Temperaturas Paulistanas/Planejamento/Consolação/Turma A

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sobre a Consolação[editar | editar código-fonte]

O distrito da Consolação é dividido em quatro bairros, sendo estes: Consolação, Higienópolis, Vila Buarque e Pacaembu. Tem um dos maiores IDH da cidade, de 0,950, que faz da região uma das mais desenvolvidas da cidade de São Paulo. Além disso, no distrito, parte da subprefeitura da Sé, se concentram grupos de setores censitários com pouca ou nenhuma privação.

O distrito, que abriga diversos bairros nobres, também conta com a presença de alguns campi de universidades, como o da Fundação Armando Alvares Penteado, Universidade Presbiteriana Mackenzie, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, entre outras. Além disso, o distrito também é casa de dois dos mais conhecidos cemitérios de São Paulo: o cemitério da Consolação e o do Araçá.

Os cemitérios, especialmente o da Consolação, acomodam os restos mortais de alguns personagens históricos importantes e também celebridades. A necrópole municipal da Consolação é uma das mais antigas da cidade, inaugurada em 1858, enquanto a de Araçá é caracterizada especialmente por alguns mausoléus de famílias com alto poder aquisitivo.

Foi na Rua da Consolação, que dá nome ao distrito e um de seus bairros, que se desenvolveu o bairro. Era conhecida, antigamente, pelo nome de Caminho de Pinheiros e se ligava com a estrada em direção à Sorocaba. Desde 1960 é uma das mais importantes vias de São Paulo, e hoje abriga um grande número de lojas de lustres e luminárias.

Já o bairro de Higienópolis fazia parte da sesmaria do Pacaembu e contava com uma larga área de chácaras que seriam posteriormente loteadas. O bairro seguiu um modelo higienista do século XIX na sua formação, e foi um representante da modernização urbana para a capital. Ruas largas, grandes lotes, canalização de águas e acesso a energia, além da grande inspiração em construções europeias caracterizam o bairro nobre.

A Vila Buarque se formou com o loteamento da chácara do Arouche. Já estava quase plenamente ocupado por volta de 1905, apenas vinte anos depois do loteamento. Chama a atenção, também, as diversas construções e bens tombados na área. Uma característica do bairro está centrada na referência médica, devido a presença de um grande hospital, a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, e uma escola de medicina, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; além de prédios antigos que compõem um cenário histórico ao local.

O Pacaembu, como citado anteriormente, foi historicamente construído a partir de uma área de chácaras a ser loteadas. O projeto de construção fora ordenado pela Companhia City de São Paulo entre os anos de 1915 e 1919 inspirado nas cidades-jardim de Letchworth e Welwyn na Inglaterra e foi se desenvolvendo a partir da necessidade que diversos arquitetos e construtores como Ricardo Severo e Arnaldo Villares sentiram para com as melhorias do bairro. Construído em um terreno acentuado, o Pacaembu hoje conta com ruas arborizadas e espaçadas.

De um ponto de vista de um morador da região, o distrito da Consolação é caracterizado por ser tranquilo e sem muitos problemas, apesar do rápido desenvolvimento urbano na região estar modificando radicalmente certos aspectos no bairro, como a poluição sonora e um aumento no constante fluxo de pessoas. Pontos como a Rua Augusta e a Caixa Belas Artes na Consolação; o Shopping Higienópolis e a Praça Vila Boim em Higienópolis; a Rua Canuto do Val e o Teatro Paiol na Vila Buarque; o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho e o Museu do Futebol no Pacaembu são locais movimentados que servem como principal forma de lazer na região.

Apesar do alto índice de desenvolvimento humano, o distrito da Consolação abriga 3,7% dos moradores de rua da capital, segundo o censo de 2011 pela Prefeitura do Município de São Paulo, colocando-o como o 6º distrito com maior número de moradores de rua. Também é importante citar alguns dados registrados pelo 4º Distrito Policial, localizado no bairro da Consolação: só no primeiro semestre de 2016 já foram registrados, neste DP, mais de 3 mil casos de roubos e furtos.

Chamam a atenção alguns eventos recentes no distrito, como o término da ciclovia da Rua da Consolação, que se estende por 2,5km entre a Avenida Paulista e a Rua Doutor Bráulio Gomes. Também ganhou reconhecimento o caso ocorrido em Higienópolis, onde um homem se passava por judeu para furtar residências do bairro. As obras da Linha-4 Amarela do metrô também foram retomadas no dia 12 (sexta-feira), após meses de paralisação, e a expectativa é que as estações sejam entregues em 2017.

Questionários e aplicação[editar | editar código-fonte]

Dividimos o grupo em dois trios, e cada um irá cobrir dois bairros do distrito. O primeiro grupo aplicará o questionário em Higienópolis e Pacaembu, enquanto o segundo aplicará o questionário nos bairros da Consolação e Vila Buarque. Para cada bairro, tentamos focar em lugares frequentados por moradores ou trabalhadores da região.

  • Consolação: os questionários serão aplicados nos arredores do Cemitério da Consolação, focando em pequenos comércios do bairro, bares e mercados. O objetivo é nos concentrar em pessoas que sejam residentes do distrito e que dos arredores do cemitério, que tem sido palco de assaltos, afim de tanto confirmar essa informação quando de observar a visão de quem passa frequentemente pelo local. Também serão aplicados questionários na Praça Roosevelt, a fim de diversificar a abrangência da amostra.
  • Higienópolis: os questionários serão aplicados na Praça Buenos Aires. A praça é frequentada por moradores do bairro nobre, e será nosso enfoque especialmente por conta da recepção do questionário. O grupo acredita que será mais fácil abordar os moradores em um lugar publico e frequentado.
  • Pacaembu: a Praça Charles Miller será o enfoque do questionário, já que é possível encontrar residentes que estão se exercitando ou em passeio. Também, assim como no bairro da Consolação, abrangeremos pequenos comércios, como padarias, bares e mercados, a fim de conseguir uma amostra que represente os moradores, que muitas vezes recorrem a esses comércios locais.
  • Vila Buarque: os questionários da Vila Buarque serão aplicados seguindo a estratégia usada nos bairros da Consolação e Pacaembu. Além disso, pretendemos aplicar os questionários no SESC Consolação, onde é possível encontrar famílias locais.

Cronograma e tarefas[editar | editar código-fonte]

Para a melhor divisão de tarefas e organização o grupo, composto de cinco membros, se dividiu em dois. Cada grupo terá como foco dois bairros específicos do distrito, aonde aplicarão os questionários, a fim de abranger todas as áreas na realização do trabalho. Mas para que ambos os grupos se monitorem e opinem sobre o trabalho, será criado um documento compartilhado, além de pequenas reuniões semanais para que se acompanhe o andamento do projeto. As entrevistas de profundidade também serão feitas com todas as alunas presentes.

O primeiro é composto por Ana Maria Barros e Marcela Schiavon. As alunas ficaram responsáveis por ir até os bairros de Higienópolis e Pacaembu no dia 20/08, à tarde, a fim de aplicarem o questionário nas regiões previamente citadas. Voltarão ao local em outros finais de semana e entrevistarão o personagem que mais acharem interessante (tendo em vista o tema da grande reportagem). Isabela será a responsável do grupo pelas fotos deste grupo (tiragem, durante a aplicação de questionários, visitas e entrevistas, e edição das imagens de ambos os grupos). Ana Maria será a responsável pelo texto deste grupo e edição do áudio dos dois grupos. Marcela ficará responsável pelos áudios das entrevistas, vídeos e edição dos vídeos dos dois grupos.

O segundo, composto por Gabriella Lima, In Young Park e Vitória Amá, irá até o local dia 20/08, pela manhã, a fim de aplicarem o questionário. Voltarão ao local em dias da semana e entrevistarão o personagem que mais acharem interessante (tendo em vista o nosso tema da grande reportagem). In será a responsável do grupo pelas fotos e vídeo (tiragem e gravação). Gabriella, pela escrita do texto. Vitória ficará responsável pelo áudio, além da junção dos textos e edição da grande reportagem. As duas últimas irão revisar o trabalho.

Pré-roteiro e temas[editar | editar código-fonte]

O grande tema com o qual queremos trabalhar nesse projeto é a diversidade que existe nos bairros de alto poder aquisitivo. Para tanto, pretendemos explorar a questão da segurança, com enfoque no grande número de furtos e roubos recorrentes da região e moradores de rua da região. Através do questionário também tentaremos buscar outras informações sobrea área, para que a reportagem fique mais rica.

A partir desses temas, pretendemos observar as diferenças, perante um mesmo tema, do discurso e construção de pensamento de pessoas de camadas sociais distintas. Alguns outros assuntos como a instalação de novos meios de transporte (ciclovia, faixa exclusiva de ônibus e a construção de novas estações de metrô) também serão estudados no questionário e em entrevistas.

Referências[editar | editar código-fonte]

Resultado dos questionários[editar | editar código-fonte]

Tabelas e gráficos com o resultado da aplicação dos questionários no distrito da consolação no dia 20 de agosto de 2016.

Tentamos converter e publicar o arquivo em imagens mas não conseguimos. Por isso, estamos colocando todas as informações pelo Google Drive.

Tabelas e gráficos dos resultados do questionário

Áudios brutos das entrevistas[editar | editar código-fonte]

Link do drive para acessar: Áudios brutos