2.1 A Valorização Marginal

Fonte: Wikiversidade

Regressar à disciplina Introdução à Microeconomia

Regressar ao Capítulo 2: Procura e Oferta


Da mesma forma como no capítulo anterior trabalhámos sempre com o mesmo exemplo (Ilha Selvagem e a Ilha Tórrida), vamos agora introduzir um novo exemplo para nos ajudar a compreender os conceitos destes novo capítulo.

Considere o seguinte:

O Sr. Silva vai de manhã a uma pastelaria comprar um bolo para o seu pequeno-almoço. O preço dos bolos é de 1€.

Este exemplo envolverá um raciocínio semelhante ao que utilizámos com o exemplo a gasolina no capítulo 1.

Como o Sr. Silva está cheio de fome, valoriza o consumo do bolo em 5€. Em relação ao consumo de um segundo bolo valoriza-o em 3€ (pois continua com fome). Continuando este raciocínio chegamos ao ponto em que valoriza o consumo de um terceiro bolo em apenas 2€, o quarto em 0,5€ e os seguintes em 0€ (pois mesmo que lhe fossem oferecidos o Sr. Silva não consumiria os bolos pois já estava satisfeito). Esta lógica reflecte a valorização total que o sr. Silva faz do bem e que é representada pelo gráfico seguinte.


Valorização total.png


O Gráfico representa as valorizações totais. Ou seja o valor máximo que o Sr. Silva está disposto a pagar para consumir as diferentes unidades de bolos.

Este exemplo permite concluir que, há medida que aumenta a disponibilidade de um bem, o acréscimo de valor que estamos dispostos a pagar.

Falando em valorizações totais e em "acréscimo de valor", surge inevitavelmente a questão "Quanto estou no máximo disposto a pagar por mais uma unidade do bem?". Os mais perspicazes já perceberam que nos referimos precisamente ao pensamento na margem. Temos por isso que traduzir o gráfico da valorização total para o gráfico da valorização marginal. Este novo gráfico representa precisamente oacréscimo de valor que estamos dispostos a pagar. E o valor máximo dispostos a pagar será a área total debaixo da curva da valorização marginal.


Val marg.png


A área por baixo da curva de valorização marginal corresponde ao excedente bruto do consumidor (V). Se subtrairmos a V o valor efectivamente pago pelo consumidor (D), obtemos o excedente líquido do consumidor (S), que analisaremos no capítulo 3.

É importante compreender que a análise total é substituída em microeconomia pela análise marginal.


Desta secção eis os aspectos importantes a reter:

  • O gráfico da valorização marginal corresponde à derivada do gráfico da valorização total.
  • A curva da valorização marginal corresponde à curva da PROCURA, que analisaremos na próxima secção!


Avançar para a próxima secção: 2.2 A Procura