Wikipédia, a enciclopédia improvável

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Neste par de aulas buscaremos nos familiarizar com dois movimentos fortemente baseados na Internet, a Wikipédia e o Software Livre. Eles são os exemplos máximos da produção colaborativa baseada em compartilhamento na Internet, não apenas por serem pioneiros e pelas dimensões que adquiriram, mas por serem simples o bastante para extrair-lhes as características que promovem sua eficiência.

Na aula introdutória, quando discutiu-se o funcionamento da Internet, destacou-se que ela é um ambiente informacional onde pode-se experimentar regras para a manipulação da informação. Aqui, buscaremos expôr nas quatro camadas da Internet a importância para esses movimentos de regras desenhadas especificamente para promover colaboração.

Há vários motivos para adotar a Wikipédia como o exemplo fundamental para compreender a colaboração baseada em compartilhamento. Ao lado de seu sucesso e dimensão, ela é tão simples, em todos os níveis, que se pode destilar seus elementos e analisar a interação entre eles.

O primeiro fator de simplicidade é o produto dessa colaboração ser uniforme: artigos enciclopédicos. O segundo é que a produção dessa enciclopédia ocorre quase que puramente fora de mercados, através de uma diversidade de motivações sociais. A própria infra-estrutura física do projeto é mantida através de doações de indivíduos. Terceiro, a ferramenta de colaboração é única, a wiki, onde estão codificadas todas as regras da camada lógica.

Princípios[editar | editar código-fonte]

A wikipédia é construída sobre cinco pilares - recomenda-se ler Cinco pilares - e um bordão: a enciclopédia livre que todos podem editar. Ela organiza-se em torno de idiomas, com a comunidade de cada idioma regendo coletivamente as demais políticas específicas à enciclopédia em cada língua. Não se aplica o conceito de nacionalidade, qualquer ser humano é livre para contribuir desde que saiba expressar-se naquela língua. E, ao contrário do que muitos acreditam, também não se aplica a idéia de democracia, ou qualquer outra metáfora política: a Wikipédia é organizada em torno de consenso. Recomenda-se ler Consenso e O que Wikipedia não é.

Esses pilares e políticas refletem-se nas regras que discutiremos abaixo.

Regras e camadas[editar | editar código-fonte]

Na camada física, a Wikipédia mantém-se através de uma fundação, a Wikimedia Foundation. A fundação busca se estruturar de forma transparente, participativa e integrada às comunidades de contribuidores dos vários projetos que provê, dentre os quais está a enciclopédia. Na prática, ela gerencia a infra-estrutura técnica e as marcas que os projetos tornaram bem reputadas, não interferindo de qualquer maneira nos mesmos. Mas recentemente passou a financiar também iniciativas de usabilidade e planejamento dos projetos. Sua equipe é enxuta, tendo sido nenhuma por muitos anos e crescido de 8 para em torno de 30 funcionários apenas recentemente para organizar as iniciativas citadas, e sua receita é obtida majoritariamente de doações individuais. Vem também obtendo recursos através de parcerias no uso das marcas, mas outra regra a destacar aqui é a estrita não admissão de propaganda nos projetos.

Na camada lógica, a Wikipédia é regulada pelo software wiki MediaWiki, um software livre produzido em parceria entre a fundação e uma comunidade de desenvolvedores. É esse software que codifica as principais regras que facilitam a colaboração, como discutiremos mais adiante.

Na camada simbólica, é obrigatório o uso de uma licença livre em todas as contribuições, atualmente a licença Creative Commons Atribuição-Compartilhamento pela mesma licença - recomendada a leitura de ambas as ligações. Com isso, regula-se tanto o que pode e não pode ser contribuido, como o que pode ser feito da obra resultante. Pela dinâmica dessa licença, o conteúdo da Wikipédia forma um ambiente informacional aberto na camada simbólica, algo imperativo para viabilizar a produção colaborativa de conhecimento.

A liberdade instalada nas camadas lógica e simbólica, além de importantes para a finalidade humanitária e instrumentais no desenvolvimento do projeto, tem ainda seu papel na relação de confiança entre a fundação e os contribuidores. Numa situação limite, essas liberdades concretizam a possibilidade de a comunidade criar uma nova enciclopédia wiki independente da fundação, partindo do ponto onde a Wikipédia encontra-se e com as mesmas funcionalidades.

Por fim, na camada humana estão os contribuidores, as políticas e recomendações que criaram, seu manejo dinâmico da confiança e hierarquia burocrática, assim como inúmeros ensaios e discussões que ocupam o espaço das páginas de projeto (domínio Wikipedia) e discussão (domínio Discussão).

Qualidade, utilidade e revisão por pares[editar | editar código-fonte]

Para constatar a utilidade da Wikipédia, basta contarmos as centenas de milhões de acessos mensais das mais diversas regiões do globo e grupos sociais. Sua utilidade, como qualquer enciclopédia, advém da abrangência, organização e qualidade do material ali disponível. Ainda assim, questiona-se, por bem, a confiabilidade das informações ali dispostas. Com seu uso massificado, preocupa o que as pessoas lêem ali, mas também como entendem aquilo.

Para utilizar adequadamente uma informação, devemos compreender seu conteúdo e avaliar sua credibilidade. Para essa segunda tarefa, além de contrastar o próprio conteúdo com outras informações de que dispomos, consideramos também o processo que lhe deu origem. Mas os leitores da Wikipédia entendem a origem dos conteúdos nela publicados?

Essa preocupação com o processo de produção é compartilhada pela comunidade de contribuidores e apoiadores da enciclopédia, pois somente entendendo a origem das suas qualidades e dificuldades é possível aprimorá-la.

É claro que, de tão diversa sua composição, pode não ser possivel explicar todos os fatores que influem na sua produção, contudo alguns mecanismos dominantes podem ser observados.

Um deles é um processo bem conhecido da produção acadêmica, a revisão por pares. Há porém, na Wikipédia, algumas diferenças importantes.

A revisão por pares científica é uma tarefa de alta complexidade e requer contribuidores especializados com dedicação contínua a um tema. Já a revisão por pares na Wikipédia é em geral uma tarefa de baixa complexidade, que permite contribuidores de qualquer nível tratarem de temas simples ou complexos. Isso é assim pois uma enciclopédia não trata da introdução de novo conhecimento, mas apenas da reprodução de conhecimento já publicado, ou quando muito sua simplificação ou síntese.

Dessa forma, assim como para contribuir, basta que se domine a linguagem de um assunto para poder exercer o papel de revisor. E isso, em grande medida, significa que qualquer leitor é também potencial revisor de um assunto.

Forma-se então um ciclo virtuoso, onde quanto maior a utilidade, e portanto uso, da enciclopédia leva a uma maior participação, e uma maior participação leva a maior qualidade, tanto em volume quanto na revisão dos conteúdos, e uma maior qualidade aumenta sua utilidade.

Pela natureza realimentadora dessa fórmula, a Wikipédia conseguiu crescer estrondosamente sem perder sua tendência de aprimoramento.

Os elementos, processos e princípios que veremos adiante, dentre suas outras finalidades, buscam garantir o bom funcionamento dessa dinâmica de constante adaptação.

Wiki-wiki-do[editar | editar código-fonte]

Ao definir tecnicamente as possibilidades de interação com o total da construção coletiva, o software wiki tem o efeito prático de estabelecer leis invioláveis a que se submetem aqueles que optam por participar. Essas leis, ou mecanismos, podem ser divididas em três categorias, comuns ao falar-se em sistemas de produção, conforme seu efeito mais destacado: arquivamento+acesso, autonomia+comunidade, modularidade+integração. Observe que cada categoria relaciona-se a um par de questões complementares.

Dentro disso, cada mecanismo ou regra frequentemente contribuirá para mais de uma dessas categorias e de forma diversa dependendo da interação com os demais. Ainda assim, apresentaremo-los divididos para dar ênfase ao significado delas, destacando o efeito conjunto, emergente, dos mecanismos em ação numa wiki. Deixamos ao leitor refletir sobre onde os mecanismos atravessam o escopo de cada categoria indicada.

Num aparte, o aspecto de inviolabilidade das regras estabelecidas tecnicamente pelo software é uma questão jurídica complexa, relacionada às liberdades fundamentais e direitos civis, e foi tratada com muita clareza no livro Code and Other Laws of Cyberspace.

Aqui, ao falarmos em wikis, supomo-nos no contexto dos projetos Wikimedia, como a Wikipedia e a Wikiversidade. Outros sítios utilizando software wiki podem diferir significativamente em função do seu propósito ou planejamento, mas o foco deste texto será na produção colaborativa baseada em bens compartilhados.

Nesse contexto, curiosamente, tal divisão pode ser mapeada em uma outra, mais utilizada no discurso sobre governança moderna: transparência, participação e descentralização — a essa última chamaremos distribuição. Assim, podemos observar como os mecanismos técnicos incorporam-se aos processos humanos, as políticas e normas, dos projetos Wikimedia.

Transparência (Arquivamento + Acesso)[editar | editar código-fonte]

  1. Todas as ações em uma wiki são permanentemente registradas e publicamente acessíveis, esteja o editor cadastrado ou não. No caso de não cadastrado, o endereço do computador do editor na Internet é registrado. Se você está lendo este material na Wikiversidade, pode ver no menu à esquerda um ligação para Mudanças recentes, onde as últimas alterações em todo o projeto são exibidas, enquanto que no topo da página há uma ligação para Ver histórico, onde as alterações nesta aula desde sua criação podem ser acessadas.
  2. Toda tomada de decisão sobre os processos e políticas do projeto, nas quatro camadas, só é legítima se publicada, discutida e decidida em páginas da wiki específicas para esse fim. Isso expande o domínio da transparência para além das ações sobre a obra sendo produzida, incluindo nele a produção do ambiente normativo da comunidade.

Participação (Autonomia + Comunidade)[editar | editar código-fonte]

  1. Em princípio, todas as páginas do projeto são editáveis por qualquer pessoa, cadastrada ou não. A inexistência de privilégios é a norma. Quando reincidentes intervenções mal intencionadas ou desentendimentos insolúveis prejudicam uma página do projeto, essa pode ser temporariamente protegida de edições não cadastradas ou, em casos extremos, de quaisquer edições.
  2. Para resolver tais divergências, primeiro busca-se um consenso conforme as políticas e pilares do projeto. Pode-se aplicar aí votações exploratórias, já que nem sempre todos os interessados dispoem-se a comentar longamente um assunto. Quando o consenso não parece possível, conduz-se então uma votação formal. Nesses casos, o direito a voto é obtido de forma automática a partir de um número mínimo de dias de existência do cadastro do usuário, mais um número mínimo de edições no projeto. Quer-se, com isso, dificultar a criação de cadastros falsos para fraudar votações e filtrar opiniões inexperientes.
  3. A fim de executar o resultado de votações, os bloqueios e também a eliminação de páginas inapropriadas, entre outras tarefas, existem cargos como os chamados administradores. Estes são operadores das decisões que a comunidade toma seguindo as políticas do projeto. Há também verificadores e burocratas, que tem funções menos evidentes, ligadas à verificação de fraudes e execução de nomeações. Esses cargos são nomeados por consenso da comunidade e não desfrutam de nenhuma autoridade particular. Apenas são-lhes habilitados os meios técnicos para executar tarefas que dependem de uma decisão coletiva. Suas ações, administrativas ou não, permanecem sob o grau de transparência comum a todos. Sua nomeação dá-se a qualquer momento e por sugestão de qualquer um, desde que haja concordância geral após escrutínio público, assim como a desnomeação também pode ser proposta a qualquer hora, por quem quer que veja motivos para disputar o entendimento anterior.
  4. Da mesma forma, as políticas do projeto encontram-se em constante evolução, dentro dos escopo dos pilares, através de propostas apresentadas por quaisquer editores na página de comunicação sobre o projeto, chamada Esplanada.

Distribuição (Modularidade + Integração)[editar | editar código-fonte]

  1. O software wiki tem mecanismos para permitir que as tarefas sejam executadas e os problemas tratados a nível local. O mecanismo mais evidente é a página de Discussão, que existe associada a cada página de artigo com uma ligação no seu topo, como pode ser visto nesta aula se estiver lendo pela Wikiversidade.
  2. Outro mecanismo, que permite organizar o trabalho em múltiplas escalas, é a categorização de assuntos. Esse mecanismo serve também para permitir usuários mais vigilantes acompanharem mudanças em grupos de artigos que compartilhem um tema de seu interesse.
  3. No nível individual, esse acompanhamento também pode se dar pelo recurso das Páginas Vigiadas, uma lista que o usuário pode criar, para visualizar a evolução de artigos que especificamente lhe interessam.
  4. Já internamente ao processo de edição dos artigos, também é variável a amplitude das contribuições, permitindo ao usuário alterar uma vírgula com a mesma naturalidade com que se acrescenta uma nova seção ou mesmo um artigo.

Motivação[editar | editar código-fonte]

Talvez o fato mais incrível sobre a Wikipédia, até mais que sua capacidade de organização sem hierarquias de autoridade, é a motivação dos seus contribuidores. A enciclopédia livre é de fato muito mais que um projeto de produção colaborativa sobre bens compartilhados. Ela é um projeto de produção social.

Uma produção é social na medida em que transcorre fora de mercados. Isto é, as pessoas colaborando não esperam nenhuma forma de remuneração direta pelo que fazem. Vejam que essa é uma definição na negativa, isto é, ela diz apenas o que as motivações não são. Mas quais e quão fortes são as motivações?

O que se verifica é que as motivações por trás das contribuições são tão diversas quanto estas, e múltiplas em cada indivíduo no qual também evoluem, além de ocupar diversos níveis de dedicação. Essa diversidade, em toda sua abrangência, é profundamente consequente, pois integra-se funcionalmente com as três categorias de regras da wiki.

Dela deriva a importância dos projetos serem modulares, acolhendo contribuições desde apaixonadas a acidentais, desde as mais específicas de um assunto às mais abrangentes na organização do todo. A importância da autonomia, pois cada indivíduo envolve-se da maneira e o montante que lhe interessa no momento, sem depender de intermediações. E por sua vez, a importância da transparência, ligada ao uso de licenças livres, no que ambos conferem credibilidade prática aos demais mecanismos e associam o projeto a um propósito humanitário maior.

A combinação de volume e diversidade de motivações, convertidos em ações num integrador projetado para acomodar ambos, incrementando um objeto compartilhado, formando uma comunidade gerida para valorizar cada contribuidor e promover um propósito, realimentando as motivações. Através dessa dinâmica, a Wikipédia provou possível a produção social e eficiente de uma tarefa tanto complexa quanto extensa.

Identidade coletiva[editar | editar código-fonte]

Talvez tão notável quanto as motivações, seja a natureza de identidade do movimento, das características que determinam o pertencimento e substanciam a confiança mútua. Como comentado, as motivações, os interesses, as origens e as características demográficas de seus contribuidores são inúmeras e distintas. Ainda assim, juntos formam uma comunidade. Qual então o sentido de identificação a organizar esse comum?

Dessa reflexão depreende-se um dos fatos mais fundamentais dessas revoluções recombinantes: a transição da identidade formulada sobre a condição para uma formulada no processo. Não coincidentemente, é do processo que viemos falando nas seções anteriores, e é com relação a esse processo que se encontra a relação de identidade que define a comunidade Wikipedista. Não em qualquer característica dos atores, nem do seu produto.

Não é sem precedentes essa atitude, afinal de contas, a comunidade científica, e também a comunidade jurídica, são projetos onde o processo gera identidade, além de nalguns experimentos políticos, mas a produção desse fenômeno em escala planetária com atores voluntários pode muito bem ser inédita. De toda forma, essa fundamentação da identidade no processo colaborativo vem contribuir substancialmente para sustentar as comunidades a partir de um sentido de pertencimento que gera comprometimento e responsabilidade na sua organização e com a forma dela.

Enciclopedismo[editar | editar código-fonte]

Há ainda alguns aspectos da Wikipédia que, apesar de não serem necessários para seu funcionamento como processo colaborativo, são decisivos para que a obra resultante seja uma enciclopédia e de qualidade. São aspectos que variam entre os projetos Wikimedia, definindo seus diferentes objetivos. Aqui abordaremos apenas a Wikipédia.

A primeira regra direcionadora da enciclopédia gere a validade das informações, ligado à verificabilidade enciclopédica. Contribuições devem ser pautadas em referências de fontes já reconhecidas pela sociedade, isentando os contribuidores de gerir a reputação dos fatos.

A segunda regra é a unicidade dos artigos, ligada à imparcialidade enciclopédica. Por só permitir-se um artigo para cada tema, as diversas opiniões e motivações são levadas a defrontar-se e engajar em diálogo para atingir um consenso. A abordagem pela neutralidade é importante, pois ao invés de tentar-se atingir uma versão única dos fatos - o que frequentemente não seria possível - propõe-se apresentar todas as versões e as críticas que existem entre si, dando destaque de acordo com a relevância que cada ponto de vista já possui na sociedade conforme a primeira regra.

Essas duas diretrizes representam a posição da Wikipédia como fonte terciária de informação. Ela busca aproveitar e representar ao máximo o que a sociedade já processou em termos da veracidade e relevância dos fatos, isentando-se de tomar parte ativa em filtrar ou validar pontos de vista.

Evidentemente que há um viés nesse processo, tanto pelo perfil de participantes quanto por um refluxo de representação, uma vez que a popularidade da enciclopédia passa a compôr a pauta da sociedade que a pauta. Mas assim ocorre em toda construção humana, e o principal remediador é a própria abertura da wikipédia, que permite a qualquer um apontar quando considera esse viés prejudicial e ativamente participar do seu aperfeiçoamento.

Do ponto de vista das motivações, a diversidade dos contribuidores tem o papel de garantir que haja uma correspondência entre a abrangência das contribuições e a abrangência de temas cobertos por uma enciclopédia, além de, em cada tema, os pontos de vista relevantes. Ocorre aí uma cadeia positiva, pois quanto mais relevante o tema maior o número de interessados e sua diversidade, portanto melhor as chances do artigo ter sua qualidade aprimorada.

Outras dificuldades enfrentadas são o vandalismo, a propaganda e más intenções. Não são incomuns edições feitas por pessoas cuja finalidade é abusar da enciclopédia, seja por prazer sádico ou para seu benefício pessoal. O que impede que esses acabem por degradar a enciclopédia é a própria vigilância dos contribuidores, facilitada pelos mecanismos descritos anteriormente.

Enquanto fala-se muito da confiabilidade ou inconfiabilidade dos artigos, não há um grande segredo no funcionamento da Wikipédia. O segredo está na proposta de relação com o conhecimento que ela oferece à sociedade: um conhecimento crítico, transparente e participativo, onde confiança represente uma atitude de cada pessoa em observar as fontes e a coerência da informação, aprendendo a pensar por si mesma e em conjunto com outras, a juntas questionarem e aprofundarem-se quando necessário. Abandonando assim o uso indiscriminado de confiança como uma propriedade de autoridades ou instituições a quem se entrega permanentemente essas responsabilidades.

E como todo bom segredo, ele é guardado à vista de todos, pois essa não é mais que a atitude motriz do funcionamento da ciência há séculos. Na aula Raízes do conhecimento: ciência e educação abertas abordaremos novamente esse conceito.

Desafios de conteúdo e governança[editar | editar código-fonte]

Apesar do seu sucesso, há muitas questões em abertos sobre o funcionamento e alcance da Wikipédia. Três problemas que merecem destaque são:

  • Viés demográfico — como apenas uma parcela da população escreve artigos, há o risco de pontos de vista serem privilegiados pela composição desta. Para evitar essas situações, necessita-se consciência e constante atenção. Mas, mais do que isso, requer expandir a abrangência demográfica e o número de contribuidores.
  • Renovação dos editores — a maioria dos editores permanecem ativos por um período, depois diminuem seu ritmo ou aposentam-se, gerando uma necessidade de constante renovação dos quadros que envolve tanto atrair novos editores como evitar afugentá-los. Torna-se um desafio suprir essa necessidade pela dimensão já grandiosa do projeto, o interesse de preservar o que já foi contribuído e regras que se multiplicaram, somados a fatores externos.
  • Conhecimentos orais — parte significativa do conhecimento da humanidade não está codificado de forma escrita, ou em fonte fiável, opondo o interesse do projeto em compartilhar a totalidade do conhecimento à sua necessidade de basear-se nessas fontes. Isso é particularmente grave com relação ao registro dos conhecimentos, história e costumes de populações nativas, minoritárias ou marginalizadas, assim como no desenvolvimento de Wikipédias em línguas sem uso acadêmico ou jornalístico.

A família de projetos Wikimedia[editar | editar código-fonte]

Há algo de revelador em estudar o funcionamento dos demais projetos mantidos pela Fundação Wikimedia. Em conjunto, eles fornecem uma base comum para contrastar seus funcionamentos, objetivos e avanços. Ainda que suas substanciais diferenças não permitam comparações diretas, é o mais próximo de um experimento controlado que se pode esperar.

Alguns atingiram a maturidade e tem participação expressiva, com ao menos uma língua com mais de 100.000 páginas:

  • Wikimedia Commons: o repositório central de imagens sob licença livre para serem utilizadas em todos os projetos
  • Wikcionário: um dicionário para todas as línguas e entre elas
  • Wikisources: um espaço para transcrições e traduções de livros em domínio público ou com licenças livres
  • Wikispecies: um catálogo de espécies conhecidas pela biologia

Outros já caminham e tem uma pequena comunidade em torno de si, mas ainda não deslancharam:

  • Wikibooks: um espaço para manuais e livros texto sobre qualquer assunto
  • Wikinews: uma central de notícias colaborativas
  • Wikiquote: uma coletânea de citações famosas
  • Wikiversidade: uma universidade virtual, com aulas para todos os níveis de escolaridade e espaço para pesquisa

O interessante nessa lista é perceber que há uma relação entre sucesso e as características discutidas no contexto da Wikipédia. Entre os diferentes projetos, somente a integração pouco varia, por ser tão intrínsica ao software e à gestão numa wiki. Já quanto à autonomia, apesar da abertura proporcionada pelo software, pode haver uma barreira de competência: contribuir para um artigo enciclopédico não exige habilidade específica, enquanto organizar uma aula ou um manual sobre determinado assunto requer algum preparo e experiência. Da mesma forma, a dificuldade em modularizar as tarefas propostas também contribui para o crescimento lento de alguns projetos, pois um curso ou livro texto requer certa coesão do todo para fins didáticos, que não é necessária nos projetos do primeiro grupo. E por fim, a falta de motivação talvez explique as poucas contribuições de citações e notícias, uma vez que o primeiro parece um passatempo exótico e o segundo sofre concorrência direta dos blogs e portais.

Esses projetos do segundo grupo talvez tornem-se mais relevantes quando associados a contextos não sociais onde reúnam-se os mínimos incentivos adicionais necessários para superar as barreiras. Isto é, se deixarem de depender exclusivamente da produção social enquanto continuam a se beneficiar da dinâmica colaborativa baseada em compartilhamento. Esse modelo misto, como veremos na próxima seção, vem sendo aplicado com enorme sucesso na produção de Software Livre.