Cultura brasileira/Roteiro

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os diferentes roteiros culturais abaixo são a base da avaliação da disciplina "Cultura Brasileira" no primeiro semestre de 2019. Tire dúvidas o quanto antes; a responsabilidade pela realização do trabalho é exclusiva do/a estudante.

No blog ou outro repositório de livre que cada estudante deverá manter, é preciso justificar a realização das tarefas propostas.

Afro-brasilidade[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é a infância.

São obrigatórios:

  • Recente: Quando me descobri negra, de Bianca Santana [1]
  • Museu: Afro-Brasil [2]
  • Disco: África Brasil, Jorge Ben [3]
  • Clássico: Gilberto Freyre, Sobrados e mucambos, p. 110-127 [4]

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Filme: Orfeu Negro [5]
  • Site: análise de oito notícias do portal Geledés [6]
  • Espetáculo: Bloco Ilú Obá de Min [7]
  • Livro infantil: Meu crespo é de rainha, bel hooks [8]
  • Filme: Cidade de Deus, Fernando Meirelles, Kátia Lund
  • Disco: Sobrevivendo no Inferno, Racionais MCs [9]
  • Visita fotográfica a: Largo da Forca e Capela dos Aflitos
  • Estudar o caso das crianças barradas na exposição Mickey 90 anos [10]
  • Ir a uma loja de brinquedos e checar a proporção de bonecas e bonecos brancos para os negros
  • TED da Taís Araújo, "Como criar crianças doces num país ácido?". [11]
  • Matéria da Vogue por Alexandra Loras, "Como educar uma criança sem preconceito?" [12]
  • Raízes, Negra Li [13]
  • Pesquisa sobre a ladeira da memória no Anhangabaú, onde se localizava o mercado de leilão de escravos antigamente [14]
  • Artigo acadêmico: “A influência da literatura infantil afro-brasileira na construção das identidades das crianças” por Maria da Glória dos Reis [15]
  • Artigo: A presente proposta tem como objetivo compartilhar o trabalho pedagógico vivenciado nas turmas do ensino fundamental durante as aulas de Literatura, a partir dos contos do livro infanto-juvenil “Os príncipes do destino” [16]
  • Livro: “Na minha pele” de Lázaro Ramos
  • Livro infantil: “Menina bonita de laço de fita” de Ana Maria Machado
  • Visita a Casa Mestre Ananias [17]
  • Doll Test - O efeito do racismo em crianças [18]
  • Livro: Amoras (Emicida) [19]
  • Poema: Crianças Negras (Cruz e Sousa) [20]
  • Ir a pelo menos 1 encontro da frente AFRICÁSPER
  • Matéria: http://blogueirasnegras.org/2018/11/28/na-sociedade-das-barbies-nao-existe-espaco-para-bonecas-pretas/

Ditadura[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é a sexualidade.

São obrigatórios:

  • Documento: Relatório sobre ditadura e homossexualidade, Comissão da Verdade [21]
  • Museu: Memorial da Resistência de São Paulo [22]
  • Disco: Mato Grosso, Ney Matogrosso [23]
  • Clássico: Maria Rita Kehl, "Depressão, temporalidade, sintoma social” [24]

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Filme: A memória que me contam, de Lúcia Murat
  • Peça: assistir a uma peça em cartaz de Nelson Rodrigues, do período 60-80 (a confirmar, pois depende de disponibilidade)
  • Aula: assistir a Silvia Viana em [25]
  • Livro infantil: A ditadura é assim [26]
  • Documento: analisar cortes da censura a Antônio Bivar [27]
  • Culto: assistir a culto de Silas Malafaia [28]
  • Leitura do blog: http://memoriasdaditadura.org.br/lgbt/
  • Leitura da notícia: https://www.uol/noticias/especiais/ditadura-brasileira-contra-os-gays.htm#repressao-alem-da-politica
  • Documento: As bichas e a ditadura militar [29]
  • Pesquisa: Jornal Lampião da esquina, uma fonte de comunicação ativista na ditadura
  • Filme: Temporada de caça, de Rita Moreira
  • Livro: um capítulo de Ditadura e homossexualidades, de James Green
  • O artigo explica um pouco sobre a repressão sexual na ditadura e a primeira onda de libertação. O assunto está em alta por conta do presidente Bolsonaro e as lutas pela sociedade LGBT. [30]
  • Abuso sexual como tortura. Mesmo sabendo que é crime, porque ocorria e ainda ocorre? [31]
  • Documentário: Dzi Croquettes - Direção: Tatiana Issa, Raphael Alvarez
  • Documentário: As vítimas da ditadura - depoimentos
  • Visita ao DOI-CODI (na Rua Tutóia, 921 – atual 36º Distrito Policial)
  • Análise do documentário “Lampião da Esquina” de Lívia Perez [32]
  • Documentário “Dzi Croquettes” [33]
  • Violência Sexual na Ditadura [34] [35] [36]
  • Documentário: ‘’Torre das Donzelas” (2018) – Susanna Lira

Futebol[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é a prática feminina.

São obrigatórios:

  • Mídia: escolher um veículo de comunicação e acompanhar a cobertura da preparação para a Copa do Mundo de Futebol
  • Museu: Museu do Futebol + biblioteca [37]
  • Escolha uma das quatro opções:
    • Partida: assistir a uma partida de futebol feminino, série A1 [38] ou A2 [39] --confirmei com uma jornalista que cobre o campeonato feminino, a casperiana Olga Bagatini, e há jogos em São Paulo e Osasco. Vejam o calendário e se organizem!
    • Editatona: participar de evento para melhorar conteúdo sobre jogadoras na Copa. O evento ocorre no Museu do Futebol, dia 18 de maio, numa parceria entre o Museu du Futebol, o Yahoo Esportes e o Wiki Movimento Brasil. É preciso se inscrever, com limite de seis pessoas -- então me avise por email o quanto antes.
    • Treino: acompanhar atividades no treino para meninas do Pelado Real [40]. É absolutamente necessário que entre em contato para confirmar sua ida, para não atrapalhar a atividade.
    • Peneira: acompanhar a peneira do futebol feminino em 3/5, às 16h30. [41] Avise o Centro de Futebol Feminino que antes, pois não é praxe acompanhar esse tipo de atividade.
  • Clássico: Roberto DaMatta, "Antropologia do óbvio - Notas em torno do significado social do futebol brasileiro" [42]

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Site: análise da exposição virtual Visibilidade feminina no futebol [43]
  • Locução: análise de duas profissionais na locução de futebol [44]
  • Artigo acadêmico: corpo nas práticas esportivas femininas [45]
  • Vivência: participar de trocas de cromos relacionados à Copa do Mundo de Futebol
  • Filmes curtas: "Eu Jogadora" [46]
  • Filme longa: "Minas do futebol" [47] (não achei versão online)
  • Entrevista: Marta na Folha [48]* Canal ESPN Woman (espnW) [49]
  • Matéria da MKT ESPORTIVO – “UEFA lança canal no youtube dedicado ao futebol feminino” [50]
  • Pesquisa: Por que é tão difícil encontrar uniformes da seleção feminina com o nome das meninas?
  • Campanha: Campanha Together We Play Strong para o apoio do futebol feminino
  • Canal de youtube: Dibradoras
  • Livro: Nós, Mulheres do Futebol - Ellen Dastry, Silvia Bruno
  • Artigo Acadêmico: Essa proposta é importante, pois se trata de um artigo acadêmico que analisa a partir das publicações do Sportv e Planeta Futebol Feminino, a visibilidade do futebol feminino no Brasil. [51]
  • Série: A série escolhida é importante, porque retrata justamente o preconceito e a luta de uma jovem contra ele. [52]
  • Curta-metragem: Estrelas de mariental
  • Documentário: Mulheres do Progresso - Muito além da Várzea - Direção Jamaikah Santarém
  • Visitar uma escolinha de futebol feminino
  • Análise de mídia: Quem representa o futebol nas campanhas publicitárias de grande marcas?
  • Documentário “Joga Igual Mulher” [53]
  • Projeto “Joga Miga” [54]
  • Livro: Menina Também Joga futebol (Claudia Maria de Vasconcellos) [55]

Cidadania[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é o estrangeiro.

São obrigatórios:

  • Museu: Museu da Imigração
  • Filme: "Bem-vindo a São Paulo" [56]
  • Disco: Brasil [57]
  • Clássico: "Nacional por subtração", Roberto Schwarz [58]

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Conto: Urupês, de Monteiro Lobato [59]
  • Análise: "Jeitinho e jeitão", Francisco de Oliveira [60]
  • Restaurante: Acrópoles [61]
  • Passeio: Feira da Rua Coimbra [62] ou Feira Japonesa da Liberdade [63]
  • Site: análise de dez notícias sobre estrangeiros em São Paulo, em Sampa Inegostável [64]
  • Livro: Dois irmãos, Milton Hatoum
  • Japan House
  • Pinacoteca do Estado SP
  • Open taste (Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto 57, Pinheiros sextas-feiras 12h ás 22h00)
  • Feira Leste Europeu (R. Aracati Mirim, 115 - Jardim Avelino, São Paulo)
  • Visita: Monumento à independência
  • Passeio: Trem dos Imigrantes (Maria fumaça)
  • Livro: Basta de cidadania obscena! – Marcello Tas e Mario Sergio Cortella
  • Série “Destino: São Paulo”: A minissérie mostra a chegada dos imigrantes a São Paulo apresentando seus conflitos e desafios que eles passam em várias áreas da cidade. [65]
  • Série “Música Imigrante”: Um grupo de imigrantes moradores em São Paulo se junta para criar música baseada no so cultural de cada um, fazendo um mix musical de cultural. [66]
  • Museu da Pessoa
  • Restaurante Al Janiah
  • Órfãos da Terra [67]
  • Fatiados Discos e Cervejas Especiais [68][69]
  • Documentário: Open Arms Closed Doors (Braços Abertos Portas Fechadas - Brasil) [70]
  • Restaurante: Biyou’z [71]
  • Documentário: Cara do mundo (2016) – Raphael Erichsen e Carolina Serrano

Modernidade[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é ordem urbana.

São obrigatórios:

  • Passeio: Farol Santander
  • Museu: MAC-USP
  • Disco: “Construção”, Chico Buarque
  • Clássico: "O semeador e o ladrilhador", Raízes do Brasil (p. 93-138) [72]

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Artigo: "A cidade metástasis e o urbanismo inflacionário: incursões na entropia paulista" [73]
  • Aula: "Cultura e cidades", Raquel Rolnik [74]
  • Site: análise de dez notícias em São Paulo Antiga [75]
  • Filme (curta): "Entre Rios" [76]
  • Exposição: Djanira - a memória de seu povo [77]
  • Literatura: três contos de João do Rio [78]
  • Tour de ônibus por SP [79]
  • Visitação ao Museu da Imagem e do Som
  • Luiz Maluf Art Gallery (Rua Peixoto Gomide, 1882 - Jardim Paulista / ter a sex - 11h às 20h, sáb - 11h às 18h)
  • Pátio Metrô São Bento [80]
  • Artigo: Modernidade Urbana e Flexibilidade Tropical: as Feiras livres na cidade do Rio de Janeiro (1904-1934) - Gilmar Mascarenhas de Jesus
  • Artigo: Transformação urbana – Ana Maria de Aragão
  • Nessa notícia fala que a ordem urbana é obrigação do prefeito? Isso é correto? Até onde o governo pode ajudar? [81]
  • A ordem urbana de São Paulo não foi totalmente calculada, então as “gambiarras” são muito frequentes. É um deve ocorrer a reconstrução da ordem urbana? [82]
  • Visita ao terraço do edifício Copan
  • Exposição Tomie Ohtake: Oscar Niemeyer - Territórios da criação (de 03/04/2019 até 19/05/2019)
  • Análise de algum episódio relacionado ao recorte da série jornalística "cidades e soluções"
  • Livro: “Admirável mundo novo” de Aldous Huxley
  • Documentário: BIKES vs CARS (disponível na Netflix) [83]
  • Música “Lampião de Gás” de Inezita Barroso [84]
  • Documentário: “Brasília: Construção de um sonho” (2010) – Direção: Rodrigo Astiz
  • Monumento: Marco Zero da Cidade de São Paulo

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

O recorte do tema é religião.

São obrigatórios:

  • Exposição: os anjos de Paul Klee [85]
  • Passeio: visita guiada à Catedral da Sé (ligar na catedral e ver disponibilidade)
  • Clássico: Pedagogia do Oprimido, Paulo Freire, cap. 3 [86]
  • Museu: Arte Sacra

Escolher quatro das seguintes atividades:

  • Análise: "Modernidade como feitiçaria", Reginaldo Prandi [87]
  • Atividade: Marcha para Jesus 2019 [88]
  • Portal: análise da tag sobre a Assembleia de Deus na Folha Gospel [89]
  • Artigo acadêmico: "O encantamento e o consumo. As relações entre publicidade e religião no início do século XXI", Deborah Pereira da Silva [90]
  • Vivência: assistir na plateia de um programa religioso que passa na televisão (a discutir com professor para autorização)
  • Filme: "Ex-pajé", Luiz Bolognesi [91]
  • Assistir um episódio da novela Jesus (Record)
  • Assistir vídeos do canal Mova [92]
  • Aplicativo e Site Católico Orante [93]
  • Canal no Youtube do Marcos Botelho [94]
  • Visita ao Pateo do Colegio
  • Vídeo: Especial Folia de Reis na TV Brasil [95]
  • Canal de youtube: Por Amor
  • Episódio de série: San Junipero (Black Mirror)
  • Filme: Nada a perder - Direção: Alexandre Avancini
  • Disco: “Gente” - Priscilla Alcântara
  • Análise do comportamento do padre Fábio de Melo em suas redes sociais
  • Análise da notícia: “Igreja Universal corta R$ 120 milhões da verba da TV e ameaça emissoras” da UOL de 03/09/2018 [96]
  • Memorial do Holocausto [97]
  • Assistir o Festival de Concertos do novo órgão da Catedral Evangélica de São Paulo [98] [99]
  • Slides sobre tecnologia e religião [100][101]
  • Filme: “Mãe” (2017) – Direção: Darren Aronofsky
  • App “Holy bible”