - Making off:
  • The 11th Hour:
  • The sequel to the 7th Guest
  • Sillent Hill 2
Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Bolter, Gromala, Jay D. e Diane (2003), Windows and Mirrors, Interaction Design, Digital art, and the Myth of Transparency, The Mit Press.

Garrand, Timothy, (2001), Writing Multimedia and the Web, Focal Press, 2 sd Edition.

Johnson, Steven (1997), Cultura da Interface, Jorge Zahar Editor.

Aarseth, Espen J., (1997), Perspectives on Ergodic Literature, John Hopkins University Press, Baltimore and London.

Bolter, Gromala, Jay D. e Diane (2003), Windows and Mirrors, Interaction Design, Digital art, and the Myth of Transparency, The Mit Press.

Calvino, Italo, (1994), Seis Propostas para o Próximo Milénio, 1994.

Cubitt, Sean, (1998), Digital Aesthetics, Sage Publications, Londres.

Darley, Andrew (2002), Visual Digital Culture, surface play and spectacle in new media genres, Routledge, 2 nd edition, London.

Paul, Christiane (2003), Digital Art, Thames & Hudson World of Art, Londres.

Rush, Michael (1999), New Media in Late 20th-Century Art, Thames & Hudson.