Tecido Conjuntivo

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Tecidos[editar | editar código-fonte]


Introdução[editar | editar código-fonte]

O tecido conjuntivo ou tecido de suporte é um dos principais tecidos que podemos encontrar no corpo humano. Suas funções, bem como a composição são diversificadas sendo específicas para cada especialização do mesmo. As principais funções são: unir, sustentar, preencher, hematopoiese, imunidade, transporte de nutrientes, armazenamento de energia e absorção de impactos. Ao contrário do tecido epitelial o tecido conjuntivo é altamente vascularizado para nutrir os tecidos vizinhos.

Este tecido encontra-se distribuído por todo corpo podendo exercer diferentes funções. Sua constituição se baseia em células e matriz extracelular. As principais células do tecido são: fibroblastos, fibrócitos, macrófagos, plasmócitos, adipócitos, condrócitos, condroblastos, osteoblastos, osteócitos, osteoclastos e linfócitos. A matriz extracelular é composta por substancia fundamental e fibras. A substância fundamental é constituída basicamente por água, íons e macromoléculas, como os proteoglicanos. Estes exercem um importante papel na manutenção hidrostática, devido a sua composição altamente hidrofílica, conferida pelas cadeias proteicas de glicosaminoglicanos. Ainda na matriz, podemos encontrar um trio de proteínas que desempenham papéis importantes, essas glicoproteinas são: laminina responsável por aderir células (Ex. adesão de células epiteliais à membrana basal); fibronectina que estrutura o tecido e mantém as células presas à matriz; por fim, a integrina que uni a fibronectina, colágeno e a laminina, para integrar todo o tecido criando uma trama resistente.

As fibras estão dispostas por todo o tecido, variando de concentração e gênero conforme a especialização do mesmo. As fibras mais comuns são:

  • Colágenas: espessas e geralmente constituídas por colágenos tipo I, II e III;
  • Reticulares formadas por colágeno tipo III
  • E fibras elásticas feitas de elastina.

A classificação do tecido conjuntivo varia conforme localidade e função, mas podemos estratificá-lo da seguinte forma:

Tecido conjuntivo propriamente dito[editar | editar código-fonte]

Denso não modelado

Denso modelado

No tecido frouxo temos fibras menos calibrosas e mais espaçadas com maior quantidade de substância fundamental amorfa. O denso não modelado exibe as fibras mais grossas e dispostas em orientações diferentes, já o tecido conjuntivo denso modelado, característico de tendões e ligamentos, apresenta as fibras alinhadas em uma mesma direção, conferindo altíssima resistência.

Lâmina 1 - Pele de humano – HE – 20x[editar | editar código-fonte]

Pele de humano – HE – 40x- Legenda:1.Tecido epitelial estratificado pavimentoso queratinizado 2.Tecido conjuntivo frouxo 3.Tecido conjuntivo denso 4.Glândula sebácea – exócrina 5.Fibra colágena tipo I espessa 6.Vaso sanguíneo

Lãmina 2- Pele de humano – HE – 100x[editar | editar código-fonte]

Pele de humano – HE – 100x- Legenda:1.Epiderme 1.1. Estrato basal 2.Tecido conjuntivo frouxo 3.Tecido conjuntivo denso 4.Fibra colágena tipo I 5.Vaso sanguíneo

Lâmina 3-Pele de humano – HE – 400x[editar | editar código-fonte]

Pele de humano nº 14 – HE – 400x- Legenda:1.Tecido epitelial pavimentoso estratificado queratinizado 2.Tecido conjuntivo frouxo 3.Tecido conjuntivo denso 4.Célula epitelial cuboide 5.Fibroblasto 6.Fibra colágena tipo I

Tecido Conjuntivo de Suporte[editar | editar código-fonte]

Cartilaginoso[editar | editar código-fonte]

As principais células da cartilagem são os condrócitos e condroblastos. O crescimento da cartilagem dar-se de duas formas: intersticial e aposicional. Uma estrutura peculiar deste tecido é o pericôndrio, responsável pela renovação e pelo crescimento aposicional realizado pela diferenciação de células em condroblastos.

A cartilagem pode ser classificada em: cartilagem hialina; cartilagem elástica e fibrocartilagem. A cartilagem hialina possui cor azulada, com condrócitos envoltos por matriz extracelular rica em proteoglicanos e colágeno tipo II sendo esta a mais difundida no corpo. A fibrocartilagem é geralmente branca e marcada por resistentes feixes de colágeno com menor quantidade de substancia amorfa, uma característica importante é a ausência de pericôndrio, tendo papel de resistência, ligação entre tendão e osso e ancoramento do menisco. A cartilagem elástica é geralmente amarelada com a matriz entrecruzada por muitas fibras elásticas, possuindo pericôndrio, ela compõe o pavilhão auditivo, nariz, epiglote e tuba auditiva.

Traqueia[editar | editar código-fonte]

Lâmina 1 - Traqueia – HE – 20x[editar | editar código-fonte]
Traqueia – HE – 20x- Legenda:1.Pericôndrio 2.Cartilagem hialina 3.Matriz extracelular 4.Tecido conjuntivo denso 5.Matriz territorial
Lâmina 2 - Traqueia – HE – 40x[editar | editar código-fonte]
Traqueia – HE – 40x- Legenda:1.Pericôndrio 2.Matriz extracelular 3.Matriz territorial 4.Condrócitos 5.Grupo isógeno 6.Tecido conjuntivo denso modelado 7.Fibroblastos 8.Condroblasto
Lâmina 3 - Traqueia – HE – 100x[editar | editar código-fonte]
Traqueia – HE – 100xLegenda:1.Matriz territorial2.Grupos isógenos3.Pericôndrio4.Condroblastos5.Condrócitos maduros6.Matriz extracelular
Lâmina 4 - Traqueia – HE – 400x[editar | editar código-fonte]
Traqueia – HE – 400x- Legenda:1.Matriz territorial 2.Matriz extracelular 3.Condrócito maduro. 4.Núcleo celular 5.Lacuna.
Lâmina 5 - Traqueia – HE – 400x[editar | editar código-fonte]
Traqueia – HE – 400x- Legenda:1.Fibroblasto 2.Condrócito 3.Condroblasto 4.Célula Condrogênica 5.Matriz extracelular 6.Conjuntivo denso modelado (camada externa) 7.Grupo isógeno 8.Matriz territorial 9.Pericôndrio (camada interna)

Joelho[editar | editar código-fonte]

Lâmina 1 - Joelho de rato – HE – 20x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 20x- Legenda:1.Cartilagem articular 2.Trabécula óssea 3.Medula óssea 4.Disco epifisário 5.Espículas ósseas 6.Menisco 7.Capsula articular 8.Cartilagem fibrosa
Lâmina 2 - Joelho de rato – HE – 40x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 40x- Legenda:1.Disco epifisário 2.Cartilagem articular 3.Meniscos 4.Trabéculas ósseas 5.Medula óssea 6.Espículas ósseas.
Lâmina 3 - Joelho de rato – HE – 100x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 100xLegenda:1.Menisco 2.Condrócitos 3.Grupo isógeno 4.Superfície articular 4.1 zona superficial 4.2 zona intermediaria 4.3 zona profunda 4.4 zona calcificada 5.Trabécula óssea 6.Medula óssea
Lâmina 4 - Joelho de rato – HE – 100x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 100x- Legenda:1.Superfície articular 1.1 zona superficial 1.2 zona intermediaria 1.3 zona profunda 1.4 zona calcificada 2. Trabécula óssea 3. Medula óssea
Lâmina 5 - Joelho de rato – HE – 400x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 400x- Legenda:1.Disco epifisário 2.Ponto em união 3.Cartilagem articular 4.Capsula articular (fibrocartilagem)5.Camada muscular 6.Trabécula óssea 7.Medula óssea 8.Grupo isógeno
Lâmina 6 - Joelho de rato – HE – 1000x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Condrócitos 2.Grupo isógeno 3.Matriz territorial 4.Matriz inter-territorial
Lâmina 7 - Joelho de rato – HE – 100x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 100x- Legenda:1.Disco epifisário 1.1 zona de repouso ou reserva 1.2 zona de proliferação 1.3 zona de hipertrofia 1.4 zona de calcificação 1.5 zona de ossificação 2. Condrócito 3. Grupo isógeno 4. Espícula óssea 5. Trabécula óssea 6. Medula óssea 7. Vaso sanguíneo
Lâmina 8 - Joelho de rato – HE – 1000x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Zona de repouso 2.Condrócitos 3.Medula óssea 4.Trabécula óssea 5.Grupo isógeno .Matriz extracelular
Lâmina 9 - Joelho de rato – HE – 20x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Zona de proliferação 2.Condrócito 3.Grupo isógeno 4.Matriz extracelular
Lâmina 10 - Joelho de rato – HE – 1000x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Condrócito maduro 2.Condrócito hipertrofiado 3.Grupo isógeno 4.Matriz extracelular
Lâmina 11 - Joelho de rato – HE – 1000x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Condrócito hipertrofiado 2.Condrócito em apoptose 3.Zona de calcificação 4.Matriz cartilaginosa calcificando 5.Zona de ossificação
Lâmina 12 - Joelho de rato – HE – 1000x[editar | editar código-fonte]
Joelho de rato – HE – 1000x- Legenda:1.Zona de calcificação 2.Zona de ossificação 3.Condrócitos apoptóticos 4.Medula óssea dentro da lacuna 5.Espículas ósseas

Ósseo[editar | editar código-fonte]

O tecido ósseo que constitui o esqueleto humano exerce varias funções: Suporte de estruturas maiores, proteção de órgãos e sistemas e serve de apoio e alavanca para músculos. Também formado basicamente por células e matriz extracelular.

Os principais tipos celulares são: osteoblasto, osteócito e osteoclasto. O osteoblasto tem como função principal sintetizar matriz extracelular orgânica e é encontrada na parte superficial do osso. Os osteócitos são derivados dos osteoblastos, pois foram circundados pela própria matriz, essas células estão dentro de lacunas agrupadas em lamelas circulares entorno de um canal de Harvers e não perdem sua função metabólica e mantém prolongamentos, chamados canalículos para fazer a difusão nutricional. O osteoclasto é uma célula multinucleada, cujo papel é o de reabsorção óssea.

A matriz extracelular é dividida em orgânica e inorgânica. A orgânica é composta por colágeno tipo I e macromoléculas como proteoglicanos e glicosaminoglicanos. A matriz celular inorgânica é rica em íons fosfato e de cálcio formando os cristais e hidroxiapatita. Essa associação confere ao tecido ósseo resistência e dureza.

Tecido conjuntivo de propriedades especiais[editar | editar código-fonte]

Adiposo[editar | editar código-fonte]

O tecido adiposo tem a função de estoque energético. Esse é dividido em tecido adiposo unilocular, formado de adipócitos com núcleo periférico, com depósito de lipídios intracelular em uma única vesícula no citoplasma. Esse tecido adiposo amarelo está presente em toda a fase adulta e infantil do ser humano. O tecido adiposo multilocular é composto por adipócitos com várias vesículas de gordura, tem uma coloração macroscópica marrom ou parda devido a abundante irrigação e a grande quantidade de mitocôndrias presentes nos adipócitos. Esse tecido ocorre de forma bastante limitada em recém-nascidos e extremamente reduzida em adultos.

Tecido adiposo unilocular[editar | editar código-fonte]

Lâmina 1 - Pele de humano – HE – 100x[editar | editar código-fonte]

1.Adipócito unilocular 2.Vaso sanguíneo 3.Tecido conjuntivo frouxo 4.Vênula 5.Arteríola (Corte transversal)

Lãmina 2 -Pele de humano – HE – 400x[editar | editar código-fonte]

1.Adipócito 2.Núcleo do adipócito 3.Tecido conjuntivo frouxo 4.Vênula 5.Hemácias

Mucoso[editar | editar código-fonte]

O Tecido mucoso é um tecido conjuntivo no qual predomina amplamente hialuronato sobre outras moléculas da matriz com poucas fibras. Um componente importante da matriz extracelular fundamental é a molécula hialuronato, que gera uma retenção de grande quantidade de água neste tecido. O tecido mucoso é encontrado no cordão umbilical e na polpa dental. O cordão umbilical deve ao hialuronato sua consistência mole e ao mesmo tempo elástica.

Hematopoiético[editar | editar código-fonte]

O sangue humano é composto por: plasma, hemácias, leucócitos e plaquetas. O plasma é uma solução aquosa de substâncias como proteínas, hormônios, gases,nutrientes, sais e excreções, e sua função é transportar tais substâncias por todo o corpo, o que possibilita às células receber o nutriente necessário ao metabolismo e expulsar metabólitos tóxicos.

Elástico[editar | editar código-fonte]

O tecido elástico é encontrado no ligamento suspensor do pênis, em um dos tipos de ligamentos intervertebrais e em alguns dos ligamentos das cartilagens da laringe. Alguns autores classificam de tecido elástico a parede de artérias de grande calibre, ricas em lâminas de material elástico, como ocorre na aorta. É formado por grossas fibras elásticas que confere alta flexibilidade e a cor amarelada.