Saltar para o conteúdo

WikiConecta/Programas de educação/Wikimedia e Extensão

Fonte: Wikiversidade
Logo do WikiConecta

Wikimedia e Extensão

Conteúdo

De acordo com o Ministério da Educação, a Extensão Universitária é uma forma de articulação entre o ensino, a pesquisa, a formação do estudante, a qualificação do docente, a relação com a sociedade, a participação dos parceiros e a outras dimensões acadêmicas institucionais. A missão fundamental da extensão é a de garantir ações efetivas da universidade com o público externo, transferindo a pesquisa e o ensino desenvolvidos na universidade a esse público.

Cada universidade entende e cria as suas próprias diretrizes para a extensão universitária. Contudo, há uma série de elementos que estruturam a concepção e a prática da Extensão na Educação Superior de acordo com o Conselho Nacional de Educação[1]. Por exemplo, o objetivo de criar interações dialógicas e gerar transformação social ampliando a formação dos estudantes, de forma interdisciplinar e interprofissional, e gerando impacto social.

Além disso, defendemos que para estar à altura dos desafios da universidade pública e atuar para garantir a consolidação efetiva e sistêmica da cultura científica brasileira, as instituições de ensino precisam pensar a difusão e a comunicação da ciência a partir da lógica da internet. Diante dos diversos exemplos de disseminação de fake news, é extremamente necessário entender a ecologia digital e atuar diretamente onde as pessoas acessam informações.

A seguir organizamos uma série de argumentos com o objetivo de demonstrar como os projetos Wikimedia são espaços férteis para o desenvolvimento de projetos de extensão em todas as áreas do conhecimento.

Diretrizes da curricularização da Extensão[editar | editar código-fonte]

Registro da editatona "Oficina Wikipédia INAD Brasil 2023"[2] – atividade de extensão da Universidade Federal de Santa Catarina, realizada em parceria com a Universidade Tuiuti do Paraná, a Universidade de São Paulo, a Université de Montréal e o Wiki Movimento Brasil.

Interação dialógica, troca de conhecimentos e formação cidadã[editar | editar código-fonte]

De acordo com o artigo 5º da Resolução Nº 7, de dezembro de 2018[1], a extensão universitária objetiva proporcionar uma interação dialógica com a sociedade por meio da troca de conhecimentos, da participação e do contato com as questões complexas contemporâneas. A comunidade internacional da Wikimedia e a busca pela equidade do conhecimento pelo Movimento Wikimedia proporciona um espaço rico para o contato e troca com diferentes públicos, além da produção e debate de questões complexas da atualidade. Basta relembrar como a Wikipédia foi uma das principais fontes de informação confiável durante a pandemia de COVID-19 no mundo[3] e como seus editores se juntaram à Organização Mundial da Saúde no compromisso de produzir e disseminar conteúdo de qualidade relacionado à doença.

Ainda de acordo com o mesmo artigo 5º[1], a extensão deve proporcionar aos estudantes uma formação cidadã, marcada e constituída pela vivência dos seus conhecimentos. Ao longo do WikiConecta demonstramos como é possível compartilhar o conhecimento apreendido durante a graduação através dos projetos Wikimedia. Ao fazê-lo, os estudantes exercitam a escrita sobre as teorias estudadas e refletem sobre o impacto da produção científica na sociedade em que vivem, ao mesmo tempo que adquirem habilidades fundamentais para a atuação no Século XXI.

De acordo com o MEC, a extensão deve realizar mudanças na própria instituição superior e nos demais setores da sociedade, a partir da construção e aplicação de conhecimentos, além de articular o ensino/extensão/pesquisa. Isso deve ser feito ancorado em um processo pedagógico único, interdisciplinar, político educacional, cultural, científico e tecnológico. Os projetos Wikimedia alcançam mais de 28 bilhões de visualizações todos os meses[4], ao redor do mundo, e mais de 270 milhões só no Brasil[5]. Estes são espaços sociotécnicos de produção da diferença através da construção e da aplicação da produção científica em conteúdos que serão lidos por pessoas de todos os espectros. Trabalhar com os projetos Wikimedia é proporcionar aos estudantes a oportunidade de contribuírem com um movimento que envolve 9 mil editores ativos só na Wikipédia em português, em um processo em que desenvolvem habilidades fundamentais para a produção científica e tecnológica.

Formação crítica e responsável, diálogo construtivo e reflexão ética[editar | editar código-fonte]

De acordo com o artigo 5º da Resolução Nº 7, de dezembro de 2018[1], a extensão universitária deve se estruturar a partir da formação do estudante como cidadão crítico e responsável, do diálogo construtivo e transformador com os demais setores da sociedade, da promoção da reflexão ética quanto à dimensão social do ensino e da pesquisa e do incentivo à atuação na contribuição ao enfrentamento das questões da sociedade brasileira. Além disso, deve se apoiar em princípios éticos e atuar na produção e na construção de conhecimentos, atualizados e coerentes.

Através dos programas de wiki-educação, os educadores permitem que os estudantes vivenciem e atuem diretamente na produção e na reflexão sobre o conhecimento disponível na internet em português (e em outros idiomas). O ambiente Wiki é colaborativo e aberto à contribuição de qualquer pessoa interessada, por isso não há um processo de aprovação hierárquica como ocorre em alguns tipos de relação entre professores e estudantes. Nesse espaço, o estudante pode contribuir com o que acredita ser válido e trabalhar a sua contribuição a partir do seu próprio entendimento crítico do mundo. O professor se torna um mediador e um facilitador, recomendando bibliografias e temáticas a serem abordadas, além de possível organizador de discussões críticas e reflexivas entre os estudantes durante e após a realização das atividades.

Além disso, neste espaço reúnem-se pessoas das mais diversas regiões do país (e do mundo) e com vários pontos de vista. Contribuir com a Wikimedia é fazer parte desta comunidade diversa e intercultural, dialogando e entrando em consenso sempre que necessário. A experiência de produção coletiva permite que os estudantes entendam como se relacionar e negociar com diversas partes interessadas em uma mesma temática. Os projetos Wikimedia, e a internet em si, são meios de natureza dialógica, onde as pessoas reagem e interagem sempre que necessário e a troca de informações é encorajada entre os usuários.

Quando o conhecimento fica restrito aos muros das universidades, ele não atende os seus objetivos de contribuição e melhoria social. É preciso libertar o conhecimento e disponibilizá-lo para que a sociedade faça o melhor uso dele. A comunicação da ciência via meios tradicionais (como artigos e revistas científicas) é demasiado morosa frente à velocidade com que as informações circulam na internet. Contribuir com os projetos Wikimedia é também disponibilizar conhecimento científico, embasado e de qualidade, para que as pessoas o encontrem na internet quando estiverem fazendo suas buscas. Também é aproveitar o espaço para jogar luz em temáticas que seguem invisibilizadas na sociedade, contribuindo com o compromisso social de enfrentar questões da sociedade brasileira. E nada melhor do que fazer isso em plataformas que têm uma escala e um alcance inatingível por qualquer veículo de instituição de ensino.

Por fim, o item VII do artigo 6º[1] determina que a extensão deve atuar na produção e na construção de conhecimentos, atualizados e coerentes, voltados para o desenvolvimento social. Como já dissemos, além da Wikipédia ser um dos sites mais acessados do mundo e do Brasil, é também um dos primeiros links elencados pelos vários buscadores da internet. Contribuir com o conhecimento neste espaço é facilitar o alcance ao que se produz e se estuda na universidade para o cidadão comum que navega na internet.

Registro de editatona realizada em parceria com o Museu do Futebol. [6]

A extensão universitária digital[editar | editar código-fonte]

De acordo com Juliana Clementi (2019)[7], a comunicação científica é fundamental para alavancar uma mudança paradigmática da relação entre ciência e sociedade – de uma ciência elitista para uma ciência aberta, acessível e participativa. Por isso, o conhecimento produzido na universidade não deve ser mantido dentro de seus muros, mas compartilhado com diferentes públicos, sendo passível de questionamento, num processo de transformação constante.

Para que isto seja possível, Clementi defende a importância de uma comunicação feita com foco na bidirecionalidade – onde o público interage com a mensagem. As plataformas Wikimedia são espaços especiais para a realização de uma comunicação bidirecional porque permitem copiar e editar o conhecimento em um só lugar, além de habilitar a colaboração e compartilhamento de conhecimento por diversos atores sociais.

Como argumentamos ao longo do WikiConecta, ao trabalhar com os projetos Wikimedia na extensão universitária, os educadores envolvem seus estudantes em uma rede global de colaboração e produção de conhecimento gratuito, com milhões de editores voluntários, engajados em construir todos os dias uma internet sem barreiras, auto-gerida e com informação de qualidade disponibilizada de forma e em linguagem acessível ao público não-especializado.

Através de projetos envolvendo o uso da Wikipédia, e demais projetos Wikimedia, os estudantes aprimoram suas habilidades de pesquisar e consumir conteúdo de forma crítica e responsável, e desenvolvem várias competências como alfabetização digital e midiática, escrita formal e avaliação por pares. Além disso, contribuem ativamente para a construção de uma sociedade mais bem informada e apta a tomar decisões de forma responsável e com embasamento científico através do compartilhamento de conteúdos acadêmicos escritos em linguagem descomplicada.

O "Programa de educação da Wikipédia como metodologia ativa de ensino e ferramenta de colaboração coletiva em saúde auditiva", desenvolvido na Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo (FOB-USP) com apoio da FAPESP e em parceria com o WMB[8], é um exemplo. Nele, os pesquisadores utilizam a Wikipédia como instrumento de metodologia ativa de ensino e ferramenta de educação em saúde. Eles defendem que a utilização da Wikipédia contribui com a promoção do letramento digital e científico dos estudantes, além de uma formação profissional/acadêmica de qualidade. Além disso, os conhecimentos compartilhados contribuem para a qualidade de vida da população em geral ao fornecerem informações atualizadas e embasadas cientificamente sobre saúde auditiva (neste caso específico) de forma acessível na internet.

Outro exemplo é o programa de educação desenvolvido pelo professor João Alexandre Peschanski, no qual os estudantes usaram o Wikidata para reconciliar dados de bancos de dados heterogêneos sobre mortos e desaparecidos durante a ditadura civil-militar brasileira. Além de aprenderem a trabalhar com curadoria computacional e avaliação das fontes de informações, contribuíram para a sistematização de uma lista com todas as informações contidas de forma inconsistente em quatro bases de dados diferentes. O resultado desse trabalho é exibido em uma página na Wikipédia que faz a curadoria automática de todas as pessoas que foram mortas ou desaparecidas durante a ditadura militar e traz o lastro de fontes confiáveis.

Para relembrar todas as possibilidades de uso dos projetos Wikimedia com seus estudantes acesse as unidades "Utilizando a Wikipédia com estudantes", "Utilizando o Wikidata com estudantes", "Utilizando o Wikimedia Commons com estudantes" e "Utilizando a Wikiversidade com estudantes".

Espaços de troca com a sociedade[editar | editar código-fonte]

Como já falamos algumas vezes ao longo do WikiConecta, a Wikipédia é uma enciclopédia digital livre, na qual múltiplos autores e editores podem participar escrevendo verbetes ou editando os conteúdos já existentes. Neste processo, não há distinção quanto ao grau formal de conhecimento do editor sobre um assunto específico, mas uma avaliação das fontes usadas como referência e embasamento para a escrita realizada. Por isso, há uma constante troca de conhecimentos e perspectivas entre diferentes níveis de expertise e escolaridade.

Os verbetes são escritos de forma colaborativa por várias pessoas. Quando há divergências ou discordâncias sobre o conteúdo publicado, o debate se dá em uma página de discussão exclusiva para cada verbete. Nela, os editores argumentam de forma textual sobre suas posições, trazendo referências confiáveis, e debatem com os demais interessados naquele tópico em questão.

Como também já abordamos em outros momentos, a Wikipédia tem normas e políticas muito bem definidas de forma colaborativa e as decisões dos wikipedistas são tomadas com base nessas políticas e normas cunhadas e legitimadas através de amplas discussões e votações da comunidade. A comunidade preza pelo consenso nas decisões do projeto e, nos casos em que não há concordância, realizam-se votações geralmente mediadas por editores mais experientes.

Apesar de não haver necessidade de expertise acadêmica para escrever na Wikipédia, metade dos usuários editores (49,8%) são graduados na universidade ou possuem titulações mais altas.[9] De acordo com pesquisa realizada com a comunidade Wikipedista Lusófona em 2021, por Pedro Rodrigues Costa[9], 17,4% dos editores respondentes afirmaram ter cursado bacharelado e 24,3% licenciatura. Outros 12,3% afirmam ter o título de mestrado, 5,1% de doutorado e 3,8% de pós-doutorado.[9]

Ou seja, ainda que não seja uma comunidade que se organize nos moldes acadêmicos, a comunidade wikipedista é em grande parte formada por acadêmicos. E, com certeza, é uma comunidade plenamente pró-ciência e pró-universidade. Por isso, ao trabalhar com a Wikipédia, os estudantes trocam conhecimentos com colegas de várias áreas do conhecimento em um ambiente que valoriza o método científico, o embasamento em fontes confiáveis e luta contra a engenharia de fake news e desinformação através da produção de informação de qualidade.

Há quem diga que a Wikipédia é como uma praça pública, e que esta deveria ser cuidada como um bem público. Tal como a esfera pública de Habermas (1984)[10], na Wikipédia busca-se o entendimento a partir do livre debate em espaços de discussão social. Nela exercitamos a gestão cidadã em uma busca democrática por consenso. Além disso, nela se reúne uma comunidade de pessoas que se dedicam voluntariamente a zelar pela produção e manutenção de informação de qualidade, que trabalham na curadoria do conhecimento e disponibilizam os dados científicos de forma mais inteligível para pessoas não-experts, divulgando e disseminando ciência.

Consolidação da cultura científica[editar | editar código-fonte]

A consolidação científica é tão fundamental na sociedade contemporânea que precisamos dar um destaque especial ao papel que a Wikipédia e demais projetos Wikimedia realizam nesse sentido.

Os últimos anos nos provaram que não podemos ser ingênuos e acreditar que basta produzirmos ciência na universidade e falarmos sobre ela em espaços especializados para impactar a sociedade. A "Máquina do Ódio" (MELLO, 2020)[11] e a engenharia das fake news atuam de maneiras escusas e alcançam as pessoas das mais variadas formas – muitas delas via internet. E, num piscar de olhos, até concepções mais solidificadas – como a crença no potencial da vacina – ficam à mercê da má fé de grupos anti-democráticos e anti-ciência.

A ciência precisa reagir. Para isso, é preciso atuar na internet, onde as pessoas realmente fazem buscas cotidianamente, conhecer a ecologia da circulação de informações online e disseminar conteúdo de qualidade em vários formatos para que a cultura científica realmente prospere e impacte a sociedade de forma positiva.

A Wikipédia oferece informação a custo zero e é um exemplo de ação coletiva sem paralelo em extensão e escopo. De acordo com Peschanski (2016), é "aclamada como uma “utopia real” (WRIGHT, 2011) e “a analogia mais próxima do que deva ser a autoria cooperativa de recursos educacionais de ordem superior” (BENKLER, 2009)"[12]. Por ser um dos sites mais acessados do mundo[13] (atrás apenas das grandes plataformas proprietárias), o seu conteúdo é um dos primeiros referenciados nos buscadores da internet. Isso faz com que o conteúdo dos verbetes da Wikipédia apareçam como sugestão de leitura àqueles que buscam por informações online. Disponibilizar conteúdo de qualidade nos seus verbetes significa impactar a sociedade em uma escala que alcança cerca de 5 bilhões de acessos por ano (só na sua versão em Português).

Para saber mais sobre "Ecologias digitais e divulgação científica", recomendamos assistir à discussão realizada com João Alexandre Peschanski no Faísca – uma iniciativa do CEPID NeuroMat que objetiva apresentar conceitos científicos relacionando-os com questões de destaque nos noticiários[14].

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 RESOLUÇÃO Nº 7, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2018 (em pt-BR). Página visitada em 2023-11-16.
  2. Ver detalhes do evento aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Edit-a-thon/Atividades_em_portugu%C3%AAs/Oficina_Wikip%C3%A9dia_INAD_Brasil_2023
  3. https://www.who.int/news/item/22-10-2020-the-world-health-organization-and-wikimedia-foundation-expand-access-to-trusted-information-about-covid-19-on-wikipedia
  4. Wikistats - Statistics For Wikimedia Projects. Página visitada em 2023-11-16.
  5. Wikistats - Statistics For Wikimedia Projects. Página visitada em 2023-11-16.
  6. https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Edit-a-thon/Atividades_em_portugu%C3%AAs/Editatona_Paral%C3%ADmpica
  7. Augusto, Clementi, Juliana (2019). «Comunicação científica bidirecional nas mídias sociais: um framework à luz das relações públicas». Consultado em 16 de novembro de 2023 
  8. "Programa de educação da Wikipédia como metodologia ativa de ensino e ferramenta de colaboração coletiva em saúde auditiva". https://bv.fapesp.br/pt/auxilios/109545/programa-de-educacao-da-wikipedia-como-metodologia-ativa-de-ensino-e-ferramenta-de-colaboracao-colet/
  9. 9,0 9,1 9,2 Pedro Rodrigues Costa. Perfil dos editores da Wikipédia em língua portuguesa. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Perfil_dos_Editores_da_Wikip%C3%A9dia_em_L%C3%ADngua_Portuguesa.pdf.
  10. HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública, trad. Flávio Kothe. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.
  11. MELLO, Patrícia Campos. A máquina do ódio: notas de uma repórter sobre fake news e violência digital. Companhia das Letras, 2020.
  12. PESCHANSKI, João Alexandre. Wikipédia contra a ignorância racional. Intercom–Sociedade. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-1923-1.pdf. Acesso em 16 de novembro de 2023.
  13. Most Visited Websites In The World (November 2023) (em en) (2023-04-07). Página visitada em 2023-11-16.
  14. Vídeo: https://www.youtube.com/live/iQpNuT_hByY?si=ix6Cd7Fh0ZNKZAIo&t=1989

Conteúdos audiovisuais

Depoimento de Adriane Batata, Wikimedista experiente, professora da Faculdade de Ilhéus e membro do Wiki Movimento Brasil.

Discussão