Sistemas de Informação Distribuídos/Aspectos Organizacionais/E-Business

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

E-Business[editar | editar código-fonte]

E-Business é o planejamento da imersão da organização na Internet com o propósito de automatizar suas diversas atividades, através da mesclagem de diversos conceitos de administração e tecnologia que devem promover os negócios da organização.

"O e-business é muito mais que simplesmente comércio, ele é a possibilidade de operacionalizar, além do comércio eletrônico, qualquer outro tipo de transação: entre funcionários dentro de uma empresa, entre uma empresa e seus fornecedores e distribuidores, entre médicos e pacientes, entre governo e cidadãos, professores e alunos e até a comunidade e seus líderes políticos." Louis W. Gerstner Presidente do Conselho e CEO - IBM.

Envolve a Estratégica de posicionamento da empresa na Internet. Vários tipos de transações podem ocorrer.

Fases do E-business nas empresas

  • Presença on-line (site institucional);
  • Negócios on-line;
  • Negócios on-line integrados;
  • Negócios on-line avançados;
  • E-Business total.

Modalidades de E-Business[editar | editar código-fonte]

B2BBusiness To Business[editar | editar código-fonte]

Modalidade de E-Business para o desenvolvimento de transações eletrônicas entre empresas. Possui as modalidades Público, Particular e de Compras.

Caracteriza-se pela existência de um e-marketplace seguro (Portal B2B), que são plataformas tecnológicas com base na Internet onde compradores e fornecedores se encontram e transacionam em tempo real. Estes tipos de portal permitem:

  • A integração de empresas em uma comunidade de negócios;
  • A criação de um ambiente de relacionamento e troca de informações entre os parceiros de negócio;
  • Que a empresa possa tirar proveito de um site com transações eletrônicas sem gastar nem um tostão com a implementação de tal.

Tipos de Negócio B2B

  • Canal eletrônico - Apenas um novo canal de transações da empresa, a qual já possuía um negócio convencional.
  • E-Marketplace - Junção de diversas empresas do mesmo segmento para dividir uma estrutura eletrônica de desenvolvimento de negócios.
  • E-Procurement - Empresa que presta o serviço de desenvolver pesquisa e compra de diversos produtos necessários ao desenvolvimento do negócio das empresas clientes.
  • Apoio Logístico - Sistemas de transporte e entrega.

B2C – Business To Consumer[editar | editar código-fonte]

Modalidade de E-Business para o desenvolvimento de transações entre empresas e consumidores que faz uso do E-Commerce. Deu espaço para o aparecimento de novas modalidades de produtos e serviços.

Exemplos: - Produtos de bits; - E-Learning.

B2E – Business To Employes[editar | editar código-fonte]

Modalidade de E-Business para desenvolver interações entre a empresa e seus funcionários.

Exemplos: - Comunicação interna; - Endomarketing; - Treinamento corporativo; - E-trabalho etc.

C2MConsumer To Management (E-Gov)[editar | editar código-fonte]

Modalidade de E-Business que acontece entre o governo e seus cidadãos, no desenvolvimento de serviços que antes eram considerados de grande burocracia.

O Brasil possui uma posição de destaque nesta modalidade. Exemplos: Receita federal; Eleições eletrônicas etc.

B2MBusiness To Management (E-Gov)[editar | editar código-fonte]

Modalidade de E-Business que acontece entre governo e as empresas para o desenvolvimento de serviços variados.

Novamente o Brasil possui posição de destaque nesta modalidade.

Exemplos: GIA eletrônica; IRPJ etc.

E-Commerce[editar | editar código-fonte]

Componente do E-Business para desenvolvimento da atividade de vendas no meio eletrônico. Qualquer forma de transação de negócios na qual as partes interagem eletronicamente, em vez de por meio de compras físicas ou contato físico direto. É o maior exemplo de integração dos negócios da organização com a tecnologia.

Aplicações

  • Processamento de transações de ponto de venda online;
  • Varejo e atacado em rede;
  • Intercâmbio eletrônico de dados;
  • Transferência eletrônica de fundos;
  • Banco eletrônico;
  • Marketing interativo;
  • Gerenciamento da cadeia de suprimento.

Aplicações do Comércio Eletrônico[editar | editar código-fonte]

  • Superar Barreiras Geográficas: Captar informações sobre transações comerciais de locais distantes;
  • Superar Barreiras de Tempo: Fornecer informações para locais remotos imediatamente após serem requisitadas;
  • Superar Barreiras de Custo: Reduzir o custo dos meios mais convencionais de comunicação;
  • Superar Barreiras Estruturais: Apoiar conexões para obter vantagem competitiva. (EDI com fornecedores e clientes).
  1. Predefinição:Cite web