Lógica: Cálculo Proposicional Clássico: Fórmulas Contingentes, Contradições e Tautologias

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



Fórmulas Contingentes, Contradições e Tautologias[editar | editar código-fonte]

Fórmulas contingentes são aquelas cuja valoração pode ser verdadeira ou falsa, dependendo da valoração de suas fórmulas atômicas. Todas fórmulas descritas na seção anterior são contingentes:

A B ¬A A∧B A∨B AB AB
V V F V V V V
V F F F V F F
F V V F V V F
F F V F F V V

Contradições são fórmulas que, independente da valoração de suas fórmulas atômicas, sua valoração é “Falso”. Um exemplo de contradição é :

A ¬A A∧¬A
V F F
F V F

Tautologias são fórmulas que, independente da valoração de suas fórmulas atômicas, sua valoração é “Verdadeiro”. Bons exemplos de tautologia são , e .

A ¬A AA ¬(A∧¬A) A∨¬A
V F V V V
F V V V V


Nota: Toda negação de uma contradição consiste numa tautologia e toda negação de uma tautologia consiste numa contradição.

Exercício[editar | editar código-fonte]

Faça a tabela de verdade das seguintes fórmulas e determine se elas são contingentes, contraditórias ou tautológicas.

Resolução dos Exercícios

Lista de Tautologias[editar | editar código-fonte]

Antes de listar as tautologias mais usuais, faz-se necessário um esclarecimento. Se dada uma fórmula tautológica, seus termos são substituídos por quaisquer outras fórmulas, ela continua sendo uma tautologia. Exemplo:

é uma tautologia.

Substitui-se o termo pela fórmula molecular

Está fórmula também é uma tautologia.

Assim, a fim de expressar abrangentemente as fórmulas tautológicas, ao invés de usar letras romanas (A, B, C, D etc.), usar-se-á letras gregas minúsculas (α, β, γ, δ, ε etc.) que representam fórmulas quaisquer (atômicas, moleculares, contingentes, contraditórias ou tautológicas).

Lembre-se que as letras do alfabeto grego não tem um significado específico em uma linguagem . Elas consistem em variáveis metalingüísticas. As estruturas lingüísticas formadas por elas não são fórmulas ou teoremas, mas esquema de fórmulas ou esquema de teoremas. Porém, os próprios lógicos, por economia de linguagem, se referem aos esquemas de fórmulas por “fórmulas” e idem para os esquemas de teoremas. Esta economia de linguagem também ocorre ao longo deste wikilivro.

Princípio de identidade α → α

α ↔ α

Princípio de não-contradição ¬(α ∧ ¬α)
Princípio do terceiro excluído α ∨ ¬α

α ¬α

Dupla negação α ↔ ¬¬α
Idempotência da conjunção (α ∧ α) ↔ α
Idempotência da disjunção (α ∨ α) ↔ α
Comutatividade da conjunção (α ∧ β) ↔ (β ∧ α)
Comutatividade da disjunção (α ∨ β) ↔ (β ∨ α)
Comutatividade da equivalência (α ↔ β) ↔ (β ↔ α)
Associatividade da conjunção ((α ∧ β) ∧ γ) ↔ (α ∧ (β ∧ γ))
Associatividade da disjunção (( α ∨ β) ∨ γ) ↔ (α ∨ (β ∨ γ))
Associatividade da equivalência ((α ↔ β) ↔ γ) ↔ (α ↔ (β ↔ γ))
Leis de DeMorgan ¬(α ∧ β) ↔ (¬α ∨ ¬β)

¬(α ∨ β) ↔ (¬α ∧ ¬β)

Contraposição (α → β) ↔ (¬β → ¬α)
Distributividade (α ∧ (β ∨ γ)) ↔ ((α ∧ β) ∨ ( α ∧ γ))

(α ∨ (β ∧ γ)) ↔ ((α ∨ β) ∧ (α ∨ γ))

Modus ponens (α ∧ (α → β)) → β
Modus tollens (¬β ∧ (α→β)) → ¬α
Silogismo disjuntivo ((α ∨ β) ∧ ¬α) → β
Silogismo hipotético ((α → β) ∧ (β → γ)) → (α → γ)
Lei de Peirce ((α → β) → α) → α
Lei de Dun Scot ¬α → (α → β)
Prefixação α → (β → α)
Antilogismo ((α ∧ β) → γ) ↔ ((α ∧ ¬γ) → ¬β)
Exportação/Importação ((α ∧ β) → γ) ↔ (α → (β → γ))
Princípio da Explosão (α ∧ ¬α) → β