DC-UFRPE/Licenciatura Plena em Computação/Psicologia I

Fonte: Wikiversidade
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Programa da Disciplina[editar | editar código-fonte]

Nome: Psicologia I Código: 05317
Departamento: Educação Área: Psicologia
Carga-horária total: 60 horas Créditos: 4
Carga-horária semanal: 4 horas (teóricas: 4; práticas: 0; EAD*: 0)

Ementa:[editar | editar código-fonte]

Conceituação da Psicologia, seus processos psicológicos básicos e suas implicações educacionais. Aspectos do desenvolvimento humano, com ênfase na adolescência e suas implicações educacionais.

Objetivos:[editar | editar código-fonte]

Gerais: Conhecer e refletir sobre a história da Psicologia e os processos psicológicos (cognitivos e afetivos) subjacentes ao comportamento humano; Compreender os principais aspectos do desenvolvimento humano (cognitivo, físico e sócio-emocional) com ênfase na adolescência, ressaltando as suas implicações educacionais.

Específicos:

  • Apresentar a psicologia como ciência: principais escolas e modelos teóricos
  • Situar a psicologia da educação e a psicologia do desenvolvimento no cenário da psicologia desde suas origens aos dias atuais
  • Identificar os fatores que influenciam o desenvolvimento humano e suas repercussões no contexto escolar.
  • Analisar os aspectos cognitivo, físico e sócio-emocional do desenvolvimento humano, com ênfase na adolescência.
  • Conhecer as principais teorias em Psicologia que estudam o desenvolvimento humano.
  • Refletir sobre os problemas típicos da adolescência e sua repercussão na formação escolar.
  • Refletir sobre a escolha profissional na vida do adolescente.
  • Abordar a vida adulta e a “terceira idade” sob a ótica da psicologia

Conteúdo Programático[editar | editar código-fonte]

OBS: O Detalhamento do conteúdo programático foi baseado nas aulas ministradas pela Professora Flávia Mendes de Andrade Peres no 2º Semestre de 2019.

Eixo 1: Caracterização da Psicologia como ciência

1.1 Conhecimento científico, filosófico, religioso, do senso comum, artístico e mágico;

1.2 Dilemas das ciências da natureza e das ciências humanas;

1.3 Psicologia e cientificidade;

1.4 Correntes de pensamento, objeto(s) de estudo e escolas da Psicologia na contemporaneidade;

1.5 Psicologia e Educação: perspectivas multi, inter e transdisciplinares.

Eixo 2: Processos psicológicos básicos e suas implicações educacionais

2.1 Sensação, Percepção, Atenção e Memória: implicações sobre o desenvolvimento e a aprendizagem;

2.2 Inteligências, desenvolvimento e aprendizagem: fundamentos psicométricos, cognitivistas, das inteligências múltiplas e da inteligência emocional;

2.3 Motivação e Emoção: a afetividade nas relações pedagógicas de ensino-aprendizagem.

Eixo 3: Psicologia do Desenvolvimento humano e suas implicações educacionais

3.1 Conceitos e definições básicos da Psicologia do Desenvolvimento humano: objeto de estudo, o ciclo da vida, domínios do desenvolvimento, influências da hereditariedade, do laço social e da maturação orgânica e cognitiva;

3.2 Teorias do desenvolvimento: Freud e Erikson;

3.3 Reflexões sobre a adolescência: a puberdade, as relações sócio-afetivas (família, escola e grupos) e a passagem adolescente;

  • Temas específicos: sexualidade, maternidade/paternidade, violências, escolha profissional, sofrimentos e felicidades, adoecimentos e moralidade.

3.4 A vida adulta: de jovem adulto à idoso;

  • Temas específicos: sexualidade, maternidade/paternidade, convivência social, vida profissional, moralidade, adoecimentos, sofrimentos e felicidades, envelhecimento e aposentadoria.

3.5 Implicações e dilemas educacionais: conflitos, intimidações, agressividade e violência na escola; Educação para Jovens e Adultos (EJA);

  • Educação técnica e educação acadêmica; a formação e a vida universitárias; dificuldades das relações institucionais escolares e universitárias (estudantes, famílias e instituição)

Bibliografia básica:[editar | editar código-fonte]

  1. BOCK, A. M.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. L.; Psicologias: uma introdução ao estudo de Psicologia. São Paulo: Saraiva, 1993.
  2. COLL, C.; PALACIOS, J.; MARCHESI, A. Desenvolvimento psicológico e educação: Psicologia evolutiva. v. 1. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.
  3. COLL, C.; PALACIOS, J.; MARCHESI, A. Desenvolvimento psicológico e educação: Psicologia evolutiva. v. 2. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.
  4. CORSO, D. L.; CORSO, M. Adolescência em cartaz: filmes e psicanálise para entende-la. Porto Alegre: Artmed, 2018.
  5. CUNHA, M. V. A psicologia na educação: dos paradigmas científicos às finalidades educacionais. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 24, n. 2, 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-25551998000200004 Acesso em: 04 mar. 2019.
  6. DAVIDOFF, L. L. Introdução à Psicologia. 3. ed. São Paulo: Pearson Markron Books, 2001.
  7. FIGUEIREDO, L. C. M. Revisitando as Psicologias: da Epistemologia à Ética das Práticas e Discursos Psicológicos. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1996.
  8. PAPALIA, D. E.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. 12. ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.
  9. TURATO, E. R. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão comparada e aplicação nas áreas da saúde e humanas. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

Bibliografia complementar:[editar | editar código-fonte]

  1. ALBERTI, S. O adolescente e o outro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.
  2. BARROS, C. S. G. Pontos em Psicologia do Desenvolvimento. São Paulo: Ática, 1997.
  3. BARROS, M. M. L. Trajetórias de jovens adultos: ciclo de vida e mobilidade social. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 34, p. 71-92, jul-dez. 2010.
  4. BECKER, D. O que é adolescência. São Paulo: Brasiliense, 1987.
  5. BEE, H. O ciclo vital. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
  6. CALLIGARIS, C. A adolescência. São Paulo: Publifolha, 2000.
  7. CURI, N. M. Atenção, memória e dificuldade de aprendizagem. 2002. Tese de doutorado, Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2002.
  8. DAVIS, C.; OLIVEIRA, Z. Psicologia na Educação. São Paulo: Cortez, 1990.
  9. FEIST, J.; FEIST, G. J.; ROBERTS, T. Teorias da Personalidade. 8. ed. Porto Alegre: AMGH, 2015.
  10. MATLIN, M. W. Psicologia Cognitiva. Rio de Janeiro: LTC, 2003.
  11. OLIVEIRA, I. D. (org.). Construindo Caminhos, experiências e técnicas em orientação profissional. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2000.
  12. OSÓRIO, L. C. Adolescente hoje. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.
  13. OUTEIRAL, J. O. Adolescer: estudos sobre adolescência. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1994.
  14. OZELLA, S. (org.). Adolescência construída: a visão da psicologia sócio-histórica. São Paulo: Cortez, 2003.
  15. PAIS, J. M. A juventude como Fase de Vida: dos ritos de passagem aos ritos de impasse. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 371-381, 2009.
  16. PEREGRINO, M. Juventude, Trabalho e Escola: elementos para análise de uma posição social fecunda. Caderno CEDES, Campinas, v. 31, n. 84, p. 275-291, mai-ago. 201