Yoga na UNICAMP/Educação e Yoga

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Educação e Yoga[editar | editar código-fonte]

Veja aqui a agenda dos encontros dos grupos de estudos sempre as sextas feiras na FEF/UNICAMP e das reuniões gerais os SatSangs Acadêmicos são na primeira quinta feira do mês no CLE/UNICAMP.

Resumo das Reuniões[editar | editar código-fonte]

Encontro: Grupo de estudos - Yoga e Educação.

17 de agosto de 2018.[editar | editar código-fonte]

Presentes: Danielly Severiano, Natália Guidetti, Ingrid Sayuri, Vanessa Aurélia e Paula Ubinha

Discussões:

-Educação e/ou Pedagogia: Educação - amplitude. Yoga se aproxima nesse sentido. Encaminhamento - (Pensar uma leitura que esclareça essa diferença)

-Há yoga nas escolas? Encaminhamento - Consultar as escolas que possuem yoga em sua grade (currículo? Extracurricular?) Pedir o PPP. Como isso se vincula ao PPP da escola? Ingrid vai buscar nas escolas que ela conhece. Natália, Vanessa e Danielly vão buscar em Campinas e região.

-Yoga é um instrumento/ferramenta?

-Nova BNCC abre brechas para a entrada de Yoga nas escolas. Mas, qual yoga? De que maneira? Competências presentes na nova BNCC: autoconhecimento/autocuidado. -empatia/cooperação.

O que já temos conhecimento: -Psicologia comportamental/positiva acaba sendo um meio para chegar na escola

Encaminhamento de leituras possíveis: Yoga sutra - 8 partes. Hatha Yoga - Marcos Rojo Hatha Yoga - Hermogenes Livro de ouro – Hermogenes

Ficou decidido que iremos iniciar e finalizar a reunião com uma prática.

Encontro: Grupo de estudos - Yoga e Educação.

14 de setembro de 2018.[editar | editar código-fonte]

Presentes: Danielly Severiano, Natália Guidetti, Ingrid Sayuri e Rubens da Silva Pereira.

- Prática meditativa conduzida por Ingrid.

-Tema da prática: Conexão com Surya e sua sabedoria.

O grupo entendeu que o recorte temático que mobiliza todos os seus membros e se apresenta com maior potencial de transformação e impacto da realidade vivida pela educação é a Formação de Educadores e portanto teremos nossas discussões futuras direcionadas e este assunto.

- Discussão do texto 1: "O Yogasutra, de Patañjali: Tradução e análise da obra, à luz de seus fundamentos contextuais, intertextuais e linguísticos" de Lilian Cristina Guilmini. (páginas 115-133)

Fizemos uma breve discussão sobre os três primeiros aforismos do Sutra de Patañjali. Durante a discussão elencamos algumas dúvidas e conceitos que ainda não estavam claros para alguns membros do grupo. Notamos que é necessário o estudo de conceitos básicos do Yoga presentes nas discussões propostas pela autora, para que as discussões avancem.

- Discussão do texto 2- " O que é educação" de Carlos R. Brandão

A discussão proposta pelo autor suscitou uma profusão de questionamentos sobre o papel da educação, da escola, da pedagogia e do Yoga dentro da estrutura social e do momento histórico que vivemos.

Questionamentos :

1-O Yoga é uma prática que deve ser considerada dentro de um processo de escolarização ou isso seria reduzi-lo?

2- O Yoga na escola brasileira é considerado como um saber "integro" ou apenas como uma ferramenta? Como o Yoga tem sido "absorvido" pela escola?

Ao fazermos uma breve busca no google com as palavras "yoga na escola" os resultados apresentados , quase sempre estão relacionando o Yoga e sua prática nas escolas a um resultado específico : notas mais altas, crianças menos violentas, maior capacidade de concentração nas aulas, etc. Por isso discutimos que seria interessante fazer a análise do discurso presente nestas notícias objetivando compreender qual a "imagem" que as mesmas tentam construir do Yoga e como essa imagem se reflete na "percepção" das escolas sobre esse conhecimento. Pretendemos com isso, compreender qual o discurso sobre Yoga que chega às escolas. Também nos interessa saber se tal discurso é aplicado nas escolas que incluem o yoga como prática e se este yoga está alinhado com os princípios ensinados pelo Yogasutra de Patañjali.

Encaminhamentos:

- Leitura para o próximo encontro : " O Yoga que conduz a plenitude" de Gloria Arieira ou " Introdução ao Yoga: oito partes" sugestão da Ingrid ( ela irá verificar a disponibilidade do mesmo e enviar para os grupo)

-Prática - Meditação em movimento - Ingrid

-Definir textos,cronograma de leituras e metodologia de pesquisa para a investigação proposta pelo grupo ( Sugestão -Dani- acrescida após discussões)

-Definir nova leitura na área de educação ( Sugestão -Dani- acrescida após discussões)

- Tornar nosso processo de comunicação interna ( intra-grupo) e externa(inter-grupos) mais eficiente. ( Sugestão - Dani -acrescida após discussões)

-Escrever um breve texto das nossas experiências nos encontros de grupo no formato de "pipoca pedagógica" e deixar as mesmas registradas nesta página na aba "discussões" ( Sugestão - Dani -acrescida após discussões)

Referências Bibiográficas

GULMINI, Lilian. O Yoga Sutras de Patanjali: tradução e análise da obra à luz de seus fundamentos contextuais, intertextuais e lingüísticos. 2002.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues.O que é educação.19.ed. São Paulo: Brasiliense, 1989.

Participação em eventos.

Oficinas:

Evento- 12° Semana da Educação

Tema:“E você deve tá pensando o que você tem a ver com isso: Crise na Educação: Desmonte e Privatização”.

Link do evento- https://www.fe.unicamp.br/eventos/agenda-de-eventos/12a-semana-de-educacao-vamos-respirar-juntos-a-potencia-do-yoga-na-pratica

Nome da oficina: Vamos respirar juntos? A potência do Yoga na prática criativa do educador’’

Data: 16/10/2018

Horário:19h até 22h

Local - Faculdade de Educação UNICAMP

Endereço: Av. Bertrand Russell, 801, Cidade Universitária “Zeferino Vaz” - Campinas

Descrição da atividade:

Temos como objetivo apresentar alguns conceitos que integram a prática de Yoga de maneira lúdica e didática. Desejamos com isso que o educador tenha a oportunidade de vivenciar, mesmo que brevemente, os benefícios que esta prática milenar pode trazer. Entendemos que o que for experimentado nesta oficina precisa ser facilmente reproduzido pelos participantes em outro momento, pois dessa forma as pessoas poderão continuar obtendo os benefícios advindos de uma atividade contínua. Embora nosso foco inicial seja o bem estar do educador e sua formação humana e sensível, entendemos que o yoga é igualmente potente em sala de aula para nossos alunos, por isso propomos que uma parte de nosso encontro seja dedicada também a utilização das posturas (assanas), meditação e técnicas de respiração (pranayamas) como atividades possíveis de se desenvolver junto com as crianças.

Entendemos que em um momento de profundas dificuldades políticas e sociais em que o ódio e o fascismo tem ganhado força, a cultura de paz promovida pelo Yoga através dos princípios éticos norteadores conhecidos como yamas e niyamas é fundamental para construirmos uma sociedade mais tolerante. Que a não violência (Ahimsā)seja uma forma de protesto e uma base em nossos princípios morais. Vamos construir essa nova realidade respirando juntos!

O que são yamas e niyamas?

Os yamas e niyamas são citados nos textos do Patanjali se atentando a importância do autoconhecimento, promovendo o estudo do eu para que o indivíduo tome consciência    dos condicionamentos impostos a ele facilitando sua interação com o mundo.

Os yamas são denominadas as virtudes negativas é o que não fazer, ações que o homem deve controlar (não violência/ Ahimsā, a verdade/ satya, não roubar/ asteya, não perverter/ brahmacharya, não apego/ aparigraha).

Os niyamas são as atitudes que devemos fazer, são cinco atitudes que conversam com os órgãos correspondentes aos nossos sentido são elas: pureza/sauchan, contentamento/santosha, disciplina/tapas, estudo de si e do yoga/svadhyaya e autoentrega/ ishvarapranidhana.

Por conta do nosso momento vivido e da atuação profissional dos participantes vamos discutir somente a não violência.