Educação Aberta/Google Drive

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Infográfico: Google Drive e privacidade

O Google Drive é uma plataforma de armazenamento e de compartilhamento online, de forma que você pode abrir e editar os seus arquivos em qualquer outro dispositivo logado na sua conta. Também existe a função de sincronização, sendo possível atualizar páginas do seu computador e as correspondentes em seu drive. O tamanho gratuito de uma conta no Google Drive é 15 GigaBytes, existindo a possibilidade de pagar caso haja necessidade de maior espaço. A plataforma de hospedagem de arquivos foi apresentado pela Google em abril de 2012, quando outros aplicativos de backup e armazenamento de arquivos já existiam no mercado.

Segurança[editar | editar código-fonte]

Se você usa o Google Drive, isso significa que aceita os Termos de Serviço propostos pelo serviço. Esses termos diferem ligeiramente dependendo do tipo de conta. Caso seja uma conta profissional, escolar ou de algum outro grupo, é possível que além dos termos comuns, sejam aplicáveis também os termos no contrato da sua organização com o Google. Um dos trechos mais importantes dos Termos de Serviço do Google Drive diz: “Você mantém a propriedade de quaisquer direitos de propriedade intelectual que você detenha sobre aquele conteúdo. Em resumo, aquilo que pertence a você, permanece com você.

O Google não reivindica a propriedade sobre os conteúdos criados por você e compartilhados no Google Drive. O programa se compromete a não compartilhar nem seus arquivos e nem seus dados com terceiros. Estão entre as normas do contrato: armazenar seus documentos apenas pelo tempo determinado por você.

Apesar dos fortes sistemas de segurança de empresas grandes como a Google, é fato que tanto sistemas de armazenamento em nuvens quanto locais estão sujeito a riscos e invasões. Para contar com mais segurança, existem alguns mecanismos de segurança como:

O uso da verificação em duas etapas[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um processo de segurança que só permite que uma pessoa acesse à sua conta caso consiga comprovar sua identidade duas vezes. Isto é, utilizando uma senha e um token, que pode ser enviado, por exemplo, por telefone. O maior risco que os seus dados correm no Google Drive está nas credenciais que você utiliza. Portanto, ativar a verificação em duas etapas vai diminuir a possibilidade de hackers conseguirem acesso às suas informações.

Escolher uma senha segura[editar | editar código-fonte]

A verificação em duas etapas, por si só, é uma boa forma de livrar a sua conta dos olhares de terceiros. Todavia, a melhor maneira de fazer isso continua sendo por meio de uma senha segura.

Criptografar seus arquivos antes de enviá-los para o Google[editar | editar código-fonte]

Para proteger arquivos no Google Drive e impedir o acesso de pessoas não autorizadas, um recurso antigo é bastante válido até os dias de hoje. Trata-se da criptografia de pastas, que pode ser feita em ferramentas tão simples quanto o WinZip. Se acha que será difícil encriptar todos os seus arquivos, principalmente porque parte deles já está na nuvem, não se preocupe. Software como o CryptSync podem ajudar.

Fazer logoff da sua conta sempre[editar | editar código-fonte]

Sempre saia da sua conta quando terminar o uso.

Controlar o acesso aos seus apps[editar | editar código-fonte]

A Google permite que você tenha acesso a todos os aplicativos vinculados à sua conta e saiba onde e quando foram feitas as conexões. Utilize-se desse recurso para monitorar periodicamente as atividades na sua conta, fazendo logoff remoto de localizações suspeitas. Basta ir até accounts.google.com, fazer login e clicar na aba “Segurança” para encontrar suas autorizações de aplicativos e sites.

Armazenamento do arquivo em diferentes servidores[editar | editar código-fonte]

Usar alternativas que oferecem o mesmo serviço que o do Google Drive, de forma simultânea é uma maneira inteligente de aumentar a segurança de seus arquivos.

Porque?[editar | editar código-fonte]

Qual a razão da coleta de informações (ou outros desafios que vocês mapearam), como é justificado?

Como coleta dados?[editar | editar código-fonte]

O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização que abriga o Google Docs, um leque de aplicações de produtividade, que oferece a edição de documentos, folhas de cálculo, apresentações, e outras ferramentas. O usuário tem 15 GB para uso de forma gratuita mas também dispõe das opções de contas pagas, com planos que variam de 25 GB por US$ 2,49 por mês, a pacotes gigantes como os 16 TB por US$ 799,99 por mês.

Alternativa[editar | editar código-fonte]

Existem diversos aplicativos para armazenamento de dados e arquivos, mas um se destaca como uma boa alternativa ao Google Drive, o aplicativo NextCloud[1]. Esse aplicativo e serviço apresenta diversos benefícios, é uma fonte aberta, gratuita, que oferece proteção de dados, a privacidade e uma forma prática e fácil de uso, para todos, onde os usuários tem controle total de seus arquivos.

As informações armazenadas no NextCloud não são liberadas para ninguém, nem os mesmo metadados. Para saber mais veja, o infográfico acima.

Plataformas fechadas[editar | editar código-fonte]

OneDrive é mais indicado para os usuários do Windows por causa da integração oferecida pela Microsoft; o Google Drive funciona bem para usuários de celulares Android ou para quem utiliza os documentos e planilhas online que o serviço oferece; já o iCloud é a melhor escolha para donos de iPhone (iOS); o Mega é uma boa opção para quem procura segurança extra e planeja ter seus arquivos criptografados; enquanto o Dropbox continua sendo o melhor serviço para quem quer algo simples de usar.

Referências[editar | editar código-fonte]

https://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/06/conheca-os-melhores-servicos-de-armazenamento-de-arquivos-na-nuvem.html

https://googleblog.blogspot.com/2012/04/introducing-google-drive-yes-really.html

[:Ficheiro:///C:/Users/Marx/Downloads/GOOGLE DRIVE.pdf file:///C:/Users/Marx/Downloads/GOOGLE%20DRIVE.pdf]

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160329_google_dinheiro_fn

https://nextcloud.com/

https://www.techradar.com/reviews/nextcloud-15

https://blog.leucotron.com.br/fatos-que-comprovam-a-eficiencia-da-seguranca-na-nuvem/ https://www.santodigital.com.br/veja-5-formas-de-proteger-os-seus-arquivos-google-drive/

https://neilpatel.com/br/blog/como-usar-o-google-drive/

Créditos[editar | editar código-fonte]

Ana Calaça Spindola, Marx Wanderley Vaz, Rafaela Oliveira Abath de L., Maria Helena Ferreira Gomes e Larissa Messias Belem Moreira

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. https://www.linuxdescomplicado.com.br/2017/03/nextcloud-o-futuro-do-servico-open-source-de-armazenamento-e-sincronizacao-de-arquivos-privados.html