Utilizadora Discussão:MCeci

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
For other languages, consider using Wikiversidade:Babel
Olá, MCeci, bem-vindo(a) à Wikiversidade,
A Wikiversidade é um projeto da Wikimedia, cujo objetivo principal é proporcionar um ambiente de aprendizagem e pesquisa, onde qualquer pessoa pode participar no processo educativo. Existem diversos princípios e políticas de uso e edição definidos pela comunidade. Por favor, reserve algum tempo a explorar os tópicos seguintes antes de começar a editar na Wikiversidade.
Crystal Clear app Startup Wizard.png Ambiente de Integração
Para conhecer a estrutura da Wikiversidade.
Crystal Clear app kedit.svg Sobre
Sobre o que é a Wikiversidade e como colaborar
Crystal Clear app error.svg Coisas a não fazer
Resumo dos erros mais comuns a evitar
Cup-o-coffee-simple.svg Esplanada
Onde pode tirar dúvidas e debater com outros wikiversitários
Check-Reference.svg Guia de estilo
Definições de formatação normalmente usadas
Gnome-help-faq.svg FAQ
Perguntas frequentes sobre a Wikiversidade
Text-x-authors Gion.svg Políticas da Wikiversidade
Regulamentos gerais a saber
Crystal Clear action info.svg Ajuda
Manual geral da Wikiversidade
Esta é a sua página de discussão, na qual pode receber mensagens de outros usuários. Para deixar uma mensagem a um outro usuário deve escrever na página de discussão dele, caso contrário ele não será notificado. No fim da mensagem assine com quatro tils: ~~~~

Utilizador:MCeci/Sobre a primeira aula[editar código-fonte]

Comentários sobre as 2 primeiras aulas

O Futuro da Informação/USP 2011[editar código-fonte]

Temos um novo aviso! --Solstag 05h13min de 3 de Setembro de 2011 (UTC)

Olá! Com um pequeno atraso, mas os textos para as aulas da próxima semana já estão dispostos na página do curso. Saludos, --Solstag 10h16min de 10 de Setembro de 2011 (UTC)

Temos um novo aviso com informações sobre os trabalhos! --Solstag 09h50min de 16 de Setembro de 2011 (UTC)

Olá Ceci! Como você já pode ter visto, desde o dia 6 a página dos trabalhos contém links vermelhos nos títulos das seções de cada grupo. Clicando no link referente ao seu grupo, você criará a página onde desenvover o seu trabalho. Para uma demonstração, clique lá no link to Grupo Exemplo. Não esqueça de logar-se no sistema quando clicar para criar ou editar páginas. Esse aviso é patrocinado pelo dia das crianças! Um abraço, --Solstag 02h57min de 13 de Outubro de 2011 (UTC)

Recursos Informacionais e Educação - mudança de prática[editar código-fonte]

A utilização das novas tecnologia de informação e comunicação trazem como condição necessária uma nova práticas dos Educadores. A aprendizagem das ferramentas tecnológicas é um primeiro passo para a mudança da prática educativa. Nesse caso é necessário o investimento de tempo e paciência para reconhecer as ferramentas. Uma segunda etapa da mudança na prática educativa relaciona-se à compreensão de que compartilhar informações em ambientes virtuais é algo diferente de compartilhar conteúdos a uma sala de aula com número definido e restrito de alunos matriculados. O ambiente virtual possibilita a democratização em larga escala do conhecimento e nesse aspecto é necessário repensar o discurso utilizado, ampliando o público ouvinte a uma dimensão jamais vista. --MCeci 20h46min de 7 de Setembro de 2011 (UTC)


CIBORGUES INDÍGEN@S.BR: ENTRE A ATUAÇÃO NATIVA NO CIBERESPAÇO E AS (RE)ELABORAÇÕES ÉTNICAS INDÍGENAS DIGITAIS Eliete da Silva Pereira (Centro de Pesquisa ATOPOS – ECA/ USP) http://cencib.org/simposioabciber/PDFs/CC/Eliete%20Pereira.pdf

Neutralidade da Rede e Governança na Internet[editar código-fonte]

Governança na Internet http://www.diplomacy.edu/poolbin.asp?IDPool=590


A neutralidade da rede (ou neutralidade da Internet, ou princípio de neutralidade) significa que todas as informações que trafegam na rede devem ser tratadas da mesma forma, navegando a mesma velocidade. É esse princípio que garante o livre acesso a qualquer tipo de informação na rede.


<Governança na Internet> É uma filosofia que prega basicamente a democracia na rede, permitindo assim acesso igualitário de informações a todos, sem quaisquer interferências no tráfego online. Essa foi a concepção inicial da Internet, permitindo transferência de dados entre pontos (End-to-End), sem qualquer discriminação. Entretanto, certas práticas dos provedores de serviços da Internet (ISPs) e provedores de largura de banda da Internet (IBPs), pontos importantes no desenvolvimento da Internet, originaram o debate sobre a neutralidade da rede No caso da Internet, a governança é necessária, entre outras coisas, para:

  • evitar ou pelo menos minimizar o risco de fragmentação da Internet;
  • manter a compatibilidade e a interoperabilidade;
  • salvaguardar direitos e definir as responsabilidades dos vários atores;

proteger usuários finais contra maus usos e abusos;

  • estimular desenvolvimentos futuros.

http://www.diplomacy.edu/poolbin.asp?IDPool=590

  • Algumas das questões chave que devem ser tratadas no quadro da Governança da Internet.

Quem são os atores que provavelmente influenciarão o desenvolvimento futuro da Internet?

  • Quais serão as suas políticas e diretrizes em relação a
  1. conectividade,
  2. comércio,
  3. conteúdos, financiamento, segurança e outras questões centrais para a nossa emergente Sociedade da Informação?


A premissa básica da abordagem “cibernética” é que a Internet desvinculou a nossa realidade social e política do mundo dos Estados soberanos. O ciberespaço é diferente do espaço real, por isto requer uma forma diferente de governança. http://www.diplomacy.edu/poolbin.asp?IDPool=590

A CLASSIFICAÇÃO DAS QUESTÕES DA GOVERNANÇA DA INTERNET

  1. infra-estrutura e padronização/normalização;
  2. legal;
  3. econômica;
  4. desenvolvimento;
  5. sociocultural

A SITUAÇÃO ATUAL O principal padrão técnico a especificar como os dados são transportados pela Internet é o TCP/IP, que se baseia em três princípios:

  • comutação por pacotes,
  • networking ponta-a-ponta e
  • robustez

A comutação por pacotes é o método usado para transmitir dados pela Internet. Todos os dados enviados a partir de um computador são segmentados em pacotes que viajam pela Internet e são então remontados, ao chegarem ao computador destino. O conceito de networking ponta-a-ponta põe toda a sof isticação, inteligência e inovação nos extremos de uma rede. Foi este princípio que tornou possível todas as inovações relacionadas à Internet. A rede entre as pontas finais (endpoints) é neutra e não impede o desenvolvimento e a criatividade nas pontas finais. Isto significa que as aplicações que circulam pela Internet podem ser desenhadas nas pontas finais da rede, sem exigência de permissão dos operadores de rede ou de qualquer outra parte. Alcança-se a robustez através da dinamização do routing, o processo de entregar uma mensagem na rede através do caminho mais adequado. Inicialmente, a predecessora da Internet, a DARPANet, introduziu o routing dinâmico para desenvolver redes de defesa robustas, capazes de sobreviver a potenciais ataques nucleares. O routing dinâmico foi utilizado para interconectar um conjunto diverso de redes.


. Longe de um paroquialismo tradicionalista ou de um movimento alternativo confinado a seitas e grupos eternamente minoritários, a cooperação está na origem das formas mais interessantes e promissoras de criação de prosperidade no mundo contemporâneo. E na raiz dessa cooperação (presente com força crescente no mundo privado, nos negócios públicos e na própria relação entre Estado e cidadãos) estão vínculos humanos reais, abrangentes, significativos, dotados do poder de comunicar e criar confiança entre as pessoas. É daí que vem o título do mais recente livro de Yochai Benkler, professor de direito em Harvard, ganhador do prêmio da Associação Americana de Ciência Política por seu livro de 2006, The Wealth of Networks, e certamente um dos pensadores mais originais da atualidade.


The Penguin and the Leviathan - How Cooperation Triumphs Over Self-Interest, de Yochai Benkle

Internet a a nova configuração econômica, política, social e cultural[editar código-fonte]

Internet a a nova configuração econômica, política, social e cultural

O uso intensivo de Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) vem desenhando um novo cenário desde as últimas décadas do século XX. Diferentes formas de viver e pensar estão sendo moldadas a partir da apropriação da técnica pela sociedade, transformando sua base material em ritmo acelerado. Vivemos em uma época limítrofe, na qual a nova configuração econômica, política, social e cultural ainda não foi inteiramente desvendada e a velha ordem já foi profundamente alterada. Presenciamos o avanço na computação e nas telecomunicações e a expansão do uso do computador. O desenvolvimento de interfaces amigáveis e espetacular crescimento da Internet Tudo isso transforma o cotidiano das pessoas, especialmente no que se refere à comunicação, ao armazenamento e à recuperação de dados •Internet é a alavanca para uma nova forma de sociedade: a sociedade em rede; gerando uma nova cultura: a cibercultura. A novidade não é o uso da informação e do conhecimento como fonte de produtividade. O que muda no cenário atual é o fato de que esta é uma revolução das tecnologias da informação, desenvolvidas para produzir mais informação e conhecimento (bens intangíveis). A chave do novo paradigma passa a ser a aplicação e o uso da informação e do conhecimento, em um ciclo de realimentação cumulativo entre inovação e uso SLIDE ENSP


Bibliografias Relacionadas:

SILVEIRA, Sergio Amadeu da. Novas dimensões da política: protocolos e códigos na esfera pública interconectada. Rev. Sociol. Polit. [online]. 2009, vol.17, n.34, pp. 103-113. ISSN 0104-4478. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-44782009000300008. O texto propõe a existência de uma divisão básica na relação entre política e Internet: a política "da" Internet e a política "na" Internet. Em seguida, agrega os temas das políticas da internet em três campos de disputas fundamentais: sobre a infra-estrutura da rede; sobre os formatos, padrões e aplicações; e sobre os conteúdos. Analisa os temas políticos atuais mais relevantes de cada campo conflituoso, articulando dois aspectos: o tecno-social e o jurídico-legislativo. Este artigo trabalha com o conceito de arquitetura de poder, uma extensão da definição de Alexander Galloway sobre o gerenciamento protocolar, e com a perspectiva de Yochai Benkler sobre a existência de uma esfera pública interconectada. Sua conclusão indica que a liberdade nas redes cibernéticas depende da existência da navegação não-identificada, ou seja, do anonimato. Apontada como uma das principais contendas políticas da Internet, a possibilidade do anonimato é apresentada como um elemento fundamental de resistência frente às amplas possibilidades de controle da comunicação social. Sendo assim, a garantia da liberdade de produzir conteúdos e de acessá-los nas redes cibernéticas - em que os rastros digitais acompanham toda a navegação dos cidadãos interagentes - exige a defesa da não-identificação. Keywords : política da Internet; arquiteturas de poder; ciberpolítica; poder nas redes.

Mostrar previsão[editar código-fonte]

Olá, MCeci. Parabéns pelo trabalho que vem desenvolvendo. Gostaria de sugerir que utilize o botão "Mostrar previsão", que fica logo ao lado do botão "Salvar página". Esse botão serve para que possa prever as alterações antes de a página ser realmente alterada. Apenas quando tiver certeza de que suas alterações estão corretas, pode, então, salvar a página. A Wikipédia possui uma página de ajuda sobre isso onde são mostradas as vantagens de tal procedimento. Caso tenha alguma dúvida, não hesite em entrar em contato. Boas edições.” TeleS (T M @ C S) 22h11min de 6 de Novembro de 2011 (UTC)


Agradeço o comentário.--201.81.204.160 19h23min de 27 de Novembro de 2011 (UTC)

Particionando[editar código-fonte]

Oi Ceci!

Há algum tempo deixei um comentário na discussão do seu projeto, aqui:

Refiro-me ao comentário entitulado "Quebrando o documento".

Dê uma olhada e no que precisar de ajuda me avise.

Bjs,

--Solstag (discussão) 04h37min de 29 de Outubro de 2012 (UTC)

Bacana!
Uma vantagem de ter o curso particionado é que você pode, em cada parte, recuperar os níveis mais altos de seção.
Assim, pode usar uma "==Seção==" (de segundo nível) onde antes estava usando "===Seção===" (de terceiro nível), o que ajuda bastante a apresentação do texto.
Uma dúvida, parece-me que a na Apresentação faltou transportar as últimas partes, "1.3 Educação tecnológica,alfabetização científica na disciplina de Sociologia" e "1.4 Organização dos Módulos da Wikidisciplina". Isso foi proposital?
Abraço,
--Solstag (discussão) 07h20min de 4 de Novembro de 2012 (UTC)
Oi Ceci,
Muito legal isso tudo do TCC. =)
Sobre as discussões aqui, não há um formato fixo, então basta organizá-las como achar mais inteligível. Eu em geral costumo usar apenas identação, a não ser que o assunto mude muito.
A respeito do trabalho, concordo que pode não ser interessante para os alunos, o ambiente wiki é um espaço de construção, e no caso da Wikiversidade comprometido com licenças livres, o que nem sempre é o ideal para apresentação aos, e envolvimento dos, alunos.
Quanto à sua dúvida, inclui o link para o módulo 1, veja lá como fiz.
Por fim, sobre gerar o documento em formato convencional, uma dica que pode te interessar é a possibilidade de transformar uma coleção de páginas da wiki num documento único estruturado; e baixá-lo em PDF ou em formatos editáveis como ODT. Para isso, veja na barra lateral à da esquerda, na seção "Imprimir/exportar", o link "Criar um livro".
Bjs,
--Solstag (discussão) 10h04min de 5 de Novembro de 2012 (UTC)

Re: De volta pra wiki[editar código-fonte]

Oi Ceci, que bom ter notícias tuas =)

Tenho uma notícia legal também, estou trabalhando com um colega para organizar oficinas abertas e regulares sobre uso de wiki, em algum lugar de fácil acesso em São Paulo, para apoiar todo tipo de interessado em contribuir.

Vamos torcer pra dar certo!

De toda forma, seguimos conversando por aqui.

Beijão,

--Solstag (discussão) 02h20min de 25 de fevereiro de 2013 (UTC)

Re: brochura wikiversidade[editar código-fonte]

Oi Ceci. Não conheço nenhum brochura para a Wikiversidade. Seria interessante criar-se uma, se você puder sugerir isso na lista do curso pode repercutir. Abs! --Solstag (discussão) 23h13min de 1 de agosto de 2014 (UTC)

Tutoria[editar código-fonte]

Oi Ceci!! Tudo bem aí? Como posso ajudar? Abraço, Ale --Solstag (discussão) 15h15min de 25 de outubro de 2016 (UTC)

Share your experience and feedback as a Wikimedian in this global survey[editar código-fonte]

  1. Essa pesquisa foi projetada para receber comentários sobre o trabalho atual da WMF, não sobre sua estratégia a longo prazo.
  2. Por questões legais: nenhuma compra necessária. Deve ser maior de idade para participar. Patrocínio pela Fundação Wikimedia, localizada em 149 New Montgomery, São Francisco, CA, EUA, 94105. Válido até 31 de janeiro de 2017. Nulo onde esteja proibido. Clique aqui para ver as regras do concurso.(em inglês).

Your feedback matters: Final reminder to take the global Wikimedia survey[editar código-fonte]

(Sorry to write in Engilsh)

Consenso para administrador de usuário[editar código-fonte]

Ni! Peço sua atenção e contribuição para a discussão do pedido em Wikiversidade:Administradores de interface. Obrigado e um abraço, Solstag (discussão) 16h05min de 3 de novembro de 2019 (UTC)