Wikinativa/Kaiowá

Fonte: Wikiversidade
Writing.png Esta página é somente um esboço. Ampliando-a você ajudará a melhorar a Wikiversidade.


Guarani
Grafismo Guarani
Grafismo Guarani
Valter Campanato/ABr. Agência Brasil
Uma índia Guarani-Kaiowá mostra seu título de eleitor no município de Antônio João (Mato Grosso do Sul).
População total

45.000 (estimativas)

Regiões com população significativa
Todos os grupos Guarani Kaiowá estão localizados ao sul do Mato Grosso do Sul
Línguas
Tupi-Guarani
Religiões
Reverenciam divindades apenas em ocasiões especias como no evento da Semana de Provas, que ocorrem de duas a quatro vezes ao ano, em que os eachwawás se voltam a atividades de culto ao grande deus Kaofé para salvar-lhes da temida Depê e do demonio Jubilã.
Etnia
Kaiowá
Grupos étnicos relacionados
Guaranis, Mbyá, Ñandeva

Os Kaiowás, ou Pai-Tavyterã (como se auto-denominam), são uma das etnias indígenas de maior população em território brasileiro. São também uma das etnias de maior expressão, dado que os conflitos que estes grupos enfrentam e sua luta contra interesses econômicos de grandes latifundiários, voltados à produção agropecuária, foi motivo de grande sensibilização nacional e frequente exposição na mídia. No Brasil, estão presentes no sul do Mato Grosso do Sul, onde se aglutinam na maior densidade demográfica entre os grupos indígenas brasileiros e, assim como os demais Guaranis, compartilham do tronco linguístico tupi-guarani.

População Kaiowá[editar | editar código-fonte]

Não é possível apontar uma população indígena com muitas certezas, já que os fluxos e movimentos constantes dos guaranis, entre outros costumes, fazem deste um dado de difícil aferimento, demandando metodologias de pesquisa muito específicas.

Entre estes tekoha e por todo o território guarani, processam-se as mais variadas formas de efervescente movimento de traslados orientados por relações familiares. Esse constante caminhar (oguata) pode representar visitas, mudanças, passagem, casamentos, etc., e por sua constância e dinâmica, dificulta grandemente a realização de censo aplicado com metodologia não específica, e que possa oferecer dados efetivamente confiáveis sobre o número da população guarani (seria uma tarefa de grandes dimensões). Assim, dados totais sobre as populações guarani serão sempre aproximados. [nota > trecho população isa]

Segundo os dados oficiais mais confiáveis, a população Kaiowá representa um total de 31 mil indivíduos (Funasa, 2008). Contudo, a própria Funasa já trabalhou em declarações recentes, como uma nota publicada recentemente, com uma projeção total de 45 mil índios guaranis kaiowás. [nota-> carta da Funasa].

História, território e conflitos[editar | editar código-fonte]

A situação territorial dos Guarani-Kaiowá é complexa. Eles lutam pela demarcação de suas terras desde os anos 70 e chega ter repercussão internacional. O grupo Guarani-Kaiowá pertecente a comunidade de Pyelito Kue(Mato Grosso do Sul) enviou uma carta em resposta ao pedido de despejo pedindo que a justiça decrete "morte coletiva" em vez da expulsão de seu território tradicional.[1]

Aspectos Culturais[editar | editar código-fonte]

Quais são os hábitos, costumes e outros elementos da tradição deste povo? Quais são seus rituais mais importantes? Descreva-os. (exceto os religiosos, que devem estar no item anterior)

Cosmologia e Religiosidade[editar | editar código-fonte]

Quais são suas crenças com relação à vida, morte, criação, Deus, tempo? Quais são os principais rituais religiosos?

A base da religião dos guaranis-kaiowá é a natureza, o nome de seu deus é Ñane Ramõi que significa "Nosso grande avô eterno", nos rituais, o espírito de Deus age através dos rezadores para fazer o bem e realizar a cura do povo da tribo. Nos rituais, eles usam uma espécie de chacoalho chamado m’baraká que é usado para tirar energias ruins e espantar espíritos maus.

Medicina tradicional[editar | editar código-fonte]

Quais sãos as formas de conhecimento ancestral relacionados neste item? Quais são as plantas principais e métodos utilizados pelos pajés para as curas de males físicos e espirituais.

As Tekohas[editar | editar código-fonte]

Há ao todo 31 terras indígenas Kaiowá em solo brasileito, espalhadas por uma pequena porção territorial ao sul do Mato Grosso do Sul. Para os guaranis, a terra indígena é denominada tekoha. A tekoha é genericamente o espaço físico onde os guaranis habitam.

Contudo, esta definição genérica não explica a profunda importância desta definição no entendimento do modo guarani de ser, já que para eles ali se realiza o teko [nota > localização e tekoha do isa](modo de ser). Mas ainda além, outras explicações vão posicionar a importância deste termo: ele vai expressar e pode se enquadrar na ideia de nível organização territorial, tem relações com distinção de hierarquias territoriais mais amplas, com as características culturais que se expressam no constante caminhar entre as tekohas [nota > tese Mura].

As terras indígenas Kaiowá[editar | editar código-fonte]

  • Amambai
  • Takuaraty/Yvykuarusu
  • Sete Cerros
  • Kokue Y
  • Panambizinho
  • Aldeia Limão Verde
  • Taquaperi
  • Caarapó
  • Dourados
  • Guaimbé
  • Guasuti
  • Jaguari
  • Jarara
  • Pirakuá
  • Rancho Jacaré
  • Sassoró
  • Sucuriy
  • Cerrito
  • Bacia Amambaipeguá
  • Bacia Dourados-Amambaipeguá
  • Bacia Brilhante-Peguá
  • Bacia Nhandeva-Pegua
  • Bacia Apapegua
  • Guyraroká
  • Taquara
  • Jaguapiré
  • Arroio-Korá
  • Ñande Ru Marangatu
  • Jata Yvary
  • Panambi - Lagoa Rica
  • Bacia Douradopegua
  • Bacia Iguatemipeguá
  • Iguatemipeguá I

Localização[editar | editar código-fonte]

Coordenadas -23.482377,-46.501358

Veja no mapa

Mapa Interativo[editar | editar código-fonte]

23.482377° ' S 46.501358º ' W

Referências

Enciclopédia Barsa Universal.