Práticas Corporais 2016/Aula 12

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Editores Aula: Giovana Ciantelli e Rafaela Maekawa

I. Tema e objetivos da aula:[editar | editar código-fonte]

Tema: Artes corporais Chinesas: Introdução à Pedagogia.

Objetivos: Realizar a massagem em grupo e o Liang Gong através de manipulação e respiração para melhor percepção do corpo e relaxamento.

II. Materiais e espaços utilizados:[editar | editar código-fonte]

Materiais: Computador e projetor.

Espaços: Tatame do anfiteatro e sala de aula, (nº 1, 2º andar), localizada no edifício da UNIFESP, Av. Ana Costa, 95.

III. Método didático:[editar | editar código-fonte]

A aula foi divida em dois momentos, sendo uma parte prática e outra teórica.

  • Pratica:
  1. Artes Chinesas: Massagem dos fluxos através de manipulação.
  2. Liang Gong em 18 terapias.

Teórica:

  1. Apresentações postadas no wikiversidade dos grupos das aulas 7, (tema Alongamento), composto pelos alunos: Gabriel, Gilmara e Pedro e do grupo da aula 11, (tema Artes Corporais Chinesas: Introdução à Filosofia e Fisiologia).
  2. Apresentação dos textos: "Manual do Herói, Sonia Kirsch e Dao De Jing, Maria Lucia Lee.

IV. Descrição das atividades:[editar | editar código-fonte]

  1. Artes Chinesas: Massagem (Prática realizada deitado em decúbito dorsal)
  • Grupo de cinco pessoas, uma se deitar ao meio para receber a massagem e as outras quatro realizarem a massagem na posição que lhe for mais confortável.
  • Em um primeiro momento, esquentar as mãos, deixá - las distantes da pessoa para que a mesma possa sentir o calor e após cinco ou seis ciclos de respiração, sem perder o contato com o corpo cada indivíduo pode se dirigir às extremidades, cada um em um membro. Sempre da periferia em direção ao centro (articulações distais para proximais).
    Foto Ilustrativa 2
  • Pode ser notado lugares de sombra e maior tensão, logo, quem está sendo manipulado tenta levar a tensão para determinado local.
    Foto Ilustrativa 3
  • Mover as articulações com todos movimentos possíveis através de toda articulação que foi ativada anteriormente. O sincronismo entre todos que manipulam é importante, assim como a atenção na respiração de quem está sendo manipulado.
    Foto Ilustrativa 6
  • Trabalhar o mais próximo da alavanca para que não haja uma descarga de peso excessiva e força por quem manipula.
    Foto Ilustrativa 4

2. LIAN GONG EM 18 TERAPIAS- Parte anterior (Movimentos realizados em pé)

Um exercício completo é executado em uma contagem de 8 tempos.

  • Movimentos do pescoço:
  • Arquear as mãos:
  • Estender as palmas para cima:
    Foto Ilustrativa 5
  • Expandir o peito:
  • Despregar as asas:
  • Levantar o braço de ferro:
  • Empurrar o céu e inclinar para o lado:
  • Girar a cintura e projetar as palmas:
  • Rodar a cintura com as mãos nos rins:
  • Abrir os braços e flexionar o tronco:
  • Espetar com a palma para o lado: .
  • Tocar os pés com as mãos:
  • Rodar os joelhos à direita e à esquerda:
  • Flexionar as pernas e girar o tronco:
  • Flexionar e esticar as pernas:
  • Tocar os joelhos e levantar as palmas :
  • Abraçar o joelho contra o peito:

V. Discussões e dúvidas dos alunos:[editar | editar código-fonte]

Houveram algumas dúvidas como o fato de ser difícil se soltar e deixar o corpo relaxado na prática da massagem, a diferença de calor e energia entre as pessoas, os toques serem diferentes (fortes e fracos), dependendo das pessoas, a facilidade de perceber o calor no rosto por sermos mais sensíveis nesse local. Dificuldades notadas em conciliar o movimento com o das outras pessoas para que possa ter maior facilidade em relaxar e manter a concentração na respiração para tentar chegar a esse relaxamento ou pensar estar relaxado e para quem está de fora ser perceptível a tensão de quem recebe a massagem foram questões levantadas por alguns alunos.

VI. Temas Interdisciplinares:[editar | editar código-fonte]

Conseguimos uma grande conexão entre a pratica de Liang Gong e nosso eixo biológico, mais especificamente com o módulo MTS (módulo tecido ao sistema), onde aprendemos todo o sistema esquelético, muscular e respiratório. A biomecânica e cinesiologia, podemos relacionar a parte do conhecimento do corpo humano e seus componentes biológicos com a sensibilização das partes corporais, sendo aplicada tanto a prática do Liang Gong quanto às massagens, implicando a importância da consciência corporal, saber controlar a respiração e sentir a energia se propagando ao longo do corpo. As práticas corporais também servem como uma forma de prevenção de doenças, sendo assim pode ser relacionada também com o modulo de doenças crônicas e psicobiologia, aumentando a qualidade do sono, diminuindo a ansiedade e também pode ser uma forma de prevenção/tratamento da depressão, hipertensão, dentre outras.

VII. Fichamento de texto:[editar | editar código-fonte]

Dao De Jing, Maria Lúcia Lee:

No aprendizado da Medicina Tradicional Chinesa não existe um professor e sim um facilitador que auxilia o aluno a “fazer – se fluir “pra que ele possa se encontrar.

O livro é um contraponto entre a competição e acumulo de riquezas, um guia para dentro de si e para sua interiorização. Um caminho para limpar o coração, pois com o coração puro tudo pode ser conseguido/feito.

As Práticas Corporais Chinesas devem ser feitas com o coração sereno, com humildade, sinceridade e harmonia para o bem de algo maior para a própria pessoa, assim obtendo um sentimento maravilhoso que emociona e vivifica o ser.

Em todo o livro o Dao não era dito, dizia-se apenas que era para ser sentido em silencio, assim escutando o Dao com o coração. O coração é o governante do corpo humano, seu elemento é fogo e ele é responsável por toda a movimentação interna (ser interno), o coração faz comunicação com o exterior e o exterior ser vivenciado no interior. O coração sereno não está ansioso, falando pelos cotovelos, nem preso nos pensamentos ou fora de si, eufórico. O coração sereno está protegido na profundeza do nosso ventre, onde na Medicina Tradicional Chinesa é a região do rim (elemento água) cuja a função é a escuta, na Medicina Tradicional Chinesa eles dizem que os rins tem abertura nos ouvidos. Sendo assim acontece um equilíbrio de fogo e água no corpo.

“Não há uma diferença entre o fora e o dentro. Vindo de dentro, manifesta-se o fora. Vindo de fora, vive-se dentro.

Manual do Herói, Sonia Hirsch:

Trás como foco o Ying e Yang que após muitos anos os chineses "arrumaram" para englobar os ciclos e setores que abrangem tudo. Como qualidades distintas de um mesmo processo, e a reflexão de mudanças contínuas do universo que nos ajuda a compreender uma realidade que é sempre relativa e constante mas nunca absoluta.

A estrela de cinco pontas como os chineses denominaram, que recebe o nome de cada elemento natural que mais se identifica e representa momentos de transformações. E por que cinco e não quatro ou seis? Por terem observado os detalhes e classificado características específicas como pontos cardeais, os fenômenos da natureza (madeira, fogo, metal, água e terra) e as estações do ano.

O funcionamento do corpo humano que é tido como 5 principais orgãos (fígado, pulmão, coração, rins e baço) e cada um deles ter parceria com outros 5 como seus centros de energias vitais (vesícula biliar, intestino delgado, estômago, intestino grosso e bexiga). Sobre cada setor ser mais sensível em um período do dia, favorecer à determinadas atitudes, levar sabores específicos.

Como todas as questões influenciam decisivamente em nossas vidas, podendo serem reforçadas, enfraquecidas e/ou desequilibradas dependendo da energia de determinado setor em cada indivíduo.

Questionamentos levantados sobre os textos:

  • Tudo está intimamente relacionado a energia vital encontrada em nossos corpos?
  • De que forma conseguimos relacionar nossas experiências externas com a nossa interiorização?

VIII. Material relacionado:[editar | editar código-fonte]

IX. Relato de um aluno na aula:[editar | editar código-fonte]

"Gostei bastante dessa aula, pois foi possível através da massagem sentir diferentes pontos de tensão no corpo dos colegas, ao transitarmos entre membros superiores e inferiores a cada nova pessoa massageada.

Também foi interessante ver como guiamos o movimento e é difícil soltar o corpo e dar liberdade para que ele seja tocado e movimentado pelos colegas, e acho que foi um sentimento compartilhado por todos.

O restante da aula foi mais uma passagem do Lian Gong, que foi interessante para que pudéssemos relembrar os movimentos e posturas."

João Vitor 8° Termo Educação Física

X. Conclusão:[editar | editar código-fonte]

A prática das artes chinesas é vista como método de prevenção e promoção de saúde, para desenvolvimento social e melhoria da qualidade de vida, onde o exercício tem a função de revitalização, conhecer a si próprio e promover uma harmonização do ser interno.

Perceber e controlar o Chi, ou Ki (energia vital), fluindo pelo corpo de forma que se consiga perceber ele e encaminhar por onde haja necessidade, tanto internamente (mente), quanto externamente (corpo), concomitantemente à respiração, de maneira auxiliadora. Visando o treinamento e controle do corpo.

O sistema completo do Liang Gong, atualmente é uma das práticas mais acessíveis, podendo ser praticada em diversos, locais como na praia, por exemplo, e por pessoas em qualquer faixa etária. Trazendo benefícios ao organismo e agindo como forma de prevenção e tratamento de doenças que acometem grande parte da população.

Em geral, o exercício físico e as práticas corporais alternativas podem ser protagonista no tratamento e prevenção de doenças em estágios distintos.

XI. Referências Bibliográficas:[editar | editar código-fonte]

  • DOS SANTOS, Creuza. Promoção da saúde através da prática de atividade física Lian Gong. Saúde e Sociedade, v. 18, n. supl. 1, p. 85-85, 2009.
  • LEE, Maria Lúcia. Lian Gong em 18 terapias: Forjando um corpo saudável. São Paulo: Pensamento, 1997.
  • Manual do Lian Gong.
  • Manual do Herói (HIRSCH,s/d).
  • Maria Lúcia Lee (Dao De Jing).

XII. Críticas sobre as documentações das aulas 7 e 11:

Sobre a aula 7, podemos dizer que foi bem elaborada e organizada, a parte visual além de interessante foi disposta de maneira diferenciada em comparação a outros grupos. A apresentação do wikiversidade em sala foi de claro entendimento.

Sobre a aula 11, a parte visual e a organização das fotos também ficaram muito boas, o conteúdo escrito está muito bem formulado e na apresentação do wikiversidade o grupo foi objetivo e sucinto, tendo a atenção da sala constantemente.

AVALIAÇÃO DO PROFESSOR[editar | editar código-fonte]

  • NOTA FINAL: 5,75

1) Assiduidade e pontualidade do grupo no registro e apresentação da aula que é responsável (1,0/1,0)

2) Qualidade da leitura apresentada escrita e oralmente (1,5/3,0)

3) Publicação da aula em forma de relatório da lição (desejável formato multimídia, com descrição convidativa, uso de texto, imagens e hiperlinks para publicações de slides, áudio e vídeo em sites de compartilhamento como youtube).(2,0/5,0)

4) Revisar a aula publicada pelo grupo anterior ao seu e fazer críticas e comentários complementares (1,0/1,0)

COMENTÁRIOS[editar | editar código-fonte]

O registro da aula abrange todas as atividades de maneira sintética. No entanto, merece mais aprofundamento de modo que demonstre maiores articulações entre o que foi praticado em aula e o que foi lido e discutido. Além disso, merece maior cuidado a descrição escrita e ilustração das atividades inéditas e específicas desta aula, deixando as demais atividades repetidas com um simples link para a aula onde foi descrita, evitando volume desnecessário de texto, o que afasta o leitor. Os textos tem suas ideias principais apresentadas, mas carecem de reflexão e análise crítica: eles mereceriam ser tratados na conclusão, sendo articulados com a aula prática, mesmo que seja para afirmar as dificuldades de relacionar ambos aspectos da aula. Dúvidas, questionamentos e perguntas como aquelas 2 descritas são bem vindas e mobilizam o pensamento sobre o tema. A inserção de imagens poderia ser mais extensa e as legendas mais específicas. Comentários das aulas anteriores estão bem pontuais e satisfatórios.